Cidades biofílicas inteligentes: Um estudo sobre diretrizes deste conceito aplicado a cidades médias

Autores

  • Luan da Silva Klebers Universidade Federal de Santa Maria http://orcid.org/0000-0001-5240-294X
  • Luis Guilherme Aita Pippi Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

cidades inteligentes, cidades resilientes, planejamento urbano.

Resumo

 A temática de cidades inteligentes é tratada como uma forma de compreender o planejamento urbano e traçar novas perspetivas para que, através da plena utilização tecnológica, sejam buscadas melhorias para o cotidiano. No entanto, de forma errônea por muitas vezes, se segrega a ‘inteligência’ da relação ecossistêmica da sociedade com a natureza. A cidade é vital, dinâmica e democrática, oriunda da relação simbiótica de coexistência dos meios antrópico e natural, exigindo multifuncionalidade e dinâmica de seus usuários. Este trabalho é uma breve reflexão acerca de cidades biofílicas inteligentes analisando cidades médias sob a ótica de cidades resilientes, e sua aplicabilidade conceitual.

Biografia do Autor

Luan da Silva Klebers, Universidade Federal de Santa Maria

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo na Universidade Federal de Santa Maria (PPGAUP-UFSM) na linha de pesquisa em Tecnologias e Sustentabilidade do Ambiente Construído. Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) Campus de Frederico Westphalen em 2019. Integrante do Grupo de Pesquisa CNPq AUTEC - Arquitetura, Urbanismo, Tecnologia e Conforto Ambiental – pela URI, desde 2014, na linha de pesquisa Taller em Arquitetura e Urbanismo: Metodologia Humana e Cidadã. Código ORCID sob número 0000-0001-5240-294X.

Luis Guilherme Aita Pippi, Universidade Federal de Santa Maria

Atualmente é Professor Adjunto Efetivo no Curso de Arquitetura e Urbanismo (CAU) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Coordenador do Núcleo Santa Maria do Grupo de Pesquisa Nacional em Paisagismo QUAPÁ-SEL III. Possui Doutorado em Philosophy - Design - NCSU, CAPES/Fulbright (2009-2013), Dep. Landscape Architecture, College of Design, NC State University, Raleigh, EUA, o qual tem trabalhalhou temporariamente como Research Assistant e Teacher Assistant. Doutor em Arquitetura e Urbanismo (Paisagem e Ambiente) pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Possui mestrado em Arquitetura e Urbanismo na Linha de Pesquisa em Desenho Urbano e Paisagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Arquitetura Paisagística, Desenho Urbano e Paisagem, Ecologia e Planejamento da Paisagem e Projetos de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: Paisagem e Ambiente, Planejamento Ecológico da Paisagem, Planejamento Urbano e Ambiental, Sistema de Espaços Livres, Planejamento dos Espaços Livres, Planejamento e Projetos dos Espaços Públicos Intraurbanos, Unidades de Conservação, Parques Ecológicos, Redes Ecológicas, Infraestrutura Verde, Corredores Verdes (Greenways), Pista Multiuso, e Redes Sociais.

Downloads

Publicado

2019-10-10

Como Citar

KLEBERS, L. da S.; AITA PIPPI, L. G. Cidades biofílicas inteligentes: Um estudo sobre diretrizes deste conceito aplicado a cidades médias. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 434–445, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/13437. Acesso em: 14 ago. 2022.