Cultura e pandemia:

Festejos de São João na cidade de Dom Basílio-BA

Autores

  • Antônio Nolberto de Oliveira Xavier Universidade Estadual de Santa Cruz https://orcid.org/0000-0002-2795-4571
  • Vicente de Paulo Silva Santos Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

DOI:

https://doi.org/10.5212/RIF.v.21.i46.0010

Palavras-chave:

Cultura popular; , Festa Junina; , Pandemia; , Produção cultural.

Resumo

O presente estudo realiza uma análise sobre o projeto de intervenção artística intitulado "São João Vivo", realizado em junho de 2020 e de 2021, na cidade de dom Basílio, região sudoeste do estado da Bahia. A pertinência da ação cultural aparece como ponto crucial neste trabalho para descrever os resultados e os significados que foram gerados face à realização do concurso de ornamentação das casas durante as festividades de São João (padroeiro da cidade). A realização do projeto surge da necessidade de encontrar, em meio à pandemia do covid-19, caminhos que levassem a comunidade a permanecer em estado de festa e comunhão junina, período de sua maior manifestação cultural popular, mesmo com todas as restrições e medidas de afastamento social, emitidas pelos órgãos de saúde. Com base na pesquisa reflexivo-indutiva, a partir da observação participante, o autor descreve os caminhos percorridos na realização do projeto e a importância do mesmo no contexto mencionado; destaca os fluxos de participações no referido concurso e conclui, entre outros resultados, sobre o sentido festivo atribuído à cidade, além da promoção da cultura local em período pandêmico. A busca pela validação das práticas culturais desenvolvidas aparece como um dos objetivos neste trabalho, ao passo que a sistematização das ações e a descrição dos modos de ser/fazer da comunidade contemplam características oportunas à reflexão técnica e científica. Este trabalho é, sobretudo, um convite a conhecer as belezas e saberes produzidos em tempo de escassa manifestação da cultura popular.

 

PALAVRAS-CHAVE:

Cultura Popular; Festa Junina; Pandemia; Produção Cultural

Biografia do Autor

Antônio Nolberto de Oliveira Xavier, Universidade Estadual de Santa Cruz

Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP; Mestre em Ciências da Comunicação pela UNISINOS; Especialista em Administração e Planejamento para Docentes pela ULBRA/RS; Licenciado em Filosofia pela UNISINOS; Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Letras e Artes da UESC, atuando no Curso de Comunicação Social – Rádio, TV e Internet e realiza Estágio de Pós-Doutoramento na Universidad Estatal a Distancia – UNED, na Costa Rica, desenvolvendo o projeto “COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO: Conteúdos, propostas metodológicas e mudanças nos cursos de formação de professores na universidade pública”.

Vicente de Paulo Silva Santos, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Licenciado em Teatro pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB; Especialista em Gestão Cultural pela Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC.

Referências

AMPHILO, Maria Isabel. Fundamentos Teóricos da Folkcomuniação. Comunicação & Socie-dade: Revista do Programa de Pós-graduação em Comunicação Social. São Bernardo do Campo: UMESP, 2013. v. 35, n. 1, p. 89-110, jul./dez. 2013.

BAKHTIN, Mikhail. Cultura popular na Idade Média e no Renascimento: O contexto de François Rabelais. 7. ed. São Paulo: Huicitec, 2010.

BRÍGIDA, Miguel Santa. O auto do círio: fé, festa e espetacularidade. Textos escolhidos de cultura e arte, Rio de Janeiro, v. 5, n.1, p. 35-48, 2008. Disponível em: www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tecap/article/download/.../9777.

BRUHNS, Heloisa Turini. Futebol, carnaval e capoeira: entre as gingas do corpo brasileiro. Campinas, SP: Papirus, 2000.

BUORO, Anamelia Bueno. Olhos que pintam: a leitura da imagem e o ensino da arte. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

FERRETTI, S. F. Repensando o sincretismo. São Paulo: Edusp: Fapema, 1995.

HOLANDA, Bianca Ferreira. Breve análise do jornalismo cultural nos jornais impressos do município de Boa Vista. (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Comunicação Social). Boa Vista: UFRR, 2011.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Trad. Cristina Antunes e João Wan-derley Geraldi. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014. Coleção Educação: Experiência e Sentido.

LEANDRO, Flávio. Vai ter São João. Disponível em: https://www.youtube. com/watch?v=Fu0cLG49hRk.

MARQUES DE MELO, José. As festas populares como processos comunicacionais: roteiro para seu inventário, no Brasil, no limiar do século XXI. Anuário Unesco/Umesp 14. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul – Porto Alegre - RS – 20 a 22/06/2019 de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, n.5. São Paulo: Cátedra Unesco; Universidade Metodista de São Paulo, 2002.

MARQUES DE MELO, José. Mídia e cultura popular: história, taxionomia e metodologia da folkcomunicação. São Paulo: Paulus, 2008.

MARTINELL, Alfons. “Cultura e cidade: Uma aliança para o desenvolvimento – A experiência da Espanha”. In: Políticas culturais para o desenvolvimento: uma base de dados para a cultura. Brasília: Unesco, 2003.

MEIRA, Marly Ribeiro. Educação estética, arte e cultura do cotidiano. In: PILLAR, Analice Du-tra (Org.). A educação do olhar no ensino das artes. 4. ed. Porto Alegre: Mediação, 2006.

NEVES, Fábio Martins. Agosto de Deus, ao gosto dos homens: uma viagem aos causos e coisas da “Maior Micrópole do Mundo”. Salvador: Gráfica e papelaria Caetité, 2004.

OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de criação. 21. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2007.

PAIXÃO, Everton Santos. Um bom filho a casa (re) torna: produção cultural da I mostra de dança de Ubatã/BA 2017. 2020. Artigo. (Especialização em Gestão Cultural) – Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus/BA, 2020.

PILLAR, Analice Dutra. Leitura e releitura. In: PILLAR, Analice Dutra. (Org.) A educação do olhar no ensino das artes. 4. ed. Porto Alegre: Mediação, 2006.

ROSSI, Maria Helena Wagner. A compreensão do desenvolvimento estético. In: PILLAR, Ana-lice Dutra. (Org.) A educação do olhar no ensino das artes. 4. ed. Porto Alegre: Mediação, 2006.

SÁ, Andréa Braga Santiago de. A elitização da cultura roraimense. (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Comunicação Social). Boa Vista: UFRR, 2009.

SILVA, Rodolfo Magno Araújo da. A viabilidade da criação de uma revista cultural no mer-cado de Boa Vista. (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Comunicação Social). Boa Vista: UFRR, 2011.

SOUZA, Maria Aparecida de. Arroz de festa. In: BRONDANI, Joice Aglae; LEITE, Vilma Campos dos Santos; TELLES, Narciso. (Orgs.). Teatro-máscara-ritual. Salvador: Alínea, 2012.

TRIGUEIRO, Osvaldo Meira. Festas populares. In: GADINI, Sérgio Luiz; WOITOWICH, Karina Janz (Orgs.). Noções básicas de Folkcomunicação: uma introdução aos principais termos, conceitos e expressões. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2007.

ZIVIANE, Paula. Comunicação e cultura no campo dos estudos culturais. In: Comunicação & Sociedade: Revista do Programa de Pós-graduação em Comunicação Social. São Bernardo do Campo: UMESP, 2017. v. 39, n. 2, p. 7-31, maio/ago. 2017.

Downloads

Publicado

2023-06-30

Como Citar

DE OLIVEIRA XAVIER, A. N.; SILVA SANTOS, V. de P. Cultura e pandemia:: Festejos de São João na cidade de Dom Basílio-BA. Revista Internacional de Folkcomunicação, [S. l.], v. 21, n. 46, p. 191–215, 2023. DOI: 10.5212/RIF.v.21.i46.0010. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/folkcom/article/view/21043. Acesso em: 18 jun. 2024.