FUTEBOL, MUNDIALIZAÇÃO E IDENTIDADES: NOTAS A PARTIR DA EUROCOPA DE 2008

Autores

  • Emerson Luís Velozo Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO-PR)
  • Jocimar Daolio Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Palavras-chave:

Esporte, Futebol, Mundialização, Identidade

Resumo

Este estudo teve como objetivo discutir determinados processos de significação que afetam o futebol a partir do advento de sua mundialização, o que produz implicações para as relações identitárias que envolvem este esporte. Para tanto, a Eurocopa de 2008 foi tomada como foco da análise, inspirada pelo olhar etnográfico e tendo como ponto de partida o contato com o povo português, bem como certos conteúdos divulgados pela mídia. Isso possibilitou a compreensão de determinados contornos assumidos pelo futebol – o que talvez possa ser estendido a outros esportes – como consequência de fenômenos como a globalização da tecnologia e da economia e a mundialização da cultura. Nesse contexto, o futebol mundializado, passa a ter os seus significados construídos e reconstruídos em diferentes escalas, da local/nacional à mundial/internacional.

Biografia do Autor

Emerson Luís Velozo, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO-PR)

Professor do Departamento de Educação Física da UNICENTRO.

Jocimar Daolio, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Professor da Faculdade de Educação Física da UNICAMP.

Downloads

Publicado

2017-10-11

Como Citar

VELOZO, E. L.; DAOLIO, J. FUTEBOL, MUNDIALIZAÇÃO E IDENTIDADES: NOTAS A PARTIR DA EUROCOPA DE 2008. Publicatio UEPG: Ciências Sociais Aplicadas, [S. l.], v. 25, n. 2, p. 257, 2017. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/sociais/article/view/10197. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Esporte, Lazer e Sociedade