Uma história regional da ditadura militar brasileira:

João Agripino e a Aliança Renovadora Nacional (ARENA) na Paraíba

Autores

  • Dmitri da Silva Bichara Sobreira Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A ditadura militar brasileira instaurada após o golpe civil-militar de 1964 foi um regime autoritário longevo e complexo, que envolveu diversas escalas de poder, entre elas os poderes federal e regional, ou estadual. A relação entre elas pode ser vista por diversos objetos de pesquisa, sendo neste artigo analisada a atuação da Aliança Renovadora Nacional (Arena) no estado da Paraíba. A Arena foi o partido político criado em 1966 pelo regime para lhe dar sustentação política nas instituições representativas, compondo o sistema bipartidário com o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido que desempenharia uma função de oposição consentida pela ditadura. Diante de uma organização partidárias de dimensões amplas, escolhemos abordar a atuação de João Agripino, político fundador da Arena no estado, que exerceu o cargo de governador entre 1966 e 1971 e a liderança da legenda ao longo de toda sua existência. Por meio da análise da trajetória de Agripino são identificadas suas vinculações com a cultura política brasileira, a qual nos ajuda a compreender seus comportamentos e posicionamentos políticos, que passam do nacional-desenvolvimentismo ao conservadorismo, bem como sua vinculação com o autoritarismo militar, interligando os anseios e interesses da política estadual com as determinações do governo federal.

 

Biografia do Autor

Dmitri da Silva Bichara Sobreira, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutor o em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestre e graduado em História pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). É pesquisador vinculado ao Laboratório de História do Tempo Presente (LHTP) da UFMG e desenvolve pesquisas sobre a História Política do Brasil Republicano, em especial o período da ditadura militar, com ênfase nos partidos políticos, eleições e atuação parlamentar.

Referências

AGUILA, Gabriela. Dictadura, represión y sociedade en Rosario (1976-1983): um estúdio sobre la represión y los comportamientos y actitudes sociales em dictadura. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2008.
ALVES, Maria Helena Moreira. Estado e oposição no Brasil (1964-1984). Bauru: Edusc, 2005.
BANDIERI, Susana. Haciendo história regional en la Argentina. Revista TEL: Tempo, linguagem e imagem. Irati: UNICENTRO, v. 9, nº 1, 2018, p. 12-31.
BATISTELA, Alessandro. A ditadura militar e o bipartidarismo: Gênese e trajetória da Aliança Renovadora Nacional (Arena) e do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no Paraná (1965-1979). Curitiba: Editora CRV, 2019.
BENEVIDES, Maria Victória de Mesquita. A UDN e o udenismo: Ambiguidades do liberalismo brasileiro (1945-1965). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.
BENEVIDES, César. Camponeses em marcha. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.
CARVALHO, Maria Inaiá Moreira de. O Nordeste e o regime autoritário: discurso e prática do planejamento regional. São Paulo: Huitec-Sudene, 1987, p. 64-65.
CITTADINO, Monique. Poder local e ditadura militar: O governo de João Agripino – Paraíba (1965-1971). Bauru: Edusc, 2006.
___________. Poder local, memória e cultura política: possibilidades de análise a partir da figura do governador João Agripino (Paraíba – 1966-1971). Saeculum. João Pessoa, nº 16, 2007, p. 47-57.
DIAS, José Alves. Rumo ao Palácio: As estratégias de dominação dos espaços políticos na Bahia durante a ditadura (1966-1982). Vitória da Conquista: Edições UESB, 2016.
DUWE, Ricardo. Entre técnica e tradição: relações e culturas políticas na ARENA catarinense (1971-1975). Florianópolis: Dissertação de Mestrado – UESC, 2016.
FAORO, Raymundo. A aventura liberal numa ordem patrimonialista. Revista USP. São Paulo, nº 17, 1993, p. 14-29.
FLEISCHER, David Verge. Os partidos políticos no Brasil. Vol. 1 e 2. Brasília: Editora da UNB, 1981.
FONTINELES, Claudia Cristina da Silva. O recinto do elogio e da crítica: as maneiras de durar de Alberto Silva na memória e na história do Piauí. Recife: Tese de Doutorado – UFPE, 2009.
GRINBERG, Lúcia. Partido Político ou bode expiatório: Um estudo sobre a Aliança Renovadora Nacional (Arena), 1965-1979. Rio de Janeiro: Mauad X, 2009.
KINZO, Maria Dalva Gil. Oposição e autoritarismo: Gênese e trajetória do MDB (1966-1979). São Paulo: Vértice, 1988.
LAVAREDA, Antônio. A democracia nas urnas: O processo partidário-eleitoral brasileiro. Rio de Janeiro: IUPERJ, 1991.
LIMA JÚNIOR. Olavo Brasil de. Os partidos políticos brasileiros: a experiência federal e estadual (1945-1964). Rio de Janeiro: Graal, 1983.
LYNCH, Christian Edward Cyril. Cultura política brasileira. Revista da Faculdade de Direito da UFRGS. Porto Alegre, n. 36, ago. 2017, p. 5-19.
MADEIRA, Rafael Machado. ARENA ou ARENAs? A coesão partidária da legenda do regime em três estados brasileiros. Porto Alegre: Dissertação de Mestrado – UFRGS, 2002.
MENDES, Valber. Um “homem da Revolução”: A atuação política de Ernani Sátyro como governador da Paraíba (1970-1975). Campina Grande: Dissertação de mestrado – UFCG, 2019.
MOISÉS, José Álvaro. Cultura política, instituições e democracia: Lições da experiência brasileira. Revista Brasileira de Ciência Sociais. Online: vol. 23, nº 66, 2008, p. 11-43.
MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o “perigo vermelho”: O anticomunismo no Brasil (1917-1964). São Paulo: Perspectiva, 2002.
___________. Desafios e possibilidades na apropriação de cultura política pela historiografia. In. MOTTA, Rodrigo Patto Sá (org). Culturas políticas na História: Novos estudos. Belo Horizonte: Argvmentum, 2009, p. 13-38.
___________. Ruptura e continuidade na ditadura brasileira: a influência da cultura política. ABREU, Luciano Aronne; MOTTA, Rodrigo Patto Sá (Orgs). Autoritarismo e cultura política. Porto Alegre, FGV/Edipurcs: 2013, p. 9-33.
NICOLAU, Jairo. Eleições no Brasil: Do Império aos dias atuais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2012.
NUNES, Paulo Giovani Antonino. Ataque ao parlamento: as cassações de mandatos durante a ditadura militar no estado da Paraíba (1964-1969). Saeculum. João Pessoa, v. 31, 2014, p. 285-304.
OLIVEIRA, Ueber José de. Elites capixabas no golpe de 1964: Bipartidarismo e a convergência de agendas desenvolvimentistas (1964-1982). Serra: Editora Milfontes, 2018.
PEREIRA, Laurindo Mekie. Importância e limite da democracia na cultura política brasileira (1955/1964): Uma análise a partir da trajetória de José Maria Alkimin. Tempos Históricos. Marechal Cândido Rondon, vol. 21, 2017, p. 356-384.
PRADO, Luiz Carlos Delorme; Earp, Fábio Sá. O “milagre brasileiro”: crescimento acelerado, integração internacional e concentração de renda (1967-1973). In. FERREIRA, Jorge; Delgado, Lucília de Almeida Neves (orgs.). O Brasil Republicano – O tempo da ditadura: regime militar e movimentos sociais em fins do século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014, p. 207-242.

RECKZIEGEL. Ana Luiza Setti. HEINSFELD. Adelar. Pensando e escrevendo sobre História na América Latina. In RECKZIEGEL. Ana Luiza Setti. HEINSFELD. Adelar (org). América de múltiplas regiões. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2006, p. 9-19
REVEL, Jacques. Jogos de escalas: a experiência da microanálise. Tradução: Dora Rocha. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1998, p. 32.
RODRIGUES, José Honório Rodrigues. Conciliação e reforma no Brasil: Um desafio histórico político. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965.
SOBREIRA, Dmitri da Silva Bichara. Para além do “sim, senhor”: A Aliança Renovadora Nacional (Arena) e a ditadura militar na Paraíba (1964-1969). João Pessoa: Dissertação de Mestrado – UFPB, 2016.
___________. Partido político, conservadorismo e ditadura militar: A Aliança Renovadora Nacional (Arena) na Paraíba (1966-1968). Saeculum. João Pessoa, vol. 39, jul-dez 2018, p. 133-148.
___________. Poder local, partido político e ditadura militar: A Aliança Renovadora Nacional (Arena) na Paraíba (1969-1979). Belo Horizonte: Tese de Doutorado – UFMG, 2021, p. 112.
VASCONCELOS, Cláudio Beserra de. Os militares e a legitimidade do regime ditatorial (1964-1968): A preservação do Legislativo. Revista Varia História. Belo Horizonte: vol. 9, nº 49, 2013, p. 333-358.

Downloads

Publicado

2022-06-24

Como Citar

DA SILVA BICHARA SOBREIRA, D. Uma história regional da ditadura militar brasileira: : João Agripino e a Aliança Renovadora Nacional (ARENA) na Paraíba. Revista de História Regional, [S. l.], v. 27, n. 1, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/rhr/article/view/19982. Acesso em: 12 ago. 2022.