“Não, Isso não é Coisa pra Homem” - Masculinidades e os Processos de Inclusão/Exclusão em uma Escola da Baixada Fluminense – RJ. DOI: 10.5212/Rlagg.v.5.i2.0011

  • Leandro Teofilo de Brito Universidade Estadual do Rio de Janeiro
  • José Guilherme de Oliveira Freitas Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Mônica Pereira dos Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Gênero, Masculinidades, Inclusão/Exclusão, Educação, Baixada Fluminense

Resumo

No, This is Not a Man Thing - Masculinity and the Processes of Inclusion/Exclusion in a School in the Baixada Fluminense – RJ

 

Esta pesquisa, de inspiração etnográfica, tem por objetivo compreender de que modo os processos de inclusão/exclusão se fazem presentes nas construções de masculinidades de alunos de turmas do ensino fundamental, em uma escola pública municipal de Nova Iguaçu, região da Baixada Fluminense, estado do Rio de Janeiro. A partir da análise dos dados encontrados no campo de pesquisa, constatamos que a modificação ou a construção de novas culturas de inclusão relacionadas às questões de gênero no espaço escolar, em especial ao reconhecimento de variadas e múltiplas formas de masculinidades, que se diferenciem de – e contestem - sua forma hegemônica, mostra-se como o principal fator de mudança e de combate aos processos de exclusões, influenciando políticas e práticas escolares na busca incansável e incessante pelo movimento da inclusão no contexto educacional.

Palavras-chave: Gênero; Masculinidades; Inclusão/Exclusão; Educação; Baixada Fluminense.

 

Abstract

This ethnographically-inspired research aims to understand how the processes of inclusion/exclusion are present in the constructions of masculinity in elementary school students, in a public school in Nova Iguaçu, in the Baixada Fluminense region of Rio de Janeiro. From the analysis of the data found in field search, we found that the modification or building of new cultures of inclusion related to gender issues within the school, particularly the recognition of varied and multiple forms of masculinity, that differ from — and challenge — its hegemonic form, appears as the main factor of change and combat against social exclusion processes, influencing school policies and practices in a tireless and unceasing search for the movement of inclusion in the educational context.

Keywords: Gender; Masculinity; Inclusion/Exclusion; Education; Baixada Fluminense.

Biografia do Autor

Leandro Teofilo de Brito, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Doutorando em Educação - Universidade Estadual do Rio de Janeiro; linha de pesquisas Infância, juventude e educação

Mestre em Educação - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor do Colégio Pedro II - Unidade Engenho Novo II

José Guilherme de Oliveira Freitas, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Pós - Doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre e Doutor em Educação – Universidade Federal do Rio de janeiro

Pesquisador do LaPEADE - Laboratório de Pesquisas, Estudos e Apoio à Participação e à Diversidade em Educação – UFRJ

Mônica Pereira dos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Phd.

Profa. Adjunta do Departamento de Fundamentos da Educação-Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Pesquisadora em Inclusão em Educação – Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Fundadora e Coordenadora do LaPEADE - Laboratório de pesquisas, estudos e apoio à participação e à diversidade em educação – UFRJ (www.lapeade.com.br)

Publicado
2014-02-10
Seção
Artigos / Articles/ Artículos