Monumentos e geografia - uma sistematização

Autores

  • Roberto Lobato Corrêa Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Palavras-chave:

monumentos, espaço, cultura, poder, identidade

Resumo

Este texto é uma reflexão sobre as leituras realizadas por geógrafos na análise de formas simbólicas expressivas do espaço público das cidades visando contribuir para a sistematização do conhecimento a respeito de importante faceta da espacialidade e temporalidade humana. Os estudos geográficos centrados nos significados atribuídos à natureza e às construções humanas compreendem os monumentos urbanos enquanto formas politicamente concebidas, passíveis de interpretações plurais, fruto do tensionamento contínuo das complexas relações entre identidade e espaço e poder.

Biografia do Autor

Roberto Lobato Corrêa, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

(lobatocorrea@uol.com.br) é doutor em Geografia e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atua nas áreas de Geografia Humana, desenvolvendo temas como Rede, Espaço e Região. É líder, juntamente com Zeny Rosendahl (UERJ), do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Espaço e Cultura (NEPEC), responsável pela publicação da revista Espaço e Cultura e da Coleção Geografia Cultural.

Downloads

Como Citar

CORRÊA, R. L. Monumentos e geografia - uma sistematização. Terr@ Plural, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 9–22, 2007. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/1139. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos