O tambor e o território na educação escolar quilombola

Autores

  • Claudia Luisa Zeferino Pires
  • Winnie Ludmila Mathias Dobal

Palavras-chave:

território, educação quilombola, consciência territorial, mapeamento co-participativo.

Resumo

Este artigo aborda como o percurso e a trajetória de uma comunidade quilombola pode compor as possibilidades e o fortalecimento de uma educação geográfica quilombola pelo território. As ações de educação derivaram de um mapeamento co-participativo, sendo a base metodológica deste trabalho a pesquisa-ação. O mapeamento apresenta a valorização da diversidade racial/étnica presente no espaço para inclusão, permanência, aprendizagem e reconhecimento territorial da comunidade quilombola dos Alpes, em Porto Alegre, RS. Discute-se, igualmente, a temática quilombola, especialmente na educação geográfica, para dar visibilidade ao tema como patrimônio cultural afro-brasileiro e sua valorização no ensino de geografia.

Downloads

Publicado

2017-09-28

Como Citar

PIRES, C. L. Z.; DOBAL, W. L. M. O tambor e o território na educação escolar quilombola. Terr@ Plural, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 93–107, 2017. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/10621. Acesso em: 9 ago. 2022.