Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa https://revistas.uepg.br/index.php/retepe <div id="journalDescription"> <p><span id="gfqh28023lh2_3" class="gfqh28023lh2">Revista de</span> Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa es una publicación continuada de la<em> Red de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa</em> - ReLePe e UEPG. Surgida como una necesidad regional cuenta con el apoyo institucional de varias universidades y asociaciones. Publica <span id="gfqh28023lh2_5" class="gfqh28023lh2" style="height: 11px;">artículos sobre</span> estudios teóricos y epistemológicos en política educativa en sus ocho ejes temáticos en español, portugues e inglés.</p> <p>__________</p> <p>Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa &nbsp;é uma publicação continuada da <em>Red de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa</em> - ReLePe e UEPG. Surgiu como uma necessidade regional c<span id="gfqh28023lh2_4" class="gfqh28023lh2" style="height: 11px;">onta com</span> o apoio institucional de várias universidades e associações. Publica artigos sobre estudos teóricos e epistemológicos em política educativa em seus oito eixos temáticos&nbsp;<span id="result_box" class="short_text" lang="pt"><span class="hps">em espanhol, português</span> <span class="hps">e inglês.</span></span></p> <p><span class="short_text" lang="pt">__________</span></p> <p>The Journal of Theoretical and Epistemological Studies on Education Policy is published continuously by the Network of <span class="hps" lang="pt"><span class="short_text" lang="en"><span class="hps">Theoretical and </span></span></span>Epistemological Studies on Education Policy (<em>Red de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa - ReLePe</em>) abd UEPG, a regional network with <span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173963" class="yiv2449825026" lang="pt"><span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173962"><span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173961" class="yiv2449825026" lang="en"><span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173960" class="yiv2449825026"><span id="yiv2449825026result_box" lang="en"><span class="yiv2449825026">institutional support</span> <span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173959" class="yiv2449825026">from several universities</span> <span class="yiv2449825026">and associations</span></span></span></span></span></span>. <span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173885" class="yiv2449825026" lang="pt"><span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173884"><span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173883" class="yiv2449825026" lang="en"><span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173882" class="yiv2449825026"><span id="yiv2449825026result_box" lang="en">The journal p<span class="yiv2449825026">ublishes articles on</span> <span class="yiv2449825026">theoretical and epistemological</span> <span class="yiv2449825026">studies</span> <span class="yiv2449825026">in</span> <span class="yiv2449825026">educational policy</span> in <span class="yiv2449825026">Spanish</span>, Portuguese, <span id="yui_3_16_0_1_1426761988797_173881" class="yiv2449825026">and English.</span></span></span></span></span></span></p> </div> UEPG e Red de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa - ReLePe pt-BR Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa 2409-3696 1. Autores mantém os <span id="h7949_2" class="h7949" style="height: 11px;">direitos autorais</span> e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR" rel="license">Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional</a> que permite o <span id="h7949_1" class="h7949" style="height: 11px;">compartilhamento</span>do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.<p>2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p>3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua <span id="h7949_3" class="h7949" style="height: 11px;">página pessoal</span>) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja <a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html" target="_new">O Efeito do Acesso Livre</a>).</p><p>__________</p><p>Los autores que publican en esta revista están de acuerdo con los siguientes términos:</p><p>1. Los autores conservan los <span id="ip07dzbn6g0_3" class="ip07dzbn6g0" style="font-weight: bold; height: 11px;">derechos de autor</span> y garantizan a la revista el derecho de ser la primera publicación del trabajo al igual que licenciado bajo una <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.es_ES" rel="license">licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional</a> que permite a otros <span id="ip07dzbn6g0_4" class="ip07dzbn6g0" style="font-weight: bold; height: 11px;">compartir el trabajo</span> con un reconocimiento de la autoría del trabajo y la publicación inicial en esta revista.</p><p>2. Los autores pueden establecer por separado acuerdos adicionales para la distribución no exclusiva de la versión de la obra publicada en la revista (por ejemplo, situarlo en un repositorio institucional o publicarlo en un libro), con un reconocimiento de su publicación inicial en esta revista.</p><p>3. Se permite y se anima a los autores a difundir sus trabajos electrónicamente (por ejemplo, en repositorios institucionales o en <span id="ip07dzbn6g0_5" class="ip07dzbn6g0" style="font-weight: bold; height: 11px;">su propio sitio</span> <span id="ip07dzbn6g0_1" class="ip07dzbn6g0" style="font-weight: bold; height: 11px;">web</span>) antes y durante el proceso de envío, ya que puede dar lugar a intercambios productivos, así como a una citación más temprana y mayor de los trabajos publicados (Véase <a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html" target="_new">The Effect of Open Access</a>) (en inglés).</p><p>__________</p><p>If the article is accepted for publication, copyright of this article will be vested in the The Journal of Theoretical and Epistemological Studies on Education Policy<em>.</em></p><p><em><br /></em></p><p><a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license"><img style="border-width: 0px;" src="https://i.creativecommons.org/l/by/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons" /></a><br />Este obra está licenciado com uma Licença <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR" rel="license">Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional</a>.</p><p> </p><p><a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license"><img style="border-width: 0px;" src="https://i.creativecommons.org/l/by/4.0/88x31.png" alt="Creative Commons License" /></a><br />This work is licensed under a <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license">Creative Commons Attribution 4.0 International License</a>.</p><p> </p><p><a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license"><img style="border-width: 0px;" src="https://i.creativecommons.org/l/by/4.0/88x31.png" alt="Licencia de Creative Commons" /></a><br />Este obra está bajo una <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.es_ES" rel="license">licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional</a>.<em><br /></em></p> LOTTA, Gabriela (org.). Teoria e análises sobre implementação de políticas públicas no Brasil. Brasília: ENAP, 2019. 324 p. https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20038 <p>Resenha: LOTTA, Gabriela (org.). <strong>Teoria e análises sobre implementação de políticas públicas no Brasil</strong>. Brasília: ENAP, 2019. 324 p.</p> Alline do Carmo Barbosa Lemos Copyright (c) 2022 Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa 2022-02-11 2022-02-11 7 1 4 10.5212/retepe.v.7.20038.002 FÁVERO, Altair Alberto; TONIETO, Carina; CONSÁLTER, Evandro; CENTENARO, Junior Bufon. (org.). Leituras sobre a pesquisa em Política Educacional e a Teoria da Atuação. Chapecó: Livrologia, 2022. 284 p. https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20354 <p>Resenha: FÁVERO, Altair Alberto; TONIETO, Carina; CONSÁLTER, Evandro; CENTENARO, Junior Bufon. (org.). <strong>Leituras sobre a pesquisa em Política Educacional e a Teoria da Atuação</strong>. Chapecó: Livrologia, 2022. 284 p.</p> Catiane Richetti Trevizan Copyright (c) 2022 2022-05-23 2022-05-23 7 1 6 10.5212/retepe.v.7.20354.006 Os conceitos de campo científico, habitus científico e capital científico na análise da formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/19875 <p>Este artigo discute os conceitos de campo científico, <em>habitus </em>científico e capital científico na análise da formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional. Essa discussão integra uma pesquisa mais ampla que objetivou apreender aspectos do <em>habitus</em> da formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional nos Programas de Pós-Graduação <em>Stricto Sensu</em> em Educação que possuem cursos de Doutorado com linha de pesquisa relacionada à Política Educacional no Brasil. Verificou-se que a teoria de Bourdieu aparece como uma teoria bastante fecunda para a análise da formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional. Constatou-se que o conceito de campo científico compreende as relações existentes no que se refere à formação de pesquisadores para o campo da Política Educacional, as lutas, os interesses, as posições e as tomadas de decisões no interior desse campo. O conceito de <em>habitus </em>científico é entendido como mediador das relações entre os agentes e as estruturas do campo científico, que possui o capital científico como estratégia para conquistar o seu reconhecimento e o seu prestígio.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Formação de pesquisadores. Política Educacional. Bourdieu.</p> Andréa de Paula Pires Copyright (c) 2021 Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa 2021-12-15 2021-12-15 7 1 17 10.5212/retepe.v.7.19875.001 ¿Es el Estado el objeto de estudio de la política educativa? Contextualizaciones histórico-epistemológicas https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20137 <p>Este artículo, de reflexión teórico-analítica, busca comprender y describir el proceso de la conformación histórica del objeto de estudio de la política educativa en el campo académico y teórico. Para ello se recurre a la categoría de Episteme de época de Foucault junto al desarrollo teórico del Enfoque de las Epistemologías de la Política Educativa. Se plantea inicialmente cómo otros campos de las Ciencias de la Educación o la Pedagogía han transformado sus perspectivas disciplinares asumiendo miradas más amplias, que permiten establecer giros teóricos y desarrollos conceptuales que intentan dar respuesta a las nuevas realidades socio-educativas. Luego, se analizan los trazos históricos y las matrices teórico-epistemológicas y posteriormente, las concepciones de política en términos de políticas públicas. Se establece una distinción epistémica entre políticas públicas en educación y política educativa como campo de estudio, procurando comprender como se ha establecido el objeto de estudio de la política educativa en términos del análisis de las acciones del Estado, reduciendo así los alcances y objetos de estudio del campo.&nbsp;&nbsp;</p> <p><strong>Palabras clave: </strong>Política Educativa. Objeto de Estudio. Episteme de época. Campo académico-teórico. Epistemologías.</p> César Tello Copyright (c) 2022 Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa 2022-03-11 2022-03-11 7 1 26 10.5212/retepe.v.7.20137.003 Contribuições do materialismo histórico-dialético para refletir sobre a valorização docente e hora-atividade da microrregião de Irati-PR https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20220 <p>O objetivo geral deste artigo foi articular discussões realizadas durante a disciplina “Introdução ao Materialismo Histórico e Dialético”, organizada pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa, no primeiro semestre de 2021, com aspectos relacionados à pesquisa desenvolvida em nível de Mestrado. Os objetivos específicos foram: discutir os fundamentos do método materialista histórico-dialético, discorrer sobre questões relacionadas à categoria “trabalho” e apresentar dados relacionados à efetivação da hora-atividade na microrregião de Irati, Paraná (PR). Realizou-se uma pesquisa bibliográfica, com base nos textos estudados nas aulas, e os dados obtidos para pesquisa mais ampla sobre o cumprimento de hora atividade da microrregião de Irati-PR, coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, foram analisados. Mediante as discussões teóricas e os dados obtidos, concluiu-se: a) o materialismo histórico-dialético é um método desenvolvido por Marx e sua aplicação não ocorre por meio de regras a serem seguidas; b) a utilização do materialismo histórico-dialético requer uma postura do pesquisador e um conhecimento da teoria e do método marxiano; c) a discussão da categoria de conteúdo “trabalho” é de fundamental importância, considerando que é a categoria fundante do ser social; d) as realidades estudadas não oferecem condições de trabalho docente adequadas, no que se refere ao cumprimento da hora-atividade, conforme estabelecido em legislação.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Materialismo histórico-dialético. Trabalho. Valorização docente.</p> Loriane Tribek Brandalize Gisele Masson Copyright (c) 2022 Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa 2022-05-02 2022-05-02 7 1 13 10.5212/retepe.v.7.20220.004 O papel dos agentes intermediários no processo de implementação de uma política educacional: o GT Ensino Médio do Consed e a reforma pela Lei No 13.415/2017 no Brasil https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20007 <p>O propósito deste texto é discutir o papel das estruturas intermediárias da burocracia de Estado no processo de implementação de uma política educacional. Para esse fim, analisam-se as percepções dos integrantes do Grupo de Trabalho (GT) Ensino Médio do Conselho de Secretários Estaduais de Educação (Consed) acerca da implementação da recente Reforma do Ensino Médio no Brasil (Lei N<sup>o</sup> 13.415/2017), considerando as polêmicas que a envolvem. Trata-se de pesquisa documental e empírica. A análise dos dados ocorreu com base no procedimento de análise de conteúdo. Os resultados indicam ambivalências e contradições por parte dos sujeitos que integravam o GT no momento do levantamento dos dados.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Política educacional. Reforma do Ensino Médio. Consed.</p> Cleverson José Santos Monica Ribeiro da Silva Copyright (c) 2022 Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa 2022-05-12 2022-05-12 7 1 16 10.5212/retepe.v.7.20007.005 A produção acadêmica sobre políticas educacionais na linha de pesquisa História e Política Educacionais do PPGE da UEPG: o que envolve a escolha dos objetos de pesquisa? https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20471 <p>Esse artigo é resultado de uma pesquisa de mestrado realizada na área das políticas educacionais, a qual teve como objetivo desenvolver uma análise dos aspectos metodológicos e teórico-epistemológicos de teses e dissertações vinculadas ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), na linha de pesquisa História e Política Educacionais. Ao todo, foram analisados 93 trabalhos, do período de 1996 a 2019. Neste artigo, considerou-se um recorte da análise total, envolvendo apenas as questões pertinentes às dimensões subjetivas que envolveram o processo de escolha dos objetos e perspectivas teórico-epistemológicas, por parte dos pesquisadores. O referencial teórico utilizado está ancorado na teoria dos campos sociais, de Pierre Bourdieu, considerando de modo específico os conceitos de campo científico, <em>habitus</em> e interesse. Concomitantemente, consideraram-se as formulações do Enfoque das Epistemologias da Política Educacional (EEPE), desenvolvidas por Tello (2012), Tello e Mainardes (2015), juntamente com os estudos de Mainardes (2018, 2021), referentes aos elementos conceituais e metodológicos da metapesquisa no campo da Política Educacional. Como resultados, aponta-se que, apesar de haver justificativa dos objetos dos autores (dissertações e teses) e uma forte correspondência com os temas de pesquisa dos orientadores, há ainda limitação em relação a explicitar a perspectiva teórico-epistemológica.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Campo Científico. Políticas Educacionais. EEPE. Programa de Pós-Graduação em Educação (UEPG).</p> Natali de Fátima Santos Paola Andressa Scortegagna Copyright (c) 2022 2022-06-29 2022-06-29 7 1 15 10.5212/retepe.v.7.20471.007