A alteração da dinâmica comunicacional dos movimentos sociais com o advento da Internet:

 uma breve análise de alguns movimentos negros de Santa Catarina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/RIF.v.21.i46.0007

Palavras-chave:

Comunicação;, Internet;, Redes sociais;, Movimentos Sociais Negros;, Santa Catarina.

Resumo

O artigo pretende demonstrar as diferenças e semelhanças existentes na comunicação interna dos movimentos sociais negros de Santa Catarina, comparando as gerações anteriores ao advento e popularização da Internet com as gerações contemporâneas a essa ferramenta. Entrevistamos três pessoas de diferentes gerações para que, a partir dos seus relatos e memórias, observamos se de fato houve mudanças. Nosso objeto de estudo foi o Núcleo de Estudos Negros (NEN), organização do movimento negro, situado na cidade de Florianópolis, Santa Catarina. Além da comunicação, abordamos brevemente a memória da militância negra e o seu acesso a aparelhos tecnológicos. Com esse estudo pudemos verificar a velocidade e a sensação de proximidade permitida com o acesso à Internet, ao mesmo tempo que a ferramenta também gera preocupação da militância contemporânea com as problemáticas da perca da identificação e do pertencimento junto à comunidade e da noção de territorialidade.

Biografia do Autor

Felipe Cardoso, Universidade Federal do Paraná

Graduado em Publicidade e Propaganda. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação na Universidade Federal do Paraná.

Referências

ARAÚJO, Valmir Teixeira de. O papel da imprensa negra brasileira. São Paulo: Revista Alterjor (ECA-USP), v.20, n° 2, 2019. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/157190/154463. Acesso em 7 de maio de 2022.

BARBOSA, Marialva. Escravos e o mundo da comunicação: oralidade, leitura e escrita no século XIX. 1 ed. Rio de Janeiro: Maud X, 2016.

CARVALHO, Marina Vieira de. Vadiagem e criminalização: a formação da marginalidade social do Rio de Janeiro de 1888 a 1902. Anais [...] XII Encontro Regional de História, UFF, Rio de Janeiro, 2006.

CICONNELLO, Alexandre. A participação social como processo de consolidação da democracia no Brasil. IN:VVAA. From poverty power. Nairóbi, Quenia, 2007. Disponível em: www.fp2p.org. Acesso em 7 de maio de 2022.

DOMINGUES, Petrônio. Movimento negro brasileiro: alguns apontamentos históricos. Rio de Janeiro: Tempo (UFF), vol. 23, 2007. Disponível em: www.scielo.br/j/tem/a/yCLBRQ5s6VTN6ngRXQy4Hqn/abstract/?lang=pt# Acesso em 25/07/2022.

GARCIA, Fábio. Ildefonso Juvenal da Silva – um memorialista negro no sul do Brasil. Florianópolis: Editora Cruz e Sousa, 2019.

LIMA, Ivan Costa. A pedagogia multirracial e popular em Santa Catarina: trajetos históricos e lutas sociais do Movimento Negro. Anais [...] XIII Encontro Nacional de História Oral, UFRGS, Rio Grande do Sul, 2016.

MATOS, Júlia Silveira. SENNA, Adriana Kivanski de. História oral como fonte: problemas e métodos. Historiae, Rio Grande, v. 2, n. 1, p. 95-108, 2011. Disponível em: http://www.seer.furg.br/hist/article/view/2395/1286. Acesso em: 17 de ago. 2022.

OLIVEIRA, Laiana Lannes de. A Frente Negra Brasileira: política e questão racial nos anos 1930. Rio de Janeiro: UERJ, 2022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/hqBHpKJHNtbrVMgJb3Fpv9M/?lang=pt Acesso em 25/07/2022.

PAYER, Maria Onice. Discurso, memória e oralidade. Horizontes, Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, v. 23, n. 1, p. 47-56, jan./jun., 2005.

ROMÃO, Jeruse. Antonieta de Barros: professora, escritora, jornalista, primeira deputada catarinense e negra do Brasil. Florianópolis: Editora Cais, 2021.

ROSA, Vanessa da. A invisibilidade da mulher negra em Joinville: formação e inserção ocupacional. Florianópolis: UFSC, 2006.

SCHEFFER, Rafael da Cunha. Tráfico interprovincial e comerciantes de escravos em Desterro, 1849-1888. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

SCHWARCZ, Lilia M. STARLING, Heloisa M. Brasil: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

TAVARES, Wellington; PAULA, Ana Paula Paes de. Movimentos sociais em redes sociais virtuais: possibilidades de organização de ações coletivas no ciberespaço. Revista Interdisciplinar de Gestão Social, v. 4, n° 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/article/view/9822. Acesso em 07 de maio de 2022.

Downloads

Publicado

2023-06-30

Como Citar

FERNANDES, J. C.; CARDOSO DOS SANTOS, F. A alteração da dinâmica comunicacional dos movimentos sociais com o advento da Internet::  uma breve análise de alguns movimentos negros de Santa Catarina. Revista Internacional de Folkcomunicação, [S. l.], v. 21, n. 46, p. 126–143, 2023. DOI: 10.5212/RIF.v.21.i46.0007. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/folkcom/article/view/21829. Acesso em: 17 jun. 2024.