AUTOCUIDADO E PLANTAS MEDICINAIS – (DES) CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE QUANTO AS PRÁTICAS CULTURAIS EM COMUNIDADES TRADICIONAIS

Resumo

Trata-se de um estudo exploratório, descritivo e com abordagem qualitativa, recorte do projeto de extensão, com interface na pesquisa, intitulado “AUTOCUIDADO: Ações interprofissionais para promoção da saúde em comunidades tradicionais”. Tem-se por objetivo apresentar os resultados obtidos com o desenvolvimento da primeira etapa do referido projeto. O mesmo foi executado no período de julho a dezembro de 2020, nos distritos de Nossa Senhora da Guia e do Aguaçú, no Estado de Mato Grosso, por bolsistas e voluntários do PET Saúde Interprofissionalidade. Participaram seis profissionais de saúde, com os quais foram realizadas três entrevistas focalizadas por meio do Google Meet. O projeto desvelou uma lacuna existente nos cursos da área de saúde e a urgente necessidade, de modo específico, da medicina, enfermagem e odontologia repensarem seus currículos visando à formação dos futuros profissionais com domínio cognitivo e técnico inerentes às práticas culturais de autocuidado à saúde em comunidades tradicionais, de forma peculiar, com o uso de plantas medicinais.

Biografia do Autor

Neudson Johnson Martinho, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá – MT, Brasil. Doutorado em Educação.

 

Daniel Henrique Rodrigues Perdigão, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Aluno de Graduação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá – MT, Brasil.

Victor Homero Barbosa, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Aluno de Graduação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá – MT, Brasil.

Publicado
2021-04-23