“PARA FELICIDADE DOS POVOS QUE HABITAM ESTE CLIMA”: MANOEL ANTÔNIO CORIOLANO E A ESCRITA DA NOTÍCIA HISTÓRICA DA PROVÍNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE (1875-1881)

Autores

Resumo

Neste artigo tenho como escopo a escrita da história de Manoel Antônio de Oliveira Coriolano (1835-1922) acerca da província do Rio Grande do Norte no final da década de 70 do século XIX. Coriolano foi um dos pioneiros nos fazeres historiográficos no Rio Grande do Norte. A sua escrita historiográfica ancorava-se no modelo corográfico e estava preocupada com o registro da história da vila do Apodi, por meio da recuperação de documentos oriundos da câmara municipal, do cartório e de seus próprios registros atinentes à pluviosidade. Além disso, nessa escrita do tempo presente, ao descortinar a situação da província do Rio Grande do Norte, o pensador da história acionou uma narrativa que se tornaria modular para escritores dos períodos subsequentes, com a construção do espaço sob o signo do problema da seca, no qual, a fome foi evocada como personagem central da história. Neste sentido, a escrita da história de Manoel Coriolano pode ser entendida como um exercício que moldou o processo inicial de invenção das tradições historiográficas no Rio Grande do Norte.

Biografia do Autor

Magno Francisco de Jesus Santos, UFS

Mestre em educa;'ao pela universidade federal de sergipe e graduado em historia

Downloads

Publicado

2022-12-05

Como Citar

SANTOS, M. F. de J. “PARA FELICIDADE DOS POVOS QUE HABITAM ESTE CLIMA”: MANOEL ANTÔNIO CORIOLANO E A ESCRITA DA NOTÍCIA HISTÓRICA DA PROVÍNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE (1875-1881). Muitas Vozes, [S. l.], v. 11, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/muitasvozes/article/view/20685. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Escrever o século XIX