Whatsapp na rotina de trabalho dos jornalistas maranhenses: um estudo nas redações de Imperatriz

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/19646

Resumo

Esta pesquisa buscou entender como os jornalistas que atuam em veículos tradicionais de Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, utilizam o WhatsApp na sua rotina profissional e de que maneira isso interfere nas suas condições de trabalho. Para alcançar este propósito, realizamos um levantamento quantitativo das redações locais com produção noticiosa diária e uso do aplicativo seguida de entrevistas semi-estruturadas com cinco jornalistas. Os resultados mostram que em jornais de redações menores a ferramenta muitas vezes é usada para camuflar condições precárias de trabalho, mas os profissionais quase não enxergam isso de maneira crítica e apontam apenas as vantagens ordinárias

Biografia do Autor

Thaisa Cristina Bueno, UFMA

Doutora em Comunicação pela PUC-RS, Mestre em Letras pela UFMS e professora adjunta no curso de Jornalismo na UFMA, em Imperatriz.

Thays, UFT

Professora do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins. Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM/UERJ). Mestre em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Jornalista formada pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e graduada em História pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Atuou como assessora de comunicação e professora substituta do curso de Jornalismo da UFMA, campus Imperatriz. Desenvolve pesquisas sobre jornalismo local e regional, história do jornalismo, geografias da comunicação, ciberjornalismo e jornalismo móvel.

 

 

Lorena Lacerda, UFMA

Jornalista formada pela Universidade Federal do Maranhão. Bolsista de Iniciação Científica (PIBIC) por três anos pelo Grupo de Pesquisa em Comunicação e Cibercultura do curso de Jonalismo da UFMA. 

Downloads

Publicado

2021-12-09

Como Citar

Bueno, T. C., Assunção, T. A., & Lacerda, L. . (2021). Whatsapp na rotina de trabalho dos jornalistas maranhenses: um estudo nas redações de Imperatriz. Pauta Geral - Estudos Em Jornalismo, 8(2), 1–21. https://doi.org/10.5212/19646

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)