As inter-relações econômicas no Paraná e novas regionalizações

Autores

  • Alberto Alves da Rocha Doutorando em Geografia na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Servidor Público no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. http://orcid.org/0000-0002-4279-8140
  • Edson Belo Clemente de Souza UEPG

Palavras-chave:

Regionalização, Modelo Gravitacional, Energia elétrica

Resumo

O artigo propõe uma regionalização com viés econômico para o Estado do Paraná, metodologicamente construída e analisada por meio de análise de dados de consumo de energia elétrica através do Quociente Locacional (QL) e dados do PIB médio municipal analisados por Modelo Gravitacional. Assim, para este estudo foram verificados os níveis de centralidade entre os seis mesopolos que compõem as Regiões Intermediárias no Paraná, bem como foram identificadas as inter-relações econômicas municipais que produzem o recorte regional das Regiões Intermediárias propostas pelo IBGE em 2017. Trata-se de um estudo de regionalização dimensionado a partir da identificação de polos econômicos e das áreas por eles polarizadas. Como resultado, foram delimitadas regiões econômicas para o Estado do Paraná com contornos e características diferentes daquelas das regiões estabelecidas pelo IBGE.

Biografia do Autor

Alberto Alves da Rocha, Doutorando em Geografia na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Servidor Público no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária.

Geógrafo. Mestre em Desenvolvimento Regional e Agronegócio e Doutorando em Geografia pela UEPG.

Downloads

Publicado

2019-03-22

Como Citar

ROCHA, A. A. da; SOUZA, E. B. C. de. As inter-relações econômicas no Paraná e novas regionalizações. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 73–92, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/12240. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos