ATIVIDADES NOTURNAS NOS PARQUES NACIONAIS DO BRASIL: ASPECTOS CONCEITUAIS E BREVE DIAGNÓSTICO

Autores

Palavras-chave:

Uso público, Visitação noturna, Ecoturismo, Noite

Resumo

: Este artigo aborda aspectos relativos ao turismo e a visitação noturna nos parques nacionais brasileiros e perspectivas ao seu desenvolvimento. Embora os aspectos da gestão da noite estejam mais presentes em ofertas urbanas, é importante identificar as propostas de visitação noturna nos parques nacionais, além de verificar as possibilidades no uso público desses espaços nesse tipo de atividade turística. Dos 72 parques nacionais investigados, apenas dez realizam algum tipo de atividade noturna, desenvolvida como uma proposta inovadora para os visitantes. As atividades mais desenvolvidas são as trilhas, caminhadas e observação de fauna. Contudo, para a consolidação desta alternativa no ecoturismo, é reconhecida pela equipe de gestão desses parques a necessidade de estudos para a criação de diretrizes de visitação noturna em áreas protegidas, de forma a oferecer segurança ao visitante, conservação à área e gestão de qualidade por parte dos organizadores.

Biografia do Autor

Cesar Augusto Kundlatsch, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Geografia - UEPG (2016 - em curso)

Mestre em Gestão do Território - UEPG (2015)

Licenciado em Geografia - UFPR (1995)

Jasmine Cardozo Moreira, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Docente do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Ponta Grossa

Downloads

Publicado

2019-03-22

Como Citar

KUNDLATSCH, C. A.; MOREIRA, J. C. ATIVIDADES NOTURNAS NOS PARQUES NACIONAIS DO BRASIL: ASPECTOS CONCEITUAIS E BREVE DIAGNÓSTICO. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 176–188, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/12196. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos