Tafofácies e Correlação Estratigráfica de Afloramentos Devonianos na Região Nordeste do Estado do Paraná, Brasil

Autores

Palavras-chave:

Bacia Paraná, fácies sedimentares, Tafonomia

Resumo

A região nordeste do estado do Paraná ainda é pouco conhecida em seus aspectos paleontológicos e estratigráficos. Este trabalho enfocou afloramentos devonianos localizados em Arapoti e Piraí do Sul e buscou o reconhecimento das fácies sedimentares e a definição de tafofácies com a intenção de interpretação paleoambiental e de correlação estratigráfica. Foram identificadas três diferentes fácies que representamambientes do shoreface ao offshore, e foram definidas três tafofácies: T1 caracteriza os ambientes mais proximais e destrutivos; T2 representa ambientes de shoreface inferior; T3, originada no offshore. A base da seção é correlacionada com os momentos iniciais do Devoniano, Formação Ponta Grossa, Sequência Siluro-Devoniana (Neopraguiano-Eoemsiano) devido ao contato visível com arenitos da Formação Furnas. Já o topo é posicionado na Formação São Domingos pela presença de microfósseis, Sequência Devoniana I (Neoemsiano-Eoeifeliano).

Downloads

Publicado

2021-12-23

Como Citar

MYSZYNSKI JUNIOR, L. J.; BOSETTI, E. P.; BORGHI, L.; SCHEFFLER, S. M.; SEDORKO, D.; MENDLOWICZ MAULLER, P.; GOLTZ, G. Tafofácies e Correlação Estratigráfica de Afloramentos Devonianos na Região Nordeste do Estado do Paraná, Brasil . Terr@ Plural, [S. l.], v. 15, p. 1–16, 2021. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/19466. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático Palaios 20 anos – Paleontologia Estratigráfica