Pescadores, hidroelétricas e novos ordenamentos territoriais dos rios amazônicos

Autores

  • LUIS AUGUSTO PEREIRA LIMA Universidade Federal de Rondônia http://orcid.org/0000-0003-0390-4315
  • RICARDO GILSON DA COSTA SILVA Universidade Federal de Rondônia

Palavras-chave:

Pescadores, Território, Hidroelétricas

Resumo

 As hidroelétricas representam um dos maiores desafios às comunidades tradicionais ribeirinhas, principalmente quando essas barragens produzem um novo ordenamento territorial dos rios amazônicos. O texto analisa três situações que envolvem pescadores artesanais e a construção, planejamento e operação de hidroelétricas na Amazônia, localizadas nas cidades de Porto Velho (Rondônia), Tucuruí (Pará) e Caracaraí (Roraima). A metodologia qualitativa ateve-se a trabalhos de campo, consulta a referenciais teóricos e sistematizações referentes às problemáticas vivenciadas pelas comunidades de pescadores. Conclui-se que o ordenamento dos rios amazônicos busca impor uma invisibilidade programada aos pescadores e suas comunidades, desconstruindo territórios de vivências culturais para afirmar territórios de mercantilização do capital hidroelétrico. As hidroelétricas continuam a se instalar, mapeando as potencialidades energéticas em territórios tradicionais/culturais definidos nos zoneamentos da Amazônia. A segurança outrora garantida na lei acerca dos territórios das comunidades tradicionais passa agora por uma revisão das áreas protegidas, apontando uma agenda de conflitos socioterritoriais Amazônia brasileira.

Biografia do Autor

LUIS AUGUSTO PEREIRA LIMA, Universidade Federal de Rondônia

Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) - Universidade Federal de Rondônia (UNIR) - Bolsista Capes/LAGET-GTGA/PNCSA. E-mail: aplluis@yahoo.com.br

RICARDO GILSON DA COSTA SILVA, Universidade Federal de Rondônia

Departamento e Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) e Direitos Humanos e Desenvolvimento da Justiça (DHJUS) da UNIR.

Downloads

Publicado

2019-09-21

Como Citar

LIMA, L. A. P.; SILVA, R. G. D. C. Pescadores, hidroelétricas e novos ordenamentos territoriais dos rios amazônicos. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 361–374, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/10876. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos