‘Duas Palavras’: 'Os Holandeses no Rio Grande' e a invenção da identidade católica norte-rio-grandense na década de 1930

Autores

  • Renato Amado Peixoto UFRN

Palavras-chave:

Protomártires do Brasil, Felipe Camarão, Luís da Câmara Cascudo, Anticomunismo, Antissemitismo

Resumo

O livro 'Os Holandeses no Rio Grande’ além de ser a fonte para a beatificação dos Protomártires do Brasil, foi também o ponto de partida para a invenção da identidade católica no Rio Grande do Norte. Este trabalho pensa os acontecimentos de seu tempo, como o Levante Comunista de 1935 e a Guerra Civil Espanhola e os acontecimentos do passado, como a invasão holandesa e seus personagens, como Felipe Camarão. Para isto, 'Os Holandeses no Rio Grande' dialogou com livros e pensadores que trabalhavam a regionalidade nordestina e a ideia da Nação, por meio de conteúdos como o anticomunismo, o antissemitismo, o Integralismo e o pensamento católico. Por conseguinte, entendemos que este estudo de caso nos permite investigar o próprio sentido da História Local e Regional, bem como para demonstrar a importância da História da Historiografia para a sua compreensão.

Biografia do Autor

Renato Amado Peixoto, UFRN

Renato Amado Peixoto é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde atua no Departamento de História e no Programa de Pós-Graduação em História (PPGHIS). Fez seu mestrado na UERJ e trabalhou em sua dissertação a produção e a construção do saber geopolítico no Brasil, focando a ESG e o governo Castelo Branco. Defendeu sua tese de doutoramento na UFRJ, trabalhando o problema da construção do espaço nacional brasileiro por meio da cartografia e das corografias no século XIX. Leciona nas áreas de História Contemporânea; História Regional e Local; História do Brasil República. Dedica-se a pesquisa na área de História dos espaços trabalhando as relações de produção e construção de identidades e espacialidades nos campos cultural e político. Atualmente está focando em sua pesquisa a produção e a reelaboração do pensamento católico e sua relação com a construção do espaço e da identidade no Rio Grande do Norte no século XX. Secundariamente, mantém o interesse na pesquisa e análise da produção literária de Robert E. Howard e H. P. Lovecraft e na investigação da História da Política Externa brasileira, ambos conexão com os problemas de espacialidade e identidade. Trabalha com as seguintes linhas: 'Cultura, poder e representações espaciais e 'Geopoder, geopolítica, território e Estado'. Encontra-se vinculado na UFRN à base de pesquisa 'Cartografias Contemporâneas - História, espaços, produção de subjetividades e práticas institucionais' e coordena o Grupo de estudo do Espaço e de suas Representações Culturais (GERC).

Downloads

Publicado

2014-07-23

Como Citar

PEIXOTO, R. A. ‘Duas Palavras’: ’Os Holandeses no Rio Grande’ e a invenção da identidade católica norte-rio-grandense na década de 1930. Revista de História Regional, [S. l.], v. 19, n. 1, 2014. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/rhr/article/view/6016. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos