https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/issue/feed Práxis Educativa 2024-05-03T01:09:38+00:00 Editores praxiseducativa@uepg.br Open Journal Systems <p>A Revista Práxis Educativa, editada sob a responsabilidade do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado), da Universidade Estadual de Ponta Grossa, tem como objetivo publicar trabalhos que contribuam para o seu campo específico de investigação e que possam servir de referência para outros trabalhos de pesquisa. A revista prioriza a publicação de textos inéditos e de pesquisas já concluídas. </p> <p>ISSN 1809-4031</p> <p>E-ISSN 1809-4309</p> https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22721 As concessões de empréstimos do BNDES para a educação pública 2023-12-06T10:41:46+00:00 Francisco Morilhe Leonardo kiko_marilia@hotmail.com <p>O escopo do presente trabalho é o de demonstrar que o investimento na área da Educação Pública, vindo do BNDES, permite que haja igualdade, em relação aos métodos e aprendizagem, dos alunos da Escola Particular com os da Estadual, no Ensino Médio, especialmente com o atual formato e com a oferta dos itinerários formativos. Tal ideal se justifica, uma vez que, o ingresso ao Ensino Superior é, a cada ano, preenchido por estudantes oriundos de escolas particulares, principalmente, as mais conceituadas universidades e, o Estado, não proporciona subsídios para que os demais candidatos tenham preparação anterior, ou seja, durante o Ensino Médio, fazendo com que a faculdade seja um caminho para poucos trilharem. Assim, a educação é vislumbrada como crucial, também, para o desenvolvimento social, pois permite com que, ao formar o cidadão, esse terá mais possibilidades de ascensão social e, com isso, reduziria a criminalidade, aumentaria a consciência política, melhorando a democracia, entre outras vantagens sociais. Assim, a atuação do BNDES, que na área educacional tem sido relativamente tímida, pode ser um viés que proporcionaria igualdade entre seus pares, garantindo que seja cumprido, também, os conceitos constitucionais de justiça e igualdade. Logo, será realizado uma revisão de literatura, com base no método dedutivo e no enfoque qualitativo.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>BNDES. Ensino Médio. Itinerários Formativos.</p> 2024-02-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22732 Habitus e performatividade na prática docente da rede estadual de ensino do Piauí: implicações da política do Enem 2023-12-06T11:09:37+00:00 Aysllan de Sousa Sobrinho aysllansobrinho@gmail.com Cacilda Rodrigues Cavalcanti cavalcanticacilda@gmail.com <p>Este artigo objetiva analisar as implicações da política do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para a prática docente. Questiona-se: A prática docente no Ensino Médio do Piauí tem sido balizada pela performatividade como parte do <em>habitus</em> profissional docente? De que forma? Para responder a essa questão, o artigo fundamenta-se no referencial teórico de Bourdieu e no seu método praxiológico. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas com professores de duas escolas do Piauí, submetidas à análise do discurso de Maingueneau. Os resultados apontam que a prática docente tem sido estruturada por metas de resultados, práticas treineiras e performáticas. Essa prática performática é incorporada pelos professores, porque é um elemento forte do <em>habitus</em> profissional, consubstanciado na tradição meritocrática como discurso simbólico da justiça social. Os professores aderem à performatividade na medida em que seu <em>habitus</em> profissional está predisposto a incorporá-la, na relação dialética entre a subjetividade e sua posição no campo social.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> <em>Habitus</em>. Performatividade. Exame Nacional do Ensino Médio.</p> 2024-02-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22911 Colaboración y distribución del liderazgo: claves para la mejora en la educación secundaria técnico profesional en Chile 2024-01-11T17:11:03+00:00 Armando Rojas Jara arojas@udd.cl Óscar Maureira Cabrera omaureir@ucsh.cl Luis Ahumada Figueroa luis.ahumada@pucv.cl Erick Vidal Muñoz evidalm@ucsh.cl <p>Este artículo tiene por objetivo examinar las prácticas de colaboración, los patrones de liderazgo distribuido y la cultura de colaboración en tres centros secundarios de educación técnico profesional en Chile, que presentan una trayectoria sostenida de mejora escolar. Para la examinación de las prácticas de colaboración se realizaron entrevistas semiestructuradas a directivos y grupos focales a jefes de departamentos, jefes de especialidades y docentes de formación general y diferenciada y se aplicó el cuestionario de Análisis de Redes Sociales (ARS). Para la identificación de los patrones de liderazgo distribuido, se aplicó el Cuestionario Multidimensional de Liderazgo Distribuido (CMLD). Se concluye que en los tres casos estudiados se observa una alta valoración al trabajo colaborativo y a las prácticas de liderazgo distribuido en su gestión. Asimismo, tanto directivos como docentes muestran una tendencia a pensar en la mejora como un proceso conjunto. </p> <p>Palabras clave: Liderazgo distribuido. Cultura de colaboración. Mejora escolar.</p> 2024-03-11T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22802 La propuesta de Estatuto Único Docente en Colombia en Educación Básica, Secundaria y Media: Una comparativa con los Estatutos Actuales 2024-02-21T19:56:06+00:00 Jhan Carlos Herrera Pérez jhan4445@hotmail.com Efraín Darío Ochoa Londoño eolomix@gmail.com Jefferson Tello Zuluaga jefferson.tello@upb.edu.co <p>Este texto aborda las situaciones financieras de los profesores en Colombia, con el objetivo general de realizar una comparación entre los estatutos docentes actuales en Colombia (2277 y 1278) y la propuesta del Estatuto Único Docente. Además, se llevó a cabo una revisión sistemática de artículos y documentos gubernamentales clave, centrados en los fines de la educación, ascensos y características de la vinculación docente. La búsqueda bibliográfica se llevó a cabo en bases de datos como EBSCO, Dialnet Plus, Scielo, Google Académico, Scopus, Web of Science. Los resultados muestran discrepancias entre los decretos evidenciadas en condiciones de ascenso, procesos de evaluación y remuneraciones diferentes. Se concluye que los problemas de financiamiento y remuneración para los docentes han estado presentes a lo largo de la historia del profesorado en Colombia, haciéndose necesario el planteamiento de procesos de nivelación salarial y de ascenso que consideren la experiencia, la formación académica y los méritos del profesorado para mejorar sus condiciones salariales.</p> <p><strong>Palabras clave: </strong>Estatutos docentes. Educación pública. Escalafón docente.</p> 2024-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22864 Transformación educativa en Uruguay: análisis de documentos marco para la Educación Básica 2024-03-11T20:11:36+00:00 Mariela Questa-Torterolo questa@ort.edu.uy Andrea Tejera Techera tejera@ort.edu.uy <h1>Este artículo tiene como objetivo sistematizar y analizar los documentos que orientan los procesos de Transformación Educativa en el sistema educativo uruguayo, iniciados en 2020. Para ello, se examina el contenido de nueve documentos oficiales relacionados con la Transformación Curricular Integral, a partir de tres dimensiones teóricas: epistemológica, pedagógica e institucional y la teoría de las transiciones críticas. Los resultados muestran que los documentos plantean una visión curricular basada en el desarrollo de competencias y aprendizajes, que requiere cambios en las metodologías de enseñanza, las estrategias didácticas y la evaluación. Asimismo, se propone una gestión escolar que promueva la autonomía y la participación de las comunidades educativas. Se concluye que la Transformación Educativa es un proceso complejo y dinámico, que implica desafíos y oportunidades para la mejora de la calidad educativa. Se sugieren algunas recomendaciones para atender las transiciones críticas que pueden surgir en la implementación de los cambios.</h1> <p><strong>Palabras clave:</strong> Transformación educativa. Currículo. Competencias. Uruguay.</p> 2024-04-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23012 O direito à educação no Mercosul: ações de acolhimento de imigrantes em Dourados-MS 2024-02-21T20:06:03+00:00 Elis Regina dos Santos Viegas elisreginaviegas@gmail.com Alex Torres Domingues alextdomingues@gmail.com <p>O fluxo migratório dentro do Mercado Comum do Sul (Mercosul) é uma questão significativa, e a livre circulação de pessoas é um dos princípios fundamentais estabelecidos. Mesmo que direitos humanos seja um tema presente nas pesquisas recentes sobre fenômenos migratórios, ainda são escassos os estudos que relacionam o direito à educação e os novos contornos das migrações contemporâneas. Assim, o objetivo deste estudo é evidenciar as ações adotadas pelo município de Dourados, no Mato Grosso do Sul (MS), no que se refere à garantia do direito à educação aos imigrantes oriundos da região do Mercosul. A opção metodológica é de natureza teórico-documental, de abordagem qualitativa. As análises indicam que a efetivação do direito à educação para imigrantes requer uma conduta abrangente que considere diversas dimensões do fenômeno, como: orientações, fluxos e protocolos, mapeamento e identificação, acolhimento, tradução e interpretação, flexibilidade, projetos de integração cultural, formação continuada, monitoramento e avaliação contínua, rede de apoio e acesso a recursos sociais.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Fluxo migratório. Direito à educação. Mercosul.</p> 2024-05-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22845 Políticas para a gestão da Educação Básica em Mato Grosso do Sul: ressignificando velhos conceitos 2024-02-19T20:26:01+00:00 Andrêssa Gomes de Rezende Alves andressa_rezend@hotmail.com Nadia Bigarella nadia@ucdb.br <p>Neste artigo, visou-se discutir os conceitos de gestão democrática e participação na escola, a partir das políticas para a educação desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul no período de 2007 a 2022. A investigação compreendeu coleta, sistematização e análise de documentos produzidos em âmbito federal e estadual, como legislação, políticas e programas voltados para a Educação Básica. Os resultados permitiram constatar que os programas governamentais que nortearam as políticas educacionais no período supracitado priorizaram a inserção de conceitos de gestão gerencial, causando implicações no processo de participação da comunidade nas decisões dos rumos da escola. Esse modelo de gestão fez adequação no trabalhado docente, voltando-o para atender interesses do mercado, ressignificando a sua identidade profissional. Criou-se, assim, um ambiente de instabilidade, de insegurança, de competitividade e de afastamento do debate na perspectiva de gestão democrática, distanciando a escola da acepção aristotélica, que defende que política deve promover o diálogo mais humanizado, relacionando a política à vida boa, justa e feliz. As relações mais humanizadas na escola são fundamentais para orientar as ações coletivas que leve à felicidade e ao bem-estar dos sujeitos.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Política educacional. Gestão educacional. Escola como espaço democrático.</p> 2024-05-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22846 Brasil e Paraguai: especificidade fronteiriça nas práticas pedagógicas e legislação em vigência 2024-02-19T20:27:51+00:00 Mara Lucinéia Marques Correa Bueno mara.marques@ufms.br Alba Maria Bethania Sanchez Sanabria albabethania@gmail.com <p>Neste artigo, analisa-se a educação em região de fronteira, com foco especial no contexto geográfico de Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. O objetivo principal foi investigar de que forma os desafios, resultantes da diversidade cultural que caracteriza esse espaço geográfico, são tratados nos documentos oficiais da educação brasileira e se tais documentos garantem a atenção devida às particularidades da educação nas regiões fronteiriças do Brasil com o Paraguai. Para tanto, teve-se como questionamento de pesquisa: Os documentos oficiais garantem atendimento às especificidades presentes na educação fronteiriça do Brasil com o Paraguai? O trabalho foi dividido em três seções. Na primeira, abordam-se o conceito de fronteira e a realidade local da região de pesquisa. Na segunda, trazem-se informações sobre o regionalismo em documentos oficiais. Na seção derradeira, realiza-se a análise de duas propostas pedagógicas de escolas estaduais em Ponta Porã, a fim de verificar se elas contêm registros relacionados à realidade fronteiriça da região. Ficou evidente com o estudo realizado que os documentos oficiais que regem a educação brasileira, em todos os níveis governamentais, necessitam contemplar, em sua redação, o regionalismo e as especificidades de cada região, ou, ainda, assegurar que estados e municípios tratem, em suas normativas, de suas particularidades. Isso implica garantir que as normativas estaduais e municipais reflitam suas próprias realidades, representando um chamado à responsabilidade dos estados e municípios na elaboração de políticas educacionais alinhadas com suas necessidades específicas.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Políticas educacionais. Educação de fronteira. Documentos oficiais.</p> 2024-05-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22730 Formação pedagógica de professores da Educação Profissional, Científica e Tecnológica no Brasil: breve histórico e os desafios contemporâneos 2024-01-24T14:00:50+00:00 Leide Patrícia da Silva Cesar leide.cesar@iff.edu.br Rafaella Rosa dos Santos Lins rafaellarosa.lins@gmail.com Raysa Soares Moi moi.raysa2@outlook.com Jefferson Manhães de Azevedo jazevedo@iff.edu.br <p class="LO-normal" style="text-align: justify; text-justify: inter-ideograph;"><span style="font-family: 'Garamond',serif; color: black;">Neste artigo, aborda-se a formação pedagógica de professores da Educação Profissional, Científica e Tecnológica a partir de um breve histórico, dos seus aspectos legais, das primeiras manifestações, das perspectivas e dos seus desafios contemporâneos, em busca de evidenciar as discussões acerca da formação de professores no contexto da Educação Profissional e Tecnológica. Constatou-se, por meio dessa revisão bibliográfica, que, desde a preparação inicial, essa formação mostra-se distante de conceitos teóricos que relacionam Mundo do Trabalho e Educação. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com levantamento bibliográfico da literatura, que discute os aspectos históricos e políticos e os desafios da formação para a Educação Profissional, Científica e Tecnológica no Brasil. Os resultados apontam para a necessidade de reformulação das políticas voltadas à formação docente, sobretudo diante da expansão da oferta da Educação Profissional e Tecnológica, das singularidades da modalidade e das exigências que esta impõe aos docentes. </span></p> <p class="LO-normal" style="text-align: justify; text-justify: inter-ideograph;"><strong><span style="font-family: 'Garamond',serif;">Palavras-chave:</span></strong><span style="font-family: 'Garamond',serif;"> Formação pedagógica de professores. Formação continuada. Educação Profissional e Tecnológica. </span></p> 2024-05-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22834 Gestión educativa y satisfacción laboral docente en instituciones educativas de la región Ayacucho, Perú 2024-03-11T20:13:48+00:00 Rolando Quispe-Morales rolando.quispe@unsch.edu.pe Pedro Huauya Quispe pedro.huauya@unsch.edu.pe Alejandro Huamán De La Cruz alejandro.huaman@unsch.edu.pe <p>La investigación sobre la gestión educativa y satisfacción laboral docente, cobra relevancia en la actualidad, debido a que son factores determinantes en la calidad educativa que se imparte a los estudiantes. El objetivo de la investigación fue establecer la relación que existe entre la gestión educativa y satisfacción laboral docente en la región Ayacucho, Perú. La investigación se concretó en una muestra de 374 maestros, obtenidos de acuerdo con la técnica muestral probabilística estratificada. El instrumento utilizado para el recojo de datos fue el cuestionario sobre gestión educativa y satisfacción laboral docente. Asimismo, se concretó desde el diseño no experimental, transversal correlacional. Para el procesamiento de los datos se utilizó el estadígrafo Rho de Spearman, con un nivel de significancia de 0,05. Los resultados hallados a nivel descriptivo muestran que el 65,8% de maestros perciben como buena la gestión educativa, por otro lado, el 70,1% de los docentes se muestran satisfechos con su labor docente. La prueba de hipótesis obtenida permite concluir a nivel inferencial que existe relación significativa entre la gestión educativa y la satisfacción laboral docente en instituciones educativas de la región de Ayacucho, Perú (rs=0,677, p=0,000&lt;0,05).</p> <p><strong>Palabras clave:</strong> Gestión educativa. Satisfacción laboral. Docente.</p> 2024-05-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22833 La política de gratuidad escolar en Chile (2015-2020): factores vinculados a la eliminación del copago en la provisión privada 2024-02-21T19:44:38+00:00 Juan Antonio Carrasco Bahamonde carrasco661@gmail.com Máximo Quiero-Bastías mfquiero@uc.cl <p>En Chile, con la Ley de Inclusión (2015), se inició un nuevo ciclo de reformas al sistema educativo que intentó modificar el rol del mercado. Este artículo analiza la implementación de la gratuidad en el acceso a la provisión privada subvencionada en 717 escuelas privadas subvencionadas del Área Metropolitana de Santiago. Mediante modelos de regresión logística, examina los factores que inciden en la eliminación de los cobros en las escuelas e indaga en sus implicancias para la política educativa. Los resultados revelan que el efecto de la gratuidad se concentra en un segmento específico de la provisión donde las características institucionales de las escuelas ejercen una influencia significativa en su adopción. Sin embargo, sus efectos no son estables en el tiempo, con la excepción del cobro a las familias que se mantiene significativo.</p> <p><strong>Palabras clave:</strong> Cobros Escolares. Gratuidad. Provisión mixta. Equidad. Inclusión.</p> 2024-05-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/21435 Una mirada a la relación profesor-estudiante mapuche en la educación intercultural en La Araucanía, Chile 2023-02-17T19:15:23+00:00 Katerin Arias-Ortega karias@uct.cl Valentina Castro vcastro2015@alu.uct.cl Angela Zuccone azuccone2016@alu.uct.cl <p>El artículo presenta resultados de investigación que profundizan sobre el sentido de la relación profesor-estudiante mapuche en los procesos de enseñanza y aprendizaje de la lengua y cultura mapuche en el aula, en tres escuelas situadas en comunidades indígenas de La Araucanía, Chile. La metodología es cualitativa desde un enfoque de etnografía escolar, para develar lo implícito y no documentado en las relaciones pedagógicas, durante el desarrollo de la situación de aprendizaje. Los resultados muestran que en la relación profesor-estudiante mapuche predomina una interacción hegemónica y de violencia, prevaleciendo una relación de poder que afecta negativamente el desarrollo de la identidad sociocultural de los estudiantes mapuche. Discutimos sobre las problemáticas de una relación profesor-estudiante mapuche caracterizada por una comunicación unidireccional con pocas competencias emocionales, lo que limita el aprendizaje de la lengua y la cultura indígena.</p> <p><strong>Palabras clave: </strong>Relación profesor-estudiante mapuche. Educación intercultural. Niveles de interacción en la comunicación. Lengua indígena.</p> 2023-12-19T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2023 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22711 Attitudes of students of the Faculty of Education (Kosovo) about pedagogical practice in their preparation for service 2024-02-03T01:01:52+00:00 Shqipe Avdiu-Kryeziu shqipe.avdiu-kryeziu@uni-gjilan.net Veli Kryeziu veli.kryeziu@uni-pr.edu <p>Purpose of this study is the attitudes of students before the service for pedagogical practice in study program Preschool Education and Primary Education. Since the scope of these programs within the Faculties of Education has the mission of teaching. Research was carried out using the qualitative method, instrument for realization of the research was a semi-structured interview with a total of 15 students of these programs for pedagogical practice. Through reviewed literature and qualitative research, we have obtained results that pedagogical practice is useful and prepares students to be ready for service after graduation, also mentor teachers at school as well as supervising professors make an extraordinary contribution to the professional development of students before the service. To conclude, we have extracted the attitudes of students about importance of practical learning, students from pedagogical practice in educational institutions have benefited from experiences related to cooperation, planning, inclusiveness, plan realization, and should use these potentials for benefits of them regarding preparation for teachers in the future. Research is of particular importance in the field of education, serves students of Faculties of Education, teachers, professors of higher education, and as such is useful for sciences of Education in general.</p> <p><strong>Keywords:</strong> Teacher training. Pedagogical practice. Faculty of Education.</p> 2024-02-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22614 Propostas para o ensino na Educação Especial: contribuições do campo acadêmico brasileiro 2023-12-28T00:46:01+00:00 Rosana de Castro Casagrande rosanaccasagrande@hotmail.com Jáima Pinheiro de Oliveira jaima.ufmg@gmail.com <p>Esta pesquisa teve por objetivo sistematizar as principais propostas para o ensino na Educação Especial, no âmbito de seu campo acadêmico, no Brasil. O referencial teórico fundamenta-se em Bourdieu (2004a) e Bourdieu, Chamboredon e Passeron (2007), Hey (2008) e em pesquisas anteriores (Casagrande, 2020, 2021; Casagrande; Mainardes, 2021a, 2021b; Mainardes; Casagrande, 2022) sobre o campo acadêmico da Educação Especial. Caracteriza-se como um estudo de natureza qualitativa, exploratória e bibliográfica. Como resultado, um conjunto de propostas dos agentes do campo foi encontrado e organizado em duas categorias, assim denominadas: 1. Propostas mais amplas: Acessibilidade, Sistema de Suporte Multicamadas, Profissionais de Apoio à Inclusão Escolar; e 2. Propostas mais específicas: Desenho Universal para a Aprendizagem, Ensino Colaborativo, Diferenciação Curricular, Práticas Baseadas em Evidências, Plano Educacional Individualizado, Aprendizagem Cooperativa, Metodologias Ativas e Tecnologia Assistiva. As referidas propostas compõem as chamadas práticas inclusivas inovadoras atualmente recomendadas e que beneficiam a aprendizagem e o desenvolvimento de todos. Os agentes do campo da Educação Especial disponibilizam, por meio de suas pesquisas, diversas produções que, em conjunto, indicam possibilidades para a efetivação da inclusão escolar.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Propostas de ensino. Educação Especial. Inclusão escolar. Campo acadêmico.</p> 2024-02-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22885 El profesorado universitario de disciplinas CTS: percepciones de los estudiantes sobre su mejora docente 2024-02-02T21:18:00+00:00 Antonio Pérez-Robles tonperrob@gmail.com Gabriela Delord gcattani1@us.es Noelia Pérez-Rodríguez nperez4@us.es Soraya Hamed Al Lal sha@us.es <p>Este estudio analiza la mejora del profesorado universitario de disciplinas CTS (Ciencia, Tecnología y Sociedad) en proceso de formación docente, en base a las percepciones sobre las clases recibidas de 414 estudiantes de la Universidad de Sevilla. Se utilizó un cuestionario Likert con 26 ítems agrupados por parejas, reflejando cada pareja dos enfoques docentes contrapuestos: enseñanza centrada en el docente y enseñanza centrada en el estudiante, y organizados en 3 categorías: contenidos, metodología y evaluación. El análisis factorial y descriptivo muestra cambios hacia una enseñanza centrada en el estudiante en los siguientes aspectos: el trabajo con problemas, las interacciones entre los contenidos, las ideas de los alumnos y una evaluación formativa y participativa. Se concluye que la formación está promoviendo mejoras en los profesores, aunque parciales, y que el cuestionario ha sido un instrumento adecuado para conocer las opiniones de los estudiantes.</p> <p><strong>Palabras clave:</strong> Educación superior. Percepciones del estudiantado. Formación del profesorado CTS.</p> 2024-03-07T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22669 Evaluación formativa, uso de las TIC y articulación curricular en la carrera de pedagogía en filosofía y los cursos de filosofía en el sistema escolar medio o secundario en Chile 2024-03-05T15:32:48+00:00 Patricio Lombardo-Bertolini patricio.lombardo@pucv.cl Álvaro Pizarro-Herrmann alvaro.pizarro@pucv.cl Gustavo Herrera-Urízar gustavo.herrera@ub.edu Souly Cisternas-Negrete soulycist@gmail.com <p>El estudio analiza las percepciones que tiene el profesorado universitario y secundario acerca de la evaluación formativa, el uso de las TIC y la articulación curricular presente en la carrera de pedagogía en filosofía y los cursos de filosofía en el sistema escolar en Chile. La investigación es cualitativa y se conforma con la implementación de grupos focales, en este proceso participaron profesores de pedagogía en filosofía de una universidad chilena y profesores de centros particulares subvencionados de educación media o secundaria. Los resultados de esta investigación arrojan luz sobre las similitudes y tensiones discursivas que existen entre los diferentes actores del campo de la educación universitaria y secundaria en torno a la evaluación formativa, la tecnología y la articulación curricular.</p> <p><strong>Palabras claves:</strong> Evaluación Formativa. TIC. Articulación Curricular.</p> 2024-03-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22722 Aprendizaje Basado en Modelización asistido con Inteligencia Artificial en las Ciencias Naturales: propuesta de intervención neurodidáctica 2024-02-21T20:20:42+00:00 Ricardo Alberto Reza Flores ricardoa.rezaf@gmail.com Marco Antonio Guemez Peña marco.guemezp@aefcm.gob.mx <p>El proceso de enseñanza-aprendizaje de las Ciencias Naturales puede estimularse con aspectos neurofuncionales para el desarrollo cognitivo, a través de metodologías innovadoras activas. Ante esta situación, el objetivo de la investigación fue capacitar y alfabetizar a docentes sobre el Aprendizaje Basado en Modelización (ABM) y el uso de la Inteligencia Artificial (IA), y propiciar el diseño e implementación de secuencias neurodidácticas aplicables en las aulas. Metodológicamente la investigación fue mixta donde participaron 35 docentes y 125 estudiantes de Educación Primaria; fue empleado un instrumento post intervención y una entrevista semiestructurada. Los resultados infieren que los momentos neuroeducativos guiados por los docentes generaron aprendizajes significativos y emociones positivas en el alumnado. Se concluye que interconectar el ABM y la IA promueve una educación digna y de calidad, acorde a los nuevos escenarios educativos globales y favorece el desarrollo de competencias tecnocientíficas.</p> <p><strong>Palabras-clave: </strong>Aprendizaje Basado en Modelización. Inteligencia Artificial. Neuroeducación.</p> 2024-03-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22809 A apropriação da teoria de Pierre Bourdieu nas pesquisas que tratam das políticas públicas educacionais no Brasil e na Argentina (2015-2022) 2023-12-14T22:14:47+00:00 Marisa Schneckenberg marisaunicentro@hotmail.com Hernán Mariano Amar hernan.amar@unipe.edu.ar Jorge Manuel Gorostiaga jorgegoros@gmail.com <p>O propósito desta investigação consiste em apresentar a contribuição e os limites da apropriação do referencial teórico-metodológico, fundamentado na obra do filósofo e sociólogo francês Pierre Bourdieu (1930-2002), a partir da produção de pesquisadores brasileiros e argentinos publicada em periódicos científicos do campo científico das políticas educacionais no período compreendido entre 2015 e 2022. A partir da metapesquisa, foi possível evidenciar especialmente a consistência da apropriação da teoria e do método de Bourdieu e a relevância de estudos que se dispõem a investir em uma apropriação do modo de trabalho do autor. Tal análise poderá ampliar e contribuir na análise da produção no campo científico das políticas públicas educacionais em ambos os países, assim como na formação de seus pesquisadores.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Políticas educacionais. Metapesquisa. Pierre Bourdieu.</p> 2024-03-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22624 Trajetória acadêmica e de carreira de universitárias grávidas ou com filhos(as) 2024-02-03T15:59:53+00:00 Leonardo de Oliveira Barros leonardobarros_lob@hotmail.com Andreza Nathielly Batista Reis desa_nathy@hotmail.com <p>Neste artigo, objetivou-se analisar como se dão a permanência e o progresso de universitárias grávidas ou com filhos(as) menores de idade na Graduação. Participaram desta pesquisa, 131 mulheres, das quais 90,1% já possuíam filhos(as), 50,4% não precisaram interromper a Graduação devido à gravidez, e 45% se autodeclararam pardas. As participantes responderam de forma <em>online</em> à Escala de Apoio Social, à Escala de Motivação Acadêmica, à Escala de Identidade Profissional de Macleod Clark e a um questionário demográfico. Os resultados foram analisados no <em>software</em> SPSS (versão 21) e indicaram correlações entre a motivação acadêmica, a identidade profissional e o apoio social. A desmotivação se correlacionou negativamente com a identidade profissional e o apoio social. Foram encontradas diferenças de média para o apoio social e fatores da motivação em função do suporte familiar e paterno e de responsabilidade doméstica. Concluiu-se que esses construtos são importantes na construção de uma carreira satisfatória para essas estudantes.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Maternidade. Orientação profissional. Estudante universitária.</p> 2024-03-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22593 Uma análise sobre como se configuram rigor metodológico e confiabilidade na pesquisa qualitativa em teses e dissertações em áreas biomédicas e não-biomédicas no período 2008-2018 2023-11-06T01:07:47+00:00 Valquiria S. Barros valquiria.barros@bioqmed.ufrj.br Sonia Maria Ramos Vasconcelos svasconcelos@bioqmed.ufrj.br <p>Este estudo investigou como a preocupação com o rigor científico vem se configurando na pesquisa qualitativa no contexto da pós-graduação brasileira em uma amostra de dissertações e teses. Foi obtido um <em>corpus</em> inicial de 425 teses e dissertações para o período 2008-2018, no diretório da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Uma amostra de 244 documentos desse <em>corpus</em> foi validada a partir de duas análises independentes, com foco nas seções “Resumo”, “Metodologia”, “Considerações finais e/ou Conclusões” e “Limitações do estudo” (quando havia). Os resultados indicam que no relato da pesquisa em 41% (n=99) dos documentos há uma apresentação de preocupações e/ou critérios sobre rigor, embora nem sempre detalhados. Entretanto, discussões de vieses ou de estratégias objetivando a confiabilidade e/ou validade dos resultados não foram identificadas como características predominantes nesses documentos.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Pesquisa qualitativa. Metodologia de pesquisa. Rigor.</p> 2024-03-28T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22658 O trabalho pedagógico no Ensino Superior Politécnico de Portugal: uma análise a partir dos Institutos Politécnicos 2024-02-21T20:34:45+00:00 Josimar de Aparecido Vieira josimar.vieira@sertao.ifrs.edu.br Liliana Soares Ferreira anaililferreira@yahoo.com.br <p>O Ensino Superior Politécnico (ESP) de Portugal é uma opção educacional que contempla formação em cursos de Licenciaturas, Mestrados e Doutorados em diversas áreas. Nesse contexto, este estudo teve a finalidade de analisar e caracterizar o trabalho pedagógico desenvolvido no ESP de Portugal, considerando as perspectivas concebidas e implementadas no trabalho dos professores dos Institutos Politécnicos. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, que seguiu abordagem qualitativa e quantitativa e foi produzido por meio de análise documental, pesquisa bibliográfica e de campo, envolvendo 173 professores. Encontra-se estruturado com uma revisão da literatura que trata da organização e do funcionamento do ESP e do trabalho pedagógico como categoria presente no ESP e descrição dos resultados alcançados acompanhados por discussões. Percebeu-se que o trabalho pedagógico do ESP se personaliza como um movimento dialético que integra espaços e tempos, abarcando a ação individual dos professores demarcado pelo projeto pedagógico institucional.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Ensino Superior Politécnico. Institutos Politécnicos. Trabalho pedagógico. Formação profissional.</p> 2024-03-30T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22670 Desigualdades en materia educativa durante la educación de emergencia a distancia por la COVID-19. Una revisión sistemática 2024-03-12T00:25:23+00:00 Ana María Torres anamaria.torresd@estudiante.uam.es Irene Moreno-Medina irene.morenom@uam.es Sergio Sánchez Fuentes sergio.sanchezfuentes@uam.es <p>Las escuelas de todo el mundo experimentaron rápidos cambios al enfrentarse a la situación de emergencia originada por la pandemia del COVID-19. El objetivo de este trabajo es analizar las variables identificadas en la literatura científica de estudios realizados con el objetivo de comprender el impacto en las desigualdades educativas durante la educación a distancia de emergencia por COVID-19. Se realizó una revisión sistemática que incluyó el análisis de variables relacionadas con la muestra y la metodología aplicada. Se aplicó el método PRISMA en tres fases. La muestra consistió en 298 artículos que superaron los criterios de inclusión. Los resultados se dividen por año, país, características de la muestra, niveles educativos, estrategias de intervención y estrategias metodológicas. Esta investigación muestra que las desigualdades educativas no se reflejan plenamente en los estudios, ya que existe desigualdad según la pertenencia a la comunidad educativa o la nacionalidad.</p> <p><strong>Palabras clave: </strong>Desigualdad. Educación de emergencia. Educación a distancia. Coronavirus. Revisión sistemática.</p> 2024-04-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22857 Estado do conhecimento: contributos para o desenvolvimento da formação continuada intercultural de professores/as 2024-03-08T10:34:19+00:00 Silvia Zimmermann Pereira Guesser silviaguesser@hotmail.com Márcia de Souza Hobold mhobold@gmail.com <p>Este estudo apresenta os resultados de uma pesquisa que analisou 87 resumos de artigos publicados na Plataforma SciELO, entre os anos de 2010 e 2023. A pesquisa, de abordagem qualitativa, fundamentada em Amado (2014), configurou-se como estudo de caráter bibliográfico do tipo estado do conhecimento. Objetivou-se investigar o desenvolvimento da formação continuada intercultural de professores/as, a partir da identificação das categorias (étnico-racial, gênero, língua, religião, deficiência, geração e outros), fundantes para a conceitualização de uma educação intercultural, tal qual defendida por Candau (2011) e Fleuri (2022). Pela análise dos dados, sugere-se maior aprofundamento conceitual acerca das categorias fundantes na perspectiva intercultural, tendo em vista a elaboração de políticas públicas para a formação inicial e continuada de professores/as, não somente no Brasil, mas também em toda a América Latina, permeada pelo encontro/desencontro/reconhecimento das “verdades” contadas e ensinadas ao longo da história, as quais devem ser questionadas e reescritas em conjunto com aqueles que por tanto tempo foram silenciados.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Formação de professores/as. Perspectiva intercultural crítica. Diferença.</p> 2024-04-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22680 Revisitando conceitos e dados sobre violência sexual contra crianças e adolescentes: o Amazonas em debate 2024-02-10T00:18:01+00:00 Márcio de Oliveira marcio.1808@hotmail.com Francisca Maria Coelho Cavalcanti franciscamcc@ufam.edu.br Jefferson Araújo do Nascimento jefferson.nascimento@ufam.edu.br <p>O objetivo deste artigo é revisitar o conceito sobre violência sexual contra crianças e adolescentes e suas tipificações para melhor apropriação do seu real significado, além de expor as denúncias notificadas e a rede de proteção no estado do Amazonas, em especial na Região Metropolitana de Manaus, mas não apenas. Tem-se como embasamento metodológico a pesquisa bibliográfica e documental, bem como se apropriou da análise qualitativa fazendo uma ponte com os Estudos Culturais de Stuart Hall e da Teoria Política de Hannah Arendt. O estudo revela que essa violência que aniquila milhares de vidas em desenvolvimento deve ser combatida ferozmente como a força da natureza que se encontra neste imenso território que se chama Amazonas. Para isso, chama-se atenção do Estado e de seus órgãos de proteção enquanto poder e de uma sociedade civil que precisa ter conhecimento da extensão do que representa violência sexual contra crianças e adolescentes.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Violência sexual. Rede de Proteção. Amazonas.</p> 2024-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22847 Experiência, formação e atuação docente: representações da ginástica ao longo da vida de professores de Educação Física escolar 2024-03-26T16:50:08+00:00 Eduarda Heydt Heinen eduardaheinen@gmail.com Lucas Machado de Oliveira lucasmdo@outlook.com Patrícia Luiza Bremer Boaventura plbboaventura@gmail.com Juliana Pizani jupizani@hotmail.com <p>O objetivo deste estudo foi mapear as representações de ginástica de professores de Educação Física escolar ao longo da vida, a partir das narrativas sobre suas experiências com esse saber. Foram realizadas entrevistas com professores de Educação Física atuantes na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis, Santa Catarina. Os resultados mostram que os participantes do estudo tiveram poucas experiências com modalidades ginásticas na infância. Ao percorrem a trajetória acadêmica, encontraram limitações para conhecer de forma ampliada o universo gímnico. Consequentemente, percebe-se que as práticas profissionais refletem lacunas no trato com o conteúdo ginástico. Conclui-se que a ginástica esteve representada de várias formas e em diferentes contextos para os professores, porém a falta de experiências significativas tem impactado a prática profissional e contribuído para um ciclo de desconhecimento da ginástica.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Ginástica. Saberes profissionais. Prática pedagógica.</p> 2024-04-15T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22596 Um retrato das matrículas de estudantes da Educação Especial e da educação de surdos, surdocegos e deficiência auditiva: da Educação Básica à Educação Superior 2024-03-08T10:43:36+00:00 Luiz Renato Martins Rocha luizrenatomr@gmail.com Cristina Broglia Feitosa de Lacerda cbflacerda@gmail.com Rosângela Gavioli Prieto rosangel@usp.br <p>A Educação Especial no Brasil tem sido uma modalidade de educação escolar desde 1996. Em 2021, a educação bilíngue de surdos passou a ser, também, uma modalidade, ambas devidamente regulamentadas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei n<sup>o</sup> 9.394/1996. Assim sendo, objetiva-se, neste artigo, apresentar um panorama em série histórica, de 2016 a 2020, dos estudantes com matrícula na Educação Especial, destacando as dos estudantes surdos, surdocegos e com deficiência auditiva na Educação Básica e na Educação Superior. Para alcançar o objetivo aqui delineado, vale-se de sinopses estatísticas da Educação Básica e da Educação Superior, considerando aspectos quanti-qualitativos, em uma pesquisa descritiva, com base em Creswell (2010) e Gil (2008). Os resultados apontam para uma Educação Especial bastante consolidada, com percentuais de matrículas crescendo ano a ano. O segmento representado pelas pessoas surdas, surdocegas e com deficiência auditiva têm matrículas com crescimento mais tímido em termos relativos se comparadas às dos demais públicos da Educação Especial.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Educação Básica. Educação Superior. Educação Especial. Surdo. Deficiência auditiva. Surdocego.</p> 2024-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22679 Profanação e autopoiese: dinâmicas formativas como vivências éticas em âmbito educativo 2024-02-20T10:58:23+00:00 Roque Strieder striederroque@gmail.com Araceli Girardi araceli.girardi@gmail.com Dilva Bertoldi Benvenutti dilva.benvenutti@unoesc.edu.br <p>Existe um desafio sempre renovado de repensar a educação e suas possibilidades formativas. Dentre as inúmeras variáveis que envolvem esses debates, reside o das possibilidades éticas em uma contemporaneidade que tem no individualismo e no produtivismo os suportes fundamentais para a captura da subjetividade do ser humano. Diante dos dispositivos biopolíticos que submetem os seres humanos às angústias da insegurança na absolutização do eu, desejamos desenvolver, neste texto, reflexões trazendo pressupostos epistemológicos amparados prioritariamente em Giorgio Agamben, Humberto Maturana, Francisco Varela e Ximena Dávila Yáñez, que, apesar de serem diversos em suas abordagens, profanam o tradicionalismo advindo da lógica da objetividade, da massificação, das verdades absolutas, da obediência cega, entre outros. Nosso objetivo visa compreender, como desafios educativos, os convites para diferentes usos do potencial formativo a serem reconstruídos em rodovias da corresponsabilidade ética, da justiça e da liberdade. Trata-se de estudo bibliográfico de ordem qualitativa. Somos seres humanos e, como tais, não predeterminados, o que abre as portas para escolhas para responsabilidades e liberdade, tornando possível dinâmicas formativas para uma existência ética.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Educação. Autopoiese. Dinâmicas formativas.</p> 2024-04-26T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22824 Gestión educativa intercultural bilingüe en instituciones rurales peruanas en tiempos de Covid-19 2024-03-27T11:10:24+00:00 Julissa Torres-Acurio juli@upeu.edu.pe Josue Edison Turpo-Chaparro josuetc@upeu.edu.pe <p>El objetivo fue analizar la gestión de 156 directivos de instituciones rurales peruanas de enseñanza intercultural bilingüe durante tres años (A<sub>01,02.03</sub>) en confinamiento por Covid-19, abarcando políticas lingüísticas pluralistas y democráticas (D<sub>1</sub>), desarrollo de potencialidades de los estudiantes (D<sub>2</sub>) y espacios virtuales multilingües y pluriculturales (D<sub>3</sub>). Se evaluó análisis factorial exploratorio, confirmatorio y ANOVA. Los resultados demuestran: validez del instrumento, consistencia de sus correlaciones y análisis de varianza. En la D<sub>1</sub> para A<sub>01</sub> 59.4±10.5%, para A<sub>02</sub> 65.4±10.9%, y para A<sub>03</sub> el 70.2±11.6% evidenciando una inadecuada implementación de políticas lingüísticas pluralistas y democráticas. En la D<sub>2</sub> para A<sub>01</sub> 75.1±4.6%, para A<sub>02</sub> 58.5±6.5% y para A<sub>03</sub> 75.0±7.9%, demostrando que los modelos educativos multilingües no integran ni permiten el desarrollo de potencialidades de los estudiantes. En la D<sub>3</sub>, para A<sub>01</sub> 75.1±4.6%, para A<sub>02</sub> 73.5±2.5% y para A<sub>03</sub> 74.2±8.5% señalando que los espacios virtuales limitan el desarrollo e integración de estudiantes bilingües. </p> <p><strong>Palabras clave:</strong> Gestión. Educación Intercultural Bilingüe. Covid-19.</p> 2024-04-26T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22828 Expansão do Ensino a Distância: a Universidade Pitágoras Unopar sob a lógica da financeirização 2024-03-20T13:22:09+00:00 Maria Caroline Cavalcante dos Santos carollcavalcante98@gmail.com Maria Edilene da Silva Ribeiro edileneribeiro23@yahoo.com <p>Este artigo teve como objetivo analisar a expansão do Ensino Superior a distância da Universidade Pitágoras Unopar sob a lógica da financeirização. A metodologia adotada parte do levantamento bibliográfico, com abordagem qualitativa e análise documental. Os resultados evidenciam que a Universidade Pitágoras Unopar possui grande participação no Ensino a Distância (EaD) no Brasil, representando, aproximadamente, 12% entre as Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas, e 13,41% entre as IES privadas no ano de 2020. Identificou-se que a predominância de matrículas na modalidade EaD influenciou a Kroton/Cogna a criar, nos anos de 2019 e 2020, oito faculdades com a marca Unopar, além de criar<em> marketing</em> com plataformas digitais, com o objetivo de fortalecer o mercado EaD, evidenciando que a Educação Superior via EaD está se expandindo de forma mercantilizada na lógica da financeirização do capital.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Financeirização. Expansão do Ensino a Distância. Unopar. Cogna/Kroton.</p> 2024-04-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23083 Procesos educativos emancipatorios: profundizando el diálogo impostergable con los movimientos contrahegemónico 2024-04-14T22:16:54+00:00 María Lidia Bueno Fernandes mlidia@unb.br Kathia Núñez Patiño kathia.nunez@unach.mx Martín Plascencia González martin.plascencia@unach.mx <p>El artículo aborda la perspectiva teórica de la educación intercultural y presenta experiencias educativas que escapan a la estandarización y homogeneización en que la educación formal tradicional se envuelve. Así, anclado en diálogos con los Proyectos Populares, presenta experiencias que, junto con los movimientos sociales, articulan respuestas a la crisis social y educativa contemporánea. En términos teóricos, discute la perspectiva de la escuela en contexto, es decir, la escuela contextualizada territorial y culturalmente. La investigación es cualitativa y se basa en metodologías que tienen el diálogo como principio. Finalmente, concluimos que las prácticas de organización política generadas por los movimientos sociales son antorchas para la construcción de proyectos y prácticas educativas contrahegemónicas.</p> <p><strong>Palabras clave:</strong> Contrahegemonía. Emancipación. Movimientos sociales. Derecho a la educación.</p> 2024-05-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22705 Por um ensino de Sociologia engajado: proposições a partir da pedagogia de bell hooks 2024-02-06T08:23:24+00:00 Lucas Antunes Machado lucas.machado@outlook.com.br Bernardo Mattes Caprara bernardo.caprara@ufrgs.br <p>Este artigo apresenta reflexões em torno da pedagogia engajada proposta pela intelectual negra feminista bell hooks, a partir de uma experimentação crítica dos princípios epistemológicos presentes nas práticas de ensino de Sociologia da escola à universidade. Problematizamos as abordagens teóricas tradicionais que embasam o ensino de Sociologia, dialogando com o projeto de artesanato intelectual sugerido por Charles Wright Mills e com a interseccionalidade como ferramenta teórica e de práxis. Discorrendo sobre as nossas práticas em diferentes espaços educacionais, fundamentamos a proposição de um ensino de Sociologia engajado, que contemple experiência, pensamento e prática no processo de aprendizagem.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Ensino de Sociologia. Pedagogia engajada. bell hooks.</p> 2024-05-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22582 Quebrando barreiras e ampliando vozes: a ciência na era da equidade de gênero 2024-02-21T22:55:46+00:00 Ángela Martín-Gutiérrez angela.martin@unir.net Nelcy Yoly Valencia-Olivero nelcyyoly.valencia@unir.net <p>O estudo da brecha de gênero e das estratégias para a eliminação das desigualdades na ciência e na tecnologia é uma linha de pesquisa complexa que analisa múltiplas dimensões, concentrando-se naquelas com maior poder explicativo, como os estereótipos de gênero, as dinâmicas e os processos que permitem sua superação, a socialização e a construção social da ciência e a necessidade de elaborar estudos teóricos e empíricos inovadores que respondam a esses problemas. Assim sendo, este artigo baseia-se em uma pesquisa qualitativa, e a forma de realizá-la foi por meio de uma revisão bibliográfica e documental com o objetivo de mostrar as barreiras e os tetos de vidro das mulheres na ciência, bem como os dados mais significativos sobre sua promoção, presença e carreira científica na Espanha. Concluiu-se que as transformações observadas podem significar várias coisas. Por um lado, é possível que se esteja presenciando um enfraquecimento de alguns estereótipos de gênero na hora de escolher uma carreira profissional, embora, por outro lado, essas transformações não sejam suficientes para realizar as reformas estruturais, institucionais ou do contexto social e cultural necessárias para a promoção, a liderança e a visibilidade das mulheres, tanto nas carreiras científicas quanto nas instituições.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Ciência e mulheres. Universidade. Diferença de gênero.</p> 2024-05-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22657 Os saberes necessários aos orientadores na Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação: um estudo de revisão 2024-04-18T13:45:43+00:00 Diego Andrade de Jesus Lelis diegolellis09@hotmail.com Dilmeire Sant'Anna Ramos Vosgerau dilmeire.vosgerau@pucpr.br Beatriz Maria Zoppo beazoppo@hotmail.com <p>A Pós-Graduação <em>Stricto Sensu</em> (PGSS) reúne os mais altos graus da formação acadêmica no Brasil. No centro do processo, estão os orientandos e os orientadores. A relação entre esses dois agentes é semelhante à do mestre e seu discípulo, na qual o mestre ensina ao discípulo aquilo que conhece. Este artigo de revisão tem o objetivo de investigar os saberes necessários aos orientadores na PGSS em Educação, no século XXI, a partir de artigos publicados entre os anos 2000 e 2022, na plataforma <em>Education Resources Information Center</em> (ERIC). Os resultados apontam para a necessidade de mais investigações sobre a orientação, sobretudo na visão dos orientadores. Dentre os saberes necessários a estes, assinalam-se os relacionados aos métodos de pesquisa e publicação, à elaboração de um cronograma para auxiliar na condução da pesquisa, à aquisição e gestão de recursos e à formação profissional dos orientandos. Destaca-se que as relações entre esses agentes estão ligadas ao êxito na conclusão do processo pelo discente.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Pós-Graduação <em>Stricto Sensu</em>. Orientadores. Saberes.</p> 2024-05-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22580 As práticas avaliativas no contexto do Saeb e suas implicações na constituição da subjetividade e do trabalho docente 2024-02-19T23:32:09+00:00 Joelson de Sousa Morais joelson.morais@ufma.br Francisca Eudeilane da Silva Pereira eudeilane@gmail.com <p>Este texto trata de uma pesquisa bibliográfica que entrelaça políticas educacionais, currículo escolar e avaliação educacional no contexto do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O objetivo geral foi compreender as implicações da avaliação externa do Saeb produzidas na prática pedagógica de professores(as) do 5º ano do Ensino Fundamental, em experiências que antecedem a aplicação da prova e que vêm repercutindo intensamente no seu ritmo de trabalho, nos sentimentos de afetação, influenciando, sobremaneira, na constituição da subjetividade docente. Os resultados elucidam que a narração de experiências cotidianas docente representa uma potente via de tessituras curriculares possíveis, que privilegiam a construção de saberes e conhecimentos pautados por uma racionalidade instituinte de formação, para além das lógicas hegemônicas dos sistemas de avaliação que acontecem nas escolas públicas da Educação Básica.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Avaliações externas. Currículo. Formação de professores(as).</p> <p> </p> 2024-05-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22853 O Pibid como política pública de iniciação à docência: um olhar para os processos formativos na escrita narrativa 2024-02-19T19:40:17+00:00 Fernanda de Jesus Santos Brito nanda.jbrito@mail.uft.edu.br Luciana Haddad Ferreira haddad.nana@gmail.com Renata Helena Pin Pucci renata_pucci@hotmail.com <p>Neste artigo, discute-se a vivência no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e suas contribuições para a formação inicial docente. Foram tomadas para análise narrativas que registram o encontro de uma estudante do curso de Pedagogia com o cotidiano escolar, por meio do referido programa no subprojeto desenvolvido pela Universidade Federal do Tocantins. As narrativas foram analisadas a partir do conceito de <em>perejivanie</em> (Vigotski, 2018), com o objetivo de compreender as situações vividas no Pibid que se mostram, na escrita narrativa, como potencializadoras do desenvolvimento profissional de futuras professoras. Constatou-se a capacidade do Pibid em promover constantes relações entre os atores do fazer educativo escolar e em proporcionar eventos marcantes, episódios repletos de possibilidades e de colisões emocionais às licenciandas que contribuem para o desenvolvimento de seu ser professora.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Formação inicial. Narrativa. Pibid.</p> 2024-05-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22754 Conclusión y abandono de estudiantes universitarios en cursos MOOC. Análisis desde la perspectiva de beneficios 2024-02-07T13:49:17+00:00 Salvador Ponce Ceballos ponce@uabc.edu.mx Karla Maria Díaz López karladiaz.uee@gmail.com Paul Yitzen Ruelas Mexía ruelasp@uabc.edu.mx <p>La educación en línea ha sido una modalidad imprescindible durante los últimos años y los MOOC son considerados como una alternativa efectiva de esta modalidad al aportar beneficios para quienes participan en estos cursos. El presente artículo documenta un ejercicio empírico de enfoque cuantitativo desarrollado en una universidad pública mexicana. Los objetivos que se cubren en este estudio son: analizar las percepciones de los estudiantes respecto a sus experiencias de aprendizaje en cursos tipo MOOC, así como describir los beneficios de este tipo de cursos y comparar si son los mismos en alumnos que desertaron y los que concluyeron. Los resultados muestran que cursar un MOOC otorga beneficios, independientemente de si lo terminan o no, aunque quienes si concluyen reportan mayor cantidad de beneficios, en comparación con los desertores. Los tres principales beneficios fueron: 1) aprender a un ritmo propio, 2) disponibilidad de los contenidos continuamente y 3) la posibilidad de experimentar otras formas de aprender.</p> <p><strong>Palabras clave: </strong>MOOC. Educación superior. Aprendizaje en línea.</p> 2024-05-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22806 Os saberes do conteúdo musical que constituem a identidade profissional de professores de Arte habilitados em Artes Visuais/Plásticas 2024-03-27T11:11:36+00:00 Adilson de Souza Borges adilsonsb@hotmail.com Ana Cristina Coll Delgado anacoll@uol.com.br <p>Este estudo teve por objetivo investigar os saberes do conteúdo musical que constituem a identidade profissional de professores habilitados em Artes Visuais/Plásticas que ensinam música na escola. Fundamentados em base teórica sobre os saberes docentes, realizou-se uma pesquisa qualitativa – de observação participante – que envolveu quatro professores de Arte. Os dados foram constituídos por meio de entrevistas, questionários e notas de campo da observação. Os resultados revelaram que os saberes do conteúdo musical que constituem a identidade profissional dos professores são relacionados à história da música e da arte, aos elementos da linguagem musical, às habilidades práticas, aos saberes teórico-práticos musicais e às perspectivas ontológicas. Em contrapartida, a análise do material empírico também revelou que os professores possuem limitações significativas, sobretudo no que diz respeito ao domínio teórico dos elementos da linguagem musical, ao propor as atividades práticas de ensino e aprendizagem e ao discutir os aspectos próprios do conhecimento musical.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Saberes musicais. Identidade profissional. Professores habilitados em Artes Visuais/Plásticas.</p> 2024-05-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/19312 Saberes docentes dos professores de Atendimento Educacional Especializado na Universidade do Estado de Santa Catarina 2022-02-16T00:45:37+00:00 Patrícia Alves Godinho patriciaagodinho@gmail.com Roberta Pasqualli roberta.pasqualli@ifsc.edu.br <p>Este artigo apresenta uma análise dos saberes docentes mobilizados pelos professores do Atendimento Educacional Especializado no Centro de Ciências Humanas e da Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina. O estudo foi realizado, por meio de pesquisa aplicada, qualitativa e descritiva com procedimentos bibliográficos, documental e de campo. Utilizou-se, como técnica de pesquisa, o estudo de caso instrumental e, para a análise dos dados, foi utilizada a técnica de análise de conteúdo. A partir da investigação desenvolvida, foi possível concluir que: (a) a formação para a docência universitária demanda investimento em formação pedagógica e que, para tanto, há necessidade de sensibilidade docente para adquirir novos conhecimentos; (b) existe a necessidade de que os professores adquiram conhecimentos específicos da Educação Especial; e (c) a formação continuada em serviço constitui-se em um espaço importante para a reflexão e a ressignificação da prática docente de modo a favorecer a inclusão.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Saberes docentes. Atendimento Educacional Especializado. Educação Superior.</p> 2024-05-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22573 Territórios, linhas e práticas corporais: a dimensão geomorfológica da Educação Física escolar 2024-03-26T19:27:47+00:00 João Pedro Goes Lopes joaogoez@gmail.com Rubens Antonio Gurgel Vieira rubensgurgel@gmail.com <p>Neste artigo, tem-se por objetivo conceituar aquilo que se chama de dimensão geomorfológica da Educação Física e propõe-se como objeto de estudo práticas corporais territoriais. Para tal, aliado principalmente a Gilles Deleuze e Félix Guattari, perpassa-se por alguns conceitos como território, ritmo, ritornelo para instaurar novos olhares à noção pós-crítica de cultura e cultura corporal – que, como se descreve, está muito mais associada a uma perspectiva genealógica atualmente. Nesse sentido, lança-se mão do conceito de espirais como uma força centrípeta que contém as linhas do desejo e territorializa as práticas corporais de determinadas maneiras. Por fim, convida-se o/a docente a assumir uma postura de viajante por entre essas distorções, sempre atento/a a um objetivo específico: desfazer os agenciamentos (micro)fascistas.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Educação Física escolar. Gilles Deleuze e Félix Guattari. Território.</p> 2024-05-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23345 TIRIBA, Léa. Educação Infantil como direito e alegria: em busca de pedagogias ecológicas, populares e libertárias. São Paulo: Paz & Terra, 2021. 308 p. 2024-05-03T01:09:38+00:00 Bianca Polli biancapollirodrigues@gmail.com Daiana Camargo camargo.daiana@hotmail.com <p>Resenha: TIRIBA, Léa. Educação Infantil como direito e alegria: em busca de pedagogias ecológicas, populares e libertárias. São Paulo: Paz &amp; Terra, 2021. 308 p.</p> 2024-05-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22563 Unmasking deceptive journals in education sciences: a study on prevalence, characteristics and visibility 2023-10-28T15:19:48+00:00 Rubén Comas-Forgas rubencomas@uib.es Olaya Álvarez-García olaya.alvarez@uib.es Antoni Cerdà-Navarro antoni.cerda@uib.cat <p>This study explores the landscape of predatory journals in education sciences by examining their prevalence, publishers, countries of origin, launch years, malpractices, and internet search metrics, focusing on journals indexed in Cabell's Predatory Reports (n=443). Education science journals make up 2.75% of the total predatory journals listed in the database, primarily scattered across small-scale publishers. The USA, Nigeria, and India emerge as major hubs and results reveal a rapid growth in predatory journals between 2011-2015, followed by slower proliferation. Publication and peer review process violations are the most common malpractices. Internet search metrics indicate increased organic traffic to predatory journal websites from 2017 to 2021 raising concerns about their potential impact on the academic publishing panorama. The findings underscore the need for continued efforts to raise awareness, promote ethical publishing practices, and protect academic integrity in education sciences publications.</p> <p><strong>Keywords: </strong>Predatory journals. Scientific publications. Education sciences. Internet search metrics.</p> 2023-12-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2023 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22859 Percepciones de la integridad en la docencia universitaria: perspectiva del alumnado 2023-12-28T00:32:32+00:00 Maritza Minelli Briceño Caballero marimine99@gmail.com <p>La integridad académica, entendida como el conjunto de valores y principios éticos que guían las interacciones y el intercambio de ideas dentro de una comunidad educativa, adquiere una relevancia especial en el contexto universitario. El rol del docente en la formación de profesionales es central, y la falta de integridad académica puede minar significativamente la calidad de la educación. Esta investigación de tipo cuantitativa, identificó la presencia de conductas poco éticas en el desempeño de los profesores desde la perspectiva de 1558 estudiantes de grado en una universidad pública mexicana mediante una encuesta. Los resultados revelaron que los estudiantes identifican con mayor frecuencia conductas poco éticas en dos ámbitos principales: el desempeño de los docentes en el aula y su relación con los estudiantes. Por otro lado, se observaron con menor frecuencia percepciones negativas relacionadas con las obligaciones generales de los profesores y los procesos de evaluación. Estas conductas poco éticas, identificadas por el estudiantado, tienen el potencial de impactar negativamente en la calidad de la enseñanza, dado que el ambiente en el aula es un espacio crítico donde se manifiestan y modelan los valores y la ética del profesorado.</p> <p><strong>Palabras clave:</strong> Integridad académica. Percepción del estudiantado. Universidad. Profesores.</p> 2024-02-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23273 Academic integrity in pre-service teacher education: a review of the literature 2024-04-18T12:03:00+00:00 María Vallespir Adillón m.vallespir@uib.es Eva María Espiñeira Bellón eva.espineira@udc.es Jesús Miguel Muñoz Cantero jesus.miguel.munoz@udc.es Rubén Comas Forgas rubencomas@uib.es <p>This research conducts a thorough review of academic integrity in teacher education, analysing the prevalence, reasons, and solutions for academic dishonesty. From an initial 693 articles in Web of Science and Scopus, 23 were selected based on strict criteria, revealing issues like plagiarism and cheating among aspiring teachers. The study points to academic pressure, skill shortages, and confusion about integrity principles as key factors driving dishonest behaviours. It stresses the importance of comprehensive strategies to combat this, including ethics education, the development of detection technologies, and cultivating a culture that prioritizes honesty. With the rise of AI, adapting integrity measures becomes crucial. Future research should focus on innovative methodologies, the effectiveness of ethics programs, and the impact of technology on maintaining academic standards, highlighting the educational community's responsibility to promote an honest environment, essential for the credibility of future educators.</p> <p><strong>Keywords: </strong>Integrity. Systematic review. Teacher training. Teachers.</p> 2024-05-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22916 Documento: Jornal “O Educandário” (1934) 2024-01-12T17:42:22+00:00 Escola Normal de Ponta Grossa praxiseducativa@uepg.br <p>Dossiê: Centenário da Escola Normal de Ponta Grossa – Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1924-2024)</p> <p>Documento: Jornal “O Educandário” (1934)</p> 2024-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22917 Documento: Jornal “Normalista” (1958) 2024-01-12T17:59:22+00:00 Órgão da Escola Normal Secundária praxiseducativa@uepg.br <p>Dossiê: Centenário da Escola Normal de Ponta Grossa – Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1924-2024)</p> <p>Documento: Jornal “Normalista” (1958)</p> 2024-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22918 Documento: Instituto de Educação de Ponta Grossa - Resumo histórico (1966) 2024-01-12T18:14:33+00:00 Instituto de Educação de Ponta Grossa praxiseducativa@uepg.br <p>Dossiê: Centenário da Escola Normal de Ponta Grossa – Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1924-2024)</p> <p>Documento: Instituto de Educação de Ponta Grossa - Resumo histórico (1966)</p> 2024-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22922 Documento: Histórico do Instituto Estadual de Educação Professor Cesar Prieto Martinez (1970) 2024-01-14T01:17:09+00:00 Instituto de Educação de Ponta Grossa praxiseducativa@uepg.br <p>Dossiê: Centenário da Escola Normal de Ponta Grossa – Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1924-2024)</p> <p>Documento: Histórico do Instituto Estadual de Educação Professor Cesar Prieto Martinez (1970)</p> <p> </p> 2024-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22924 Documento: Atas do Jardim da Infância – Anexo da Escola Normal de Ponta Grossa (1926-1930) 2024-01-15T18:51:18+00:00 Instituto de Educação de Ponta Grossa praxiseducativa@uepg.br <p>Dossiê: Centenário da Escola Normal de Ponta Grossa – Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1924-2024)</p> <p>Documento: Atas do Jardim da Infância – Anexo da Escola Normal de Ponta Grossa (1926-1930)</p> 2024-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/22932 Documento: A Instrução Pública no Paraná - Entrevista com o Professor Cesar Martinez (1923) 2024-01-18T17:57:50+00:00 Revista Nacional praxiseducativa@uepg.br <p>Dossiê: Centenário da Escola Normal de Ponta Grossa – Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1924-2024)</p> <p>A Instrução Pública no Paraná - Entrevista com o Professor Cesar Martinez (1923)</p> 2024-01-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23071 Discurso da Profª Dra. Maria do Rosário Knechtel na solenidade comemorativa do Centenário do Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez, no dia 27 de fevereiro de 2024 2024-03-04T02:32:30+00:00 Maria do Rosário Knechtel praxiseducativa@uepg.br <p>Discurso da Profª Dra. Maria do Rosário Knechtel na solenidade comemorativa do Centenário do Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez, no dia 27 de fevereiro de 2024.</p> <p>Local: Ginásio de Esportes do Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (Ponta Grossa- PR). </p> 2024-03-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23072 Homenagem da Profª Maria Eulina dos Santos Schena no Jubileu de Ouro do Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1974) 2024-03-04T03:00:50+00:00 Maria Eulina dos Santos Schena praxiseducativa@uepg.br <p>Homenagem da Profª Maria Eulina dos Santos Schena no Jubileu de Ouro do Instituto de Educação Prof. Cesar Prieto Martinez (1974).</p> 2024-03-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/23155 Relatório da Escola Normal Primária de Ponta Grossa, apresentado ao Exmo Snr. Dr. Hostilio Cezar de Souza Araujo, DD. Diretor Geral do Ensino pelo Prof. Roberto Emilio Mongruel, director (1928) 2024-03-18T14:03:46+00:00 Roberto Emilio Mongruel praxiseducativa@uepg.br <p>Relatório da Escola Normal Primária de Ponta Grossa, apresentado ao Exmo Snr. Dr. Hostilio Cezar de Souza Araujo, DD. Diretor Geral do Ensino pelo Prof. Roberto Emilio Mongruel, director (1928).</p> 2024-03-19T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2024 Práxis Educativa