Por políticas habitacionais sustentáveis no Rio de Janeiro: materiais não convencionais em interatividade com as particularidades socioambientais do território carioca - Doi: http://dx.doi.org/10.5212/TerraPlural.v.32i1.055065

Autores

  • Lucas Alves Ripper Pontifí­cia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Augusto Cesar Pinheiro da Silva Pontifí­cia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Resumo

As políticas públicas habitacionais na cidade do Rio de Janeiro destacam-se pelos fortes impactos ambientais causados por materiais construtivos produzidos pela indústria pesada.  Estes materiais normatizaram a implementação da “moderna cidade carioca”, desde o inicio do século XX . Neste trabalho busca-se analisar a potencialidade de utilização de bambu como material construtivo local alternativo para a produção de moradias populares destinadas às comunidades de baixa renda em programas habitacionais sustentáveis na cidade. Essa matéria-prima é utilizada na construção de casas populares há 25 anos em programas habitacionais latino-americanos que têm, como diretrizes, um baixo impacto ambiental e baixos custos para o produto final: a casa. O bambu tem um grande potencial de propagação e cultivo no território carioca bem como no Brasil, o que o torna um material fundamental para repensar políticas nos domínios da Mata Atlântica.

Downloads

Como Citar

RIPPER, L. A.; PINHEIRO DA SILVA, A. C. Por políticas habitacionais sustentáveis no Rio de Janeiro: materiais não convencionais em interatividade com as particularidades socioambientais do território carioca - Doi: http://dx.doi.org/10.5212/TerraPlural.v.32i1.055065. Terr@ Plural, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 55–65, 2009. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/1192. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos