Expansão cafeeira no Sudoeste mineiro (1868 a 1920)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/Rev.Hist.Reg.v.29.22499

Palavras-chave:

Sudoeste mineiro, economia cafeeira, ferrovias.

Resumo

No presente texto, analisamos o movimento de expansão da lavoura cafeeira no Sudoeste mineiro – municípios de Guaxupé, Guaranésia e Muzambinho – entre os anos de 1868 a 1920. Valendo-nos de um conjunto diversificado de fontes – registros internos de fazendas, escrituras de formação de lavouras, inventários post mortem e relatórios da Companhia Mogyana de Estradas de Ferro – buscamos descrever o processo de montagem da cafeicultura regional. Inicialmente, analisamos o primeiro arranque de expansão das lavouras de café na área entre as décadas finais do Império e os primeiros anos do século XX. Em seguida, discorremos sobre os impactos da chegada da ferrovia sobre a economia regional e a consolidação da região como um importante centro cafeeiro.

Palavras-chave: Sudoeste mineiro, economia cafeeira, ferrovias.

Biografia do Autor

João Lucas Rodrigues, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutor em História pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Referências

DEAN, Warren. Rio Claro: um sistema brasileiro de grande lavoura, 1820-1920. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1977.

DELFIM NETTO, Antônio. O problema do café no Brasil. São Paulo: Ed. Unesp: 2009.

DIAS, Lia Ribeiro; CORNILS, Patrícia. Júlio Tavares: café, Mogiana e PRM (1863 - 1906). São Paulo: Momento Editorial, 2009.

FALEIROS, Rogério Naques. Homens do café: Franca, 1880-1920. Ribeirão Preto, SP: Holos Editora, 2008.

GIROLETTI, D. “A Industrialização de Juiz de Fora”. Fundação João Pinheiro. Belo Horizonte, 10(3): 144-202 mai. 1980, p. 156.

HOLLOWAY, Thomas H. Condições de mercado de trabalho e organização do trabalho nas plantações na economia cafeeira de São Paulo. 1885-1915. Uma análise preliminar. Revista de Estudos Econômicos, vol. 2, nº6, 1972, p. 145-180.

______________. Imigrantes para o café. Café e sociedade em São Paulo, 1886-1934. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1984.

LOPES, Luciana Suarez. Ribeirão Preto: a dinâmica da economia cafeeira de 1870 a 1930. Ribeirão Preto: Fundação Instituto do Livro, 2011.

MENDONÇA, Sônia Regina de. “O convênio de Taubaté e a economia agrícola fluminense”. Locus, 5 (1), 1999.

RESTITUTTI, Cristiano Corte. As fronteiras da província: rotas de comércio interprovincial (Minas Gerais, 1839-1884). Dissertação (Mestrado) – UNESP, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2006.

SILVA, Marcel Pereira da. De Gado a Café: as ferrovias no sul de Minas Gerais (1874-1910) – FFLCH/USP, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

_____________. Nos Trilhos Da Incerteza: A Rede Sul Mineira no contexto ferroviário brasileiro (1910-1934). Tese (Doutorado) – FFLCH/USP, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

VALLE, José Ribeiro do; VALLE, Geraldo Ribeiro do. Guaxupé: memória história (a terra e a gente). São Paulo, 1984.

VEIGA, Bernardo Saturnino da. Almanach Sul Mineiro. Campanha: Tipografia do Monitor Sul Mineiro, 1884.

WIRTH, J. O Fiel da Balança: Minas Gerais na Confederação Brasileira - 1889/1937. 1ª ed., Paz e Terra, São Paulo, 1982.

Publicado

2024-05-06

Como Citar

RODRIGUES, J. L. Expansão cafeeira no Sudoeste mineiro (1868 a 1920). Revista de História Regional, [S. l.], v. 29, 2024. DOI: 10.5212/Rev.Hist.Reg.v.29.22499. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/rhr/article/view/22499. Acesso em: 13 jul. 2024.