Similaridade florística entre as disjunções de cerrado na bacia do alto Tibagi, Paraná

Autores

  • Lia Maris Orth Ritter UEPG
  • Rosemeri Segecin Moro UEPG

Resumo

A região dos Campos Gerais do Paraná apresenta encraves de cerrado disjuntos à Floresta Ombrófila Mista e campos. Visando comparar fragmentos campestres com fácies de cerrado no município de Ponta Grossa com remanescentes desta vegetação em Tibagi foi realizado extenso levantamento catalográfico de publicações botânicas para as áreas, bem como checagens a campo com realização de Avaliação Ecológica Rápida. Foram registradas 344 espécies de cerrado para as oito áreas estudadas, pertencentes a 70 famílias botânicas. Análises multivariadas de similaridade confirmam que os elementos climáticos e a proximidade geográfica são fatores determinantes na similaridade florística entre as áreas.

Biografia do Autor

Lia Maris Orth Ritter, UEPG

Mestranda em Gestão do Território. Bolsista Capes.

Rosemeri Segecin Moro, UEPG

Docente do Mestrado em Gestão do Território

Downloads

Como Citar

RITTER, L. M. O.; MORO, R. S. Similaridade florística entre as disjunções de cerrado na bacia do alto Tibagi, Paraná. Terr@ Plural, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 85–98, 2008. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/1154. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos