A representatividade político-partidária negra em Florianópolis:

entre desafios e conquistas

Autores

  • Carina Santiago dos Santos Prefeitura de Florianópolis

Resumo

Este artigo tem por objetivo discutir a presença de sujeitos negros na política partidária em Florianópolis, bem como parte dos entraves sociais que impedem que a representatividade seja equilibrada entre brancos e negros nas casas legislativas do Brasil. Há a utilização de fontes orais e documentos oficiais. Os resultados apontam para a relevância de presença de negros no legislativo que trazem em suas plataformas políticas reinvindicações históricas do Movimento Negro como caminho para a luta antirracista e conquista de direitos sociais.

Referências

ALVAREZ, Sonia E. A “globalização” dos feminismos latino-americanos: tendência dos anos 90 e desafios para o novo milênio. In: ALVAREZ, Sonia E., DAGNINO, Evelina; ESCOBAR, Arturo. (Org.). Cultura e Política nos Movimentos Sociais Latino-Americanos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000. p. 383-426.
AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes (org.). Usos e Abusos da História Oral. 8. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.
ARAÚJO, Joel Zito. A Negação do Brasil: o negro na telenovela brasileira. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2000.
ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA – ALESC. Sandro Silva toma posse no Legislativo e faz menção a ex-deputada Antonieta de Barros. Agência AL, Florianópolis, 12 jun. 2012. Disponível em http://agenciaal.alesc.sc.gov.br/index.php/noticia_single/sandro-silva-toma-posse-no-legislativo-e-faz-mencaeo-a-ex-deputada-antoniet Acesso em 17 abril 2019.
BERSTEIN, Serge. Culturas políticas e historiografia. In: AZEVEDO, Cecília, et al (Org.). Cultura política, memória e historiografia. Rio de Janeiro: ed. FGV, 2009. p. 29-46.
______. Os partidos. In: RÉMOND, René. Por uma história política. 2. Ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003. p. 57-98.
BORGES, Roberto Carlos da Silva; BORGES, Rosane (Org.). Mídia e racismo. Petrópolis: DP et Allii; Brasília: ABPN, 2012.
CAMARA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS. Nossa História Legislativa 1936-2012. Florianópolis: CMF, 2012
CARDOSO, Lourenço. O branco “invisível”: um estudo sobre a emergência da branquitude nas pesquisas sobre relações raciais no Brasil (Período 1957-2007). 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Universidade de Coimbra, Coimbra, 2008
CARDOSO, Paulino de Jesus Francisco; MORTARI, Cláudia. In: BRANCHER, Ana (Org.). História de Santa Catarina: estudos contemporâneos. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1999. p. 83-101.
CARNEIRO, Aparecida Sueli. A Construção do Outro como Não-Ser como fundamento do Ser. 2005. 339f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
DE ALMEIDA, Silvio Luiz. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte: Letramento, 2018.
DYSON, Michael Eric. The Black Presidency: Barack Obama and the Politics of Race in America. Boston: Houghton Mifflin Harcourt, 2016.
DOMINGUES, Petrônio. Movimento Negro Brasileiro: alguns apontamentos históricos. Revista Tempo, v. 12, n. 23, p. 100-122, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tem/v12n23/v12n23a07 Acesso em: 20 maio 2019.
FERRO, Rogério. “O negro sem cor no telejornalismo brasileiro”. In BORGES, Roberto Carlos da Silva; BORGES, Rosane (Org.). Mídia e racismo. Petrópolis: DP et Allii; Brasília: ABPN, 2012, p. 66.
FLORIANOPOLIS. Prefeitura Municipal. Lei nº 4446, de 5 de Julho de 1994, do Município de Florianópolis. 1994.
GASPAR, Osmar Teixeira. Mídias – Concessão e exclusão: um estudo sobre as concessões de rádio e televisão e sua influência nas relações raciais no Brasil contemporâneo. 2010. 192 f. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.
______. Direitos políticos e representatividade da população negra na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo e Câmara Municipal de São Paulo. 2017. 356 f. Tese (Doutorado em Direitos Humanos) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.
GONTIJO, Rebeca. Sobre cultura histórica e usos do passado: a Independência do Brasil em questão. Almanack, n. 8, p. 44-53, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S2236-6332014000200044&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 08 maio 2019.
GOSS, Karine Pereira. Identidades militantes em ações coletivas contemporâneas em Florianópolis (SC). 2003. 142f. Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) – Universidade Federal de Santa Catarina, 2003.
GUIMARÃES, Antônio Sérgio. “Depois da democracia racial” In Revista Tempo Social: Revista de Sociologia da USP, v.18, n.2, p, 269-287, 2006.
HOOKS, Bell. Black looks: race and representation. Boston: South Press, 1992.
IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Tabela 3175 – População residente, por cor ou raça, segundo a situação domicílio, o sexo e a idade. Rio de Janeiro: SIDRA; IBGE, 2020. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/Tabela/3175#resultado Acesso em: 4 abr. 2020.
JESUS, Rodrigo Ednilson. Autodeclaração e heteroidentificação racial no contexto das políticas de cotas: quem quer (pode) ser negro no Brasil? In: SANTOS, Juliana Silva; COLEN, Natália Silva; JESUS, Rodrigo Ednilson de. (Org.). Duas décadas de políticas afirmativas na UFMG: debates, implementação e acompanhamento. Rio de Janeiro: UERJ, LPP, 2018.
LEITE, Ilka Boaventura. Descendentes de africanos em Santa Catarina: invisibilidade histórica e segregação. Textos e Debates, Florianópolis, ano 1, n. 1, p. 05-41, 1991.
MBEMBE, Achile. “Necropolítica” In Revista Arte & Ensaios. Rio de Janeiro, 2016, n. 32, p. 122-151, dezembro. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/ae/rt/captureCite/8993/7169. Acesso em: 12 jul 2020.
MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Sandro Silva. Florianópolis, 2019. Disponível em: http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1236-Sandro_Silva. Acesso em: 01 de abril de 2020.
MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Antonieta de Barros. Florianópolis, 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/68-Antonieta_de_Barros>. Acesso em: 01 de abril de 2020.
MORTARI, Cláudia. Pensando a diáspora africana: Algumas questões. In: MORTARI, Cláudia (Org.). Introdução aos Estudos Africanos e da Diáspora. Florianópolis: DIOESC: UDESC, 2015. p.137-148.
MUNANGA, K. “A difícil tarefa de definir quem é negro no Brasil” In Estudos Avançados. São Paulo, 2004, v. 18, n. 50, p. 51-66. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/eav/article/view/9968. Acesso em: 06 jan 2022.
NUNES, Karla Leonora Dahse. Antonieta de Barros: uma história. 2001. 159 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001. Disponível em: http://www.tede.ufsc.br/teses/PHST0184.pdf. Acesso em: 23 mar 2020.
PEREIRA, Amauri Mendes. Para além do racismo e do antirracismo: a produção de uma cultura de consciência negra na sociedade brasileira. Itajaí: Casa Aberta Editora, 2013.
RÉMOND, Réne. O retorno do político. In: CHAVEAU Agnés; TÉTARD, Philippe. Questões para a história do presente. Bauru: Edusc, 1999. p. 51-61.
RÜSEN, J. (2009). ¿Qué es la cultura histórica?: Reflexiones sobre una nueva manera de abordar la historia. Cultura histórica. [Versión castellana inédita del texto original alemán en K. Füssmann, H.T. Grütter y J. Rüsen, eds. (1994). Historische Faszination. Geschichtskultur heute. Keulen, Weimar y Wenen: Böhlau, pp. 3-26]. Disponível em: http://www.culturahistorica.es/ruesen/cultura_historica.pdf. Acesso em: 10 out. 2020.
SADER, Eder. Quando novos personagens entraram em cena: experiências, falas e lutas dos trabalhadores da Grande São Paulo, 1970-80. 4. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001.
SANTOS, Geovanilda. A organização dos negros e negras no partido dos trabalhadores e na sociedade brasileira (p.55-74). In: JACINO, Ramatis (Org.). ÌMO: Panorama do pensamento negro brasileiro. São Paulo: Nefertiti, 2009.
SCHERER-WARREN, Ilse. Democratização em Florianópolis: Resgatando a memória dos movimentos sociais. Florianópolis: Diálogo, 1999.
SOUZA, Márcio Pereira de. Entrevista concedida a Carina Santiago dos Santos. 11 de maio de 2018, ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA – ALESC, Florianópolis.
TELLES, Edward Eric. Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Fundação Ford, 2003.
WALTON, F. Carl; CALIENDO, Stephen Maynard. Origins of the concept of race. In: CALIENDO, Stephen Maynard; MCLLWAIN, Charlton D. (Org.). Race and Ethnicity. New York: Routledge, 2011.

Downloads

Publicado

2022-06-24

Como Citar

SANTIAGO DOS SANTOS, C. A representatividade político-partidária negra em Florianópolis:: entre desafios e conquistas. Revista de História Regional, [S. l.], v. 27, n. 1, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/rhr/article/view/20001. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê História do Tempo Presente: entre fronteiras regionais, políticas e cultu