ANÁLISE DOS ESPAÇOS LIVRES PÚBLICOS EM CAMPINA GRANDE, PB, BRASIL: PROBLEMÁTICAS E POTENCIALIDADES

Autores

Palavras-chave:

artigo

Resumo

O crescimento físico e populacional das cidades médias brasileiras tem sido marcado por sua expansão periférica, resultando em um ponto urbano descontínuo com grande disparidade social, demográfica e econômica. Dessa forma, esse estudo identificou espaços livres em diferentes áreas da cidade de Campina Grande e analisou os locais com potencial para futuras intervenções que equilibrem a má distribuição dos espaços livres de uso público entre os bairros. Propõe-se refletir sobre a importância da produção desses espaços na configuração urbana a partir das problemáticas e potencialidades. A partir dos resultados obtidos, observou-se que importantes áreas estão sem as devidas proteções legais por parte das legislações urbanística e ambiental. Diante da atual frente direcionada para a intensa produção imobiliária, aliada à não proteção de tais áreas poderão fortalecer uma nova amplificação urbana que promoverá diversos impactos negativos, em detrimento do absentismo de políticas fundiárias e ambientais e das relações e estímulos entre agentes públicos e privados. Tais fatores influenciarão na abjunção urbana descontínua, no adensamento construtivo, na ameaça de áreas ambientalmente frágeis e na má qualidade de vida da população.

Biografia do Autor

Luiz Ricardo Sales, Universidade Federal de Campina Grande/UFCG

Departamento de Construções Rurais e Ambiência, Centro de Ciência e Tecnologia de Recursos Naturais

Downloads

Publicado

2019-12-18

Como Citar

SALES, L. R. ANÁLISE DOS ESPAÇOS LIVRES PÚBLICOS EM CAMPINA GRANDE, PB, BRASIL: PROBLEMÁTICAS E POTENCIALIDADES. Terr@ Plural, [S. l.], v. 14, p. 1–21, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/13297. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Cidades Médias de Hoje e do Futuro v.II - artigos