O PROJETO DO ENSINO PRIMÁRIO PARA TODOS EM MOÇAMBIQUE: 1975 A 1990

  • Octavio Jose Zimbico Universidade Eduardo Mondlane Faculdade de Educação Maputo, Moçambique
Palavras-chave: Ensino primário para Todos. Moçambique. Fatores políticos e econômicos. Escolarização

Resumo

O ensino primário (EP) para Todos, em Moçambique, é o foco deste texto, que problematiza o fato das taxas de admissão, escolarização, conclusão e evasão escolar no EP terem estado abaixo das expectativas entre 1975 e 1990, o que coloca a necessidade de identificar os fatores desta tendência e compreendê-la, na tentativa de redução do insucesso escolar. O objetivo é compreender o comportamento dos efetivos escolares do EP, à luz da meta governamental que tinha definido a década 1980 como de erradicação do analfabetismo e “da vitória sobre o subdesenvolvimento”. A metodologia consistiu na revisão bibliográfica, estudo de legislação e análise de dados estatísticos. Os principais achados mostram que fatores políticos e econômicos comprometeram esforços de universalização do EP naquele período.

Biografia do Autor

Octavio Jose Zimbico, Universidade Eduardo Mondlane Faculdade de Educação Maputo, Moçambique

Graduado em Planejamento, Administracao e Gestao Educacional

Mestre em Administracao e Gestao Educacional

Doutorando em Educacao (Instituicoes, Praticas Educativas e Historia).

Publicado
2017-12-21