O Ferroviário como patrimônio cultural intangível -DOI: 10.5212/TerraPlural.v.5i1.0009

Autores

  • Viviane Regina Caliskevstz UEPG

Palavras-chave:

Patrimônio cultural.Ferroviário.Memória.Patrimônio vivo.

Resumo

Este ensaio faz parte de estudos preliminares que tem o intuito de pesquisar o papel do trabalhador ferroviário paranaense enquanto parte integrante do acervo patrimonial ferroviário brasileiro, de forma a compreender o seu papel na representatividade simbólica que a ferrovia tem diante da sociedade. Essa participação sugere, portanto, o seu entendimento enquanto um “Patrimônio vivo da sociedade”. Para alcançar esse objetivo é necessário compreender as diferentes abordagens sobre a constituição do conceito de patrimônio cultural.

Biografia do Autor

Viviane Regina Caliskevstz, UEPG

Possui graduacão em Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual do Centro Oeste - UNICENTRO (2008). Tem experiências nas áreas de Geociências: clima e saúde; clima e territorio; estudos tecnicos em comunidades rurais e tradicionais. Mestranda em Geografia pelo programa Gestão em Território, pela UNiversidade Estaual de Ponta Grossa - UEPG, com estudos nas áreas de Geografia Humana e Cultural, relativos ao Patrimônio Ferroviario Paranaense.

Downloads

Publicado

2011-11-05

Como Citar

CALISKEVSTZ, V. R. O Ferroviário como patrimônio cultural intangível -DOI: 10.5212/TerraPlural.v.5i1.0009. Terr@ Plural, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 121–136, 2011. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/2725. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Ensaios