A QUESTÃO AGRÁRIA E A EVOLUÇÃO DO DESFLORESTAMENTO NO ASSENTAMENTO RONCAUTO, EM CORUMBIARA, RONDÔNIA UM RECORTE TEMPORALESPACIAL COM O USO DE IMAGENS LAND

Autores

  • Marcel Eméric Bizerra de Araújo Instituto Federal de Rondônia IFRO
  • Cassiely Betez

Resumo

O Brasil tem evoluído bastante quanto à resolução de problemas históricos como a questão agrária (estrutura fundiária) e a contenção do desmatamento. Os projetos de assentamento criados pelo governo federal e executados pelo INCRA têm tentado sanar a dificuldade de acesso à terra por parte de muitos, desde as décadas de 1970 e 1980, em nível nacional, em particular, no Estado de Rondônia. Projetos implantados sem critérios ambientalmente corretos, no entanto, colocaram o maior bioma tropical em risco, devido aos altos índices de desflorestamento que ocorrem desde então. O presente trabalho teve como objetivo fazer uma breve análise da evolução da mancha do desflorestamento em um dos vários Projetos de Assentamento (PAs) existentes em Rondônia, o Assentamento Roncauto, no Município de Corumbiara, no sul do Estado. Cruzando-se as imagens orbitais do sensor TM (LANDSAT 5) com dados referentes ao avanço da área plantada de soja na região, identificou-se o rápido avanço da supressão da cobertura florestal no Assentamento de 1985 a 2010.

Downloads

Publicado

2015-10-10

Como Citar

DE ARAÚJO, M. E. B.; BETEZ, C. A QUESTÃO AGRÁRIA E A EVOLUÇÃO DO DESFLORESTAMENTO NO ASSENTAMENTO RONCAUTO, EM CORUMBIARA, RONDÔNIA UM RECORTE TEMPORALESPACIAL COM O USO DE IMAGENS LAND. Terr@ Plural, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 56–73, 2015. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/8104. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos