A utilização do SIG Web Vicon como ferramenta de comunicação de risco e desastre

Autores

  • Murilo Noli Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
  • Fabiane Acordes Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná (CEPDEC-PR)

Palavras-chave:

Sistemas de Informação Geográfica, Gestão de riscos, Desastres, Comunicação, Sistemas de comunicação de emergência

Resumo

A gestão de risco e desastres envolve grande quantidade de dados que precisam ser coletados, tratados e analisados, a fim de se transformar em informação que resulte em medidas eficazes de redução de riscos e prejuízos. Assim, este estudo pretende descrever como os macroprocessos da gestão de riscos e desastres são apoiados pela utilização de Sistemas de Informação Geográfica na plataforma Web (Web Gis), com o uso do SIGweb VICON como alternativa de aprimoramento das ações de gestão de risco e de desastres, especialmente no âmbito da avaliação e comunicação de risco de desastres pelos órgãos de proteção e defesa civil no Brasil. O aporte de informações que a ferramenta fornece para a identificação, monitoramento das ameaças, ações de resposta e caracterização das populações vulneráveis, torna o VICON um instrumento com alto potencial para apoio na redução dos impactos causados pelos desastres.

Biografia do Autor

Murilo Noli, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Graduação em Geografia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Mestrado em Gestão Urbana pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Doutorando em Gestão Urbana pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Fabiane Acordes, Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná (CEPDEC-PR)

Geóloga (UFPR)

Especialiazação em Gestão Ambiental (Instituto Souza), em Proteção e Defesa Civil (São Braz)

Mestre em Desastres Naturais (UFSC).

Downloads

Publicado

2022-05-16

Como Citar

NOLI DA FONSECA, M.; ACORDES , F. A. A utilização do SIG Web Vicon como ferramenta de comunicação de risco e desastre. Terr@ Plural, [S. l.], v. 16, p. 1–13, 2022. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/19892. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos