Festas e diversões em Oliveira, Minas Gerais, no final do século 19:

um olhar a partir de um periódico local

Autores

Resumo

Este artigo descreve e interpreta a história das diversões em Oliveira, Minas Gerais, no final do século 19. Todavia, ao invés de enfatizar unilateralmente as inovações modernizadoras que estavam em curso naquele momento, tal como fazem outros estudos, a presente interpretação, em sentido ligeiramente diferente, é a de que Oliveira e seus lazeres se desenvolveram neste período em meio a uma estrutura lúdica ambivalente, onde coexistiam práticas inovadoras, entendidas como sofisticadas e de bom gosto, e práticas tradicionais, entendidas como arcaicas e atrasadas, sendo estas últimas negligenciadas por cronistas da imprensa por estarem a margem de um novo imaginário citadino, comprometido com uma moderna escala de valores. 

Biografia do Autor

Daniel Venâncio de Oliveira Amaral, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Doutor em Estudos do Lazer pelo Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (2016-2020). Mestre em História pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal de São João del-Rei (2014-2016). Pós-graduado em Educação Ambiental e Sustentabilidade pelo Centro Universitário Internacional (2015). Graduado em História pela Universidade do Estado de Minas Gerais - Unidade Divinópolis (2010-2012). Graduado em Educação Física pelo Centro Universitário Claretiano (2019-2021). É integrante do Grupo de Pesquisa em História do Lazer (HISLA) da Universidade Federal de Minas Gerais. Possui experiência na área de História, Cultura e Lazer com ênfase nos seguintes temas: História dos Esportes, História do Lazer e História do Comércio Cultural.

Referências

AMARAL, Daniel Venâncio de Oliveira; DIAS, Cleber. Nos trilhos do lazer: entretenimento urbano e mercado de diversões em Divinópolis, Minas Gerais, 1890-1920. In: Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 22, n. 2, p. 237- 261, jul./dez. 2017.

ARAÚJO, Patrícia Vargas Lopes de. Folganças populares: festejos de entrudo e carnaval em Minas Gerais no século XIX. São Paulo: Annablume, 2008.

ARAÚJO, Rosa Maria Barboza de. A vocação do prazer: a cidade e a família no Rio de Janeiro republicano. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

BATISTA, Felipe Alvarenga; BARBOSA, Lidiany Silva; GODOY, Marcelo Magalhães. Transportes, modernização e formação regional – subsídios à história da era ferroviária em Minas Gerais, 1870-1940. In: Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 17, n. 1, p. 162-203, 2012.

BIBBÓ, Caroline Bertarelli. Divertimentos em Ouro Preto no final do século XIX. Dissertação (Mestrado em Estudos do Lazer) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

COELHO, José Demétrio. Recordações de Oliveira. Divinópolis: Gráfica Planeta, 1950.

CUNHA, Alexandre Mendes. O urbano e o rural em Minas Gerais entre os séculos XVIII e XIX. Cadernos da Escola do Legislativo, Belo. Horizonte, v.11, n. 16, p. 57-70, jan./jun. 2009.

DIAS, Cleber; COTES, Marcial. Esporte e lazer em Ilhéus na Primeira República (c. 1889-1930). Mimeo.

FLORES, Moacyr. Do entrudo ao carnaval. Estudos Ibero-Americanos, PUCRS, v. 23, n. 1, p. 149-161, junho 1996.

GAMBETA, Wilson. A bola rolou: o velódromo paulista e os espetáculos de futebol, 1895-1916. São Paulo: SESI-SP Editora, 2015.

HORTA, Regina Duarte. Noites circenses: espetáculos de circo e teatro em Minas Gerais no século XIX. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2018.

LIMA, Pablo Luiz de Oliveira. Ferrovia, sociedade e cultura, 1850–1930. Belo Horizonte: Argumentum, 2009.

MARTINS, William de Souza Nunes. Paschoal Segreto: “ministro das diversões” do Rio de Janeiro (1883-1920). Rio de Janeiro: Autografia, 2014.

MARZANO, Andrea. Cidade em cena: o ator Vasques, o teatro e o Rio de Janeiro, 1839-1892. Rio de Janeiro: Folha Seca, 2008.

MELO, Victor de Andrade. Cidade sporitva: primórdios do esporte no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.

NAKAYAMA, Marina Fernandes Braga. Divertimentos e tempo livre: experiências dos trabalhadores em Juiz de Fora (1900-1924). Tese (Doutorado em Estudos do Lazer) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

NEEDELL, Jeffrey D. Belle époque tropical: sociedade e cultura de elite no Rio de Janeiro na virada do século. Rio de Janeiro: Companhia das letras, 1993.

NOGUEIRA JÚNIOR, João Martins. Uma história dos divertimentos do sul mineiro: Itajubá, Pouso Alegre e Campanha entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX (1891-1930). Dissertação (Mestrado em Estudos do Lazer) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

OLIVEIRA, Renata Cristina Simões de. O teatro e algumas diversões em Diamantina: uma história registrada pela imprensa (1888-1915). Dissertação (Mestrado em Estudos do Lazer) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

PERES, Léa Freitas (Coor.); BELONE, Ana Paula Lessa; MARTINS, Marcos da Costa; GOMES, Rafael Barros (Org.). Festas e viajantes em Minas Gerais no século XIX: compêndio de citações. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2018.

SADI, Renato Sampaio; ADÃO, Kleber do Sacramento (Orgs.). Lazer em São João del-Rei: aspectos históricos, conceituais e políticos. São João del-Rei: UFSJ, 2011.

SALIBA, Elias Thomé. Cultura: as apostas na república. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz, História do Brasil nação: a abertura para o mundo, 1889-1930. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012. Vol. 3, p. 239-294.

SANT-HILAIRE, Auguste de. Viagem às nascentes do Rio São Francisco. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia, 2004.

SILVA, Igor Maciel da. Elas se divertem (Barbacena – MG, 1914 a 1931). Dissertação (Mestrado em Estudos do Lazer) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

SILVA, Luciano Pereira da. Em nome da modernidade: uma educação multifacetada, uma cidade transmutada, um sujeito inventado (Montes Claros, 1889-1926). Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

SOARES, Priscila Gonçalves. História das práticas corporais e diversão na Zona da Mata mineira: indícios a partir da imprensa de Cataguases/MG e Juiz de Fora/MG. Revista Licere, Belo Horizonte, v. 21, n. 4, p. 405-428, dez. 2018.

SOUZA, Eliza Salgado. Esportes em Manaus, 1880- 1910. Dissertação (Mestrado em Estudos do Lazer) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

VARNHAGEN, F. A. A caça no Brasil, ou Manual do caçador em toda América tropical acompanhado de um glossário dos termos usuais da caça. E. & H. Laemmert, Rio de Janeiro, 1860.

XAVIER, Rosana Daniele. Respeitável público. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal de São João del-Rei, São João del-Rei, 2019.

XAVIER, Rosana Daniele; AMARAL, Daniel Venâncio de Oliveira; DIAS, Cleber. Cultura, ferrovias e desenvolvimento econômico: circos em Minas Gerais no final do século 19. In: Revista de História Regional, v. 24, n. 1, p. 135-159, jan./jun. 2019.

Downloads

Publicado

2022-06-24

Como Citar

VENÂNCIO DE OLIVEIRA AMARAL, D. . Festas e diversões em Oliveira, Minas Gerais, no final do século 19:: um olhar a partir de um periódico local . Revista de História Regional, [S. l.], v. 27, n. 1, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/rhr/article/view/18317. Acesso em: 12 ago. 2022.