Sertão e civilização do Paraná: Análise do fator territorial na colonização dos Campos de Palmas - DOI: 10.5212/TerraPlural.v.5i1.0006

Autores

  • Roberto Luiz Pocai Filho UEPG

Palavras-chave:

Indígenas. Território. Colonização. Campos de Palmas.

Resumo

Este artigo trabalha diversas fontes, sobretudo correspondências sobre o primeiro período da colonização dos Campos de Palmas (1809-1869). Nesses documentos, muitas vezes o homem branco utiliza-se do discurso para desprestigiar o referido território, assim como a forma de vida das populações ali residentes, ou seja, os Kaingang, Guarani e Xocleng. Dessa forma, utilizando a metodologia de análise de conteúdo, recortamos do discurso palavras que descrevem essas terras, entre elas estão “terras abandonadas”, “sertão”, “mato” e “selvageria”. A desvalorização do território se torna uma estratégia por parte das autoridades colonizadoras em justifi car o processo colonial.

Downloads

Publicado

2011-11-05

Como Citar

POCAI FILHO, R. L. Sertão e civilização do Paraná: Análise do fator territorial na colonização dos Campos de Palmas - DOI: 10.5212/TerraPlural.v.5i1.0006. Terr@ Plural, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 75–84, 2011. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/2470. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos