IMAGINÁRIOS E PRÁTICAS DE REPRODUÇÃO SOCIOECOLÓGICA DAS FLORESTAS COMUNITÁRIAS TRADICIONAIS NO BRASIL E CHILE AUSTRAIS.

Autores

  • Nicolas Floriani Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG, Brasil
  • Juan Carlos Skewes Universidad Alberto Hurtado
  • Victória Castro Universidad Alberto Hurtado
  • Ancelmo Schörner Universidade Estadual Centro-Oeste, Departamento de História, Paraná, Brasil.

Palavras-chave:

regimes de natureza, saberes e práticas, populações rurais tradicionais.

Resumo

Este texto tem como objetivo central discutir as representações coletivas e as práticas culturais de reprodução socioecológica das florestas-bosques de comunidades rurais tradicionais de regiões austrais do Brasil e do Chile. O capital cultural da agrobiodiversidade ligado às práticas florestais remete às escalas temporais e espaciais comuns traduzidas por dimensões mitopráticas ressignificadas pelo cotidiano das comunidades estudadas. A interpretação dos distintos regimes de natureza territorializados nas regiões estudadas desvelam modernidades múltiplas que expressam hibridismos entre práticas e saberes locais e científicos que se imbricam na paisagem e apontam para formas alternativas de habitar e reproduzir naturalidades distintas.

Downloads

Publicado

2019-03-22

Como Citar

FLORIANI, N.; SKEWES, J. C.; CASTRO, V.; SCHÖRNER, A. IMAGINÁRIOS E PRÁTICAS DE REPRODUÇÃO SOCIOECOLÓGICA DAS FLORESTAS COMUNITÁRIAS TRADICIONAIS NO BRASIL E CHILE AUSTRAIS. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 240–263, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/12941. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Ensaios