Da crise à mediação qualificada: apontamentos a partir da #VazaJato como ciberacontecimento jornalístico

Autores

  • Felipe Moura de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5212/19665

Resumo

O artigo reflete sobre a crise enfrentada pelo jornalismo em meio ao ambiente digital e discute a constituição de um segundo nível no seu enfrentamento. A partir da premissa da #VazaJato como típica manifestação de um ciberacontecimento jornalístico, propõe a linguagem como lugar epistêmico para a compreensão das suas afetações sobre empresas jornalísticas tradicionais; precisamente, nos movimentos do jornal Folha de S.Paulo e da revista Veja, que encampam a investigação desencadeada pelo The Intercept Brasil a partir da hipótese jornalística de que o devido processo legal não fora cumprido na operação Lava Jato. Depois de um período de reação instintiva, que ainda reivindicava a autoridade, a suspeita é que esteja em curso um movimento de defesa de uma mediação qualificada exercida pelo jornalismo ante a realidade caótica dos acontecimentos no espaço público contemporâneo brasileiro.

Downloads

Publicado

2021-12-09

Como Citar

Moura de Oliveira, F. (2021). Da crise à mediação qualificada: apontamentos a partir da #VazaJato como ciberacontecimento jornalístico. Pauta Geral - Estudos Em Jornalismo, 8(2), 1–19. https://doi.org/10.5212/19665