ESPAÇO, ATENDIMENTO DE SAÚDE E SEXUALIDADES SEGUNDO A VIVÊNCIA TRAVESTI EM PONTA GROSSA - PARANÁ

Autores

  • Marcia Tobias Carneiro UEPG - GETE
  • Marcio Jose Ornat UEPG - GETE

Palavras-chave:

Espaço, Travestilidade, Atendimento de Saúde, Sexualidade.

Resumo

Esta discussão problematiza a relação entre espacialidades, atendimento de saúde e sexualidades, segundo a vivência travesti na cidade de Ponta Grossa – Paraná. Considerando que o espaço é constituído por inter-relações, esfera da multiplicidade e sempre em construção, evidenciamos que as vivências espaciais também são realizadas por pessoas que extrapolam a linearidade entre sexo, gênero e desejo. Contudo, a análise de entrevistas realizadas com oito travestis apontam que as espacialidades da saúde colocam-se enquanto interditadas a vivência deste grupo. A Ciência, além de ser uma atividade histórica e sociológica, é também uma atividade política. Portanto, a problematização deste fenômeno ancora-se na demanda da efetivação das políticas públicas, a partir de práticas de atendimento orientadas pela equidade e pelo respeito às diferenças.

Biografia do Autor

Marcia Tobias Carneiro, UEPG - GETE

Possui graduação em Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2008). Especialista em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2011). Mestranda do curso de Pós-graduação em Geografia, Mestrado em Gestão do Território, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2012-2014). Está atuando como Professora Formadora no curso de Licenciatura em Geografia à distância, pelo programa Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Marcio Jose Ornat, UEPG - GETE

Doutor em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (UFRJ - 2011); Mestre em Gestão do Território pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (UEPG - 2008); Licenciado e Bacharel em Geografia (UEPG - 2005); É membro da equipe técnica responsável pelo site http://www.gete.net.br/; Desde o ano de 2011 é um dos coordenadores do Grupo de Estudos Territoriais (GETE) e do Grupo de Estudos Territoriais da UNICENTRO; Compõe: a equipe de coordenação da Rede de Estudos de Geografia e Gênero da América Latina (https://sites.google.com/site/reggsal/); a mesa editorial da Revista Latino - Americana de Geografia e Gênero (http://www.revistas2.uepg.br/index.php/rlagg). Tem desenvolvido reflexões relacionadas as interseccionalidades entre espacialidades, gênero e sexualidades.

Downloads

Publicado

2014-12-11

Como Citar

CARNEIRO, M. T.; ORNAT, M. J. ESPAÇO, ATENDIMENTO DE SAÚDE E SEXUALIDADES SEGUNDO A VIVÊNCIA TRAVESTI EM PONTA GROSSA - PARANÁ. Terr@ Plural, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 203–223, 2014. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/5759. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos