Avaliação da qualidade das áreas verdes urbanas de Ponta Grossa, PR, Brasil

Autores

  • Dulcina de Aquino Hernandez de Oliveira Queiroz Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Silvia Méri Carvalho

Palavras-chave:

Planejamento urbano, Função Ambiental, Função Social, Função Estética

Resumo

As áreas verdes têm sido apontadas como elementos fundamentais para sustentabilidade na área urbana, funcionando não somente como amenidades físicas, mas também como elementos de valorização espacial. No entanto, considera-se que sua simples presençanão é suficiente para atender as necessidades dos habitantes. Este artigoapresenta uma metodologiapara avaliarde forma qualitativa as áreas verdes em área urbana, por meio de um índice composto - IQAVU, que considera três sub índices: Função Ambiental, Função Social e Função Estética. Cada sub índice congrega três indicadores que permitem traçar o perfil das áreas verdes, apontando as suas fragilidades e possíveis áreas intervenção.O resultado de 0.38 para oIQAVU da cidade de Ponta Grossa apontou para a baixa qualidade destes espaços (ambiental=0.21; social=0.57; estética=0.45). Porém, mais que o significado de um valor numérico, a potencialidade deste índice para o planejamento urbano reside na identificação da função que está mais debilitada, neste caso, a função ambiental.

Downloads

Publicado

2019-09-25

Como Citar

QUEIROZ, D. de A. H. de O.; CARVALHO, S. M. Avaliação da qualidade das áreas verdes urbanas de Ponta Grossa, PR, Brasil. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 217–236, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/13451. Acesso em: 30 set. 2022.