BIOGEOGRAFIA DE FORMAÇÕES VEGETAIS: CONDICIONANTES DE UM ENCRAVE VEGETACIONAL (CAMPO DO VELUDO). PARQUE ESTADUAL DO RIO TURVO, BARRA DO TURVO, SP.

Autores

  • Gustavo Luis Schacht Universidade de São Paulo

Resumo

O Parque Estadual do Rio Turvo (PERT) localiza-se no extremo sul do estado de São Paulo. Nesta região protegida, encontra-se o Campo do Veludo, uma formação fisionômica e floristicamente diferente da flora dominante. A espécie predominante no local é o Psidium cattleianum, em forma nanificada, com até 1,40 metros de altura. O presente estudo teve como objetivo levantar dados florísticos e pedológicos iniciais da área e propor a motivação para tal manter-se no local. Desta forma, depreende-se que a formação do campo do veludo apresenta grande controle edáfico, além de que o local em que se insere colabora para a manutenção desta formação vegetal. Sugere-se a classificação da área como Relíquia/Encrave de vegetação nanificada sobre Quartzito.

Biografia do Autor

Gustavo Luis Schacht, Universidade de São Paulo

Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá, Mestre em Geografia pela Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Rio Claro e Doutorando em Geografia Física pela Universidade de São Paulo - USP. Trabalha com Geografia Física, e tem experiência em Biogeografia e Meio Ambiente.

Downloads

Publicado

2017-10-26

Como Citar

SCHACHT, G. L. BIOGEOGRAFIA DE FORMAÇÕES VEGETAIS: CONDICIONANTES DE UM ENCRAVE VEGETACIONAL (CAMPO DO VELUDO). PARQUE ESTADUAL DO RIO TURVO, BARRA DO TURVO, SP. Terr@ Plural, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 47–60, 2017. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/7017. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos