SARESP E EDUCAÇÃO INCLUSIVA

QUAL O LUGAR DA DEFICIÊNCIA INTELECTUAL?

Autores

Palavras-chave:

Educação Especial; Avaliação externa; Política educacional.

Resumo

Neste artigo, resultado de pesquisa documental e bibliográfica, tem-se por objetivo apresentar, de uma perspectiva da Educação Inclusiva, problematização sobre a questão da adequação das provas do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo às necessidades educacionais especiais dos estudantes com deficiência intelectual. Como fontes privilegiadas, analisaram-se documentos oficiais da Secretaria de Estado de Educação de São Paulo sobre o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo. Os resultados apontam que os documentos pesquisados não fazem menção a adequações, ao oferecimento de suportes ou a critérios específicos de análise e cômputo dessas avaliações, no que se refere aos estudantes com deficiência intelectual.

Biografia do Autor

Cláudio Rodrigues da Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)

Doutorado em Educação, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Marília. Vinculado à Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade de Paranaíba. Integrante do Grupo de Pesquisa Organizações e Democracia. Desenvolve pesquisas sobre Educação Inclusiva e Educação e movimentos sociais.

Anna Augusta, Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC)

Bolsista Produtividade - CNPQ, nível 2. Professora Adjunta da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), na graduação e pós-graduação. Pós-doutora em Educação (USP), Livre-docente em Educação Especial (UNESP), Doutora em Educação (UNESP), Mestre em Educação Especial (UFSCar), Pedagoga com habilitação em Educação Especial, área da deficiência visual (USP). Coordenadora do Curso de Pedagogia da Faculdade de Filosofia e Ciências (Unesp/Marília). Coordenadora Adjunta do Mestrado Profissional de Educação Inclusiva em Rede Nacional (PROFEI/CAPES). Membro titular do Conselho Executivo do Instituto de Educação e Pesquisa em Práticas Pedagógicas (IEP³) da Unesp. Membro Titular da Comissão Permanente de Avaliação da Unesp (CPA/UNESP). Líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclusão Social (GEPIS\CNPq). Possui publicação regular de livros, capítulos e artigos científicos, nacionais e internacionais sobre temas de sua área. Destaca-se a idealização e elaboração do Referencial de Avaliação da Aprendizagem na área da deficiência intelectual, para o Ensino Fundamental, ciclos 1 e 2 e para a Educação de Jovens e Adultos ? EJA (RAADI ciclo I, ciclo II e EJA) e acompanhou a aplicação do RAADI-ciclo I na Rede de Ensino do Município de São Paulo. Em termos de gestão acadêmica foi indicada em 2016 como o terceiro nome em ordem de sucessão para substituir a direção da Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC\Unesp), exerceu por quatro anos a função de vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da FFC, quando o programa alcançou o conceito 6 pela CAPES. Tem experiência na coordenação de cursos de especialização, em parceria com a Secretaria Municipal e Estadual de Educação de São Paulo, nas modalidades presencial e semipresencial, com o uso dos recursos do Ensino a Distância (EaD), na área da Educação Especial. Coordenou um projeto internacional e interinstitucional envolvendo a Universidade de Havana (Cuba), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) e a Unesp. Áreas de atuação: educação especial, educação inclusiva, educação infantil. política educacional, avaliação pedagógica, currículo escolar, deficiência intelectual e transtorno do espectro autista. Estudiosa do Enfoque Histórico-cultural. Quantidade de citações recebidas na literatura científica: Google Scholar: 688; Scielo: 4; Indice H: 15; Indice i10: 22.

Downloads

Publicado

2022-12-28

Como Citar

SILVA, C. R. da; OLIVEIRA, A. A. S. de. SARESP E EDUCAÇÃO INCLUSIVA: QUAL O LUGAR DA DEFICIÊNCIA INTELECTUAL?. Revista Teias de Conhecimento, [S. l.], v. 1, n. 2, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/teias/article/view/19809. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos