A INSERÇÃO GEOECONÔMICA SUL-MATO-GROSSENSE NOS MERCADOS GLOBAIS PRODUÇÃO DE COMMODITIES

Autores

  • Cristovão Henrique Ribeiro da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Prefeitura Municipal de Três Lagoas
  • Edima Aranha Silva

Resumo

Muito tem-se falado nos moldes da industrialização brasileira contemporânea. Porém, poucos geógrafos têm debatido uma questão que se apresenta como a espinha dorsal da indústria brasileira nesse início de século - Política Industrial e Geoeconomia – mas o que nos chama atenção nesse debate é a dimensão territorial delas. Evidentemente, políticas industriais não produzem indústria, todavia elas detêm uma interferência significativa na organização e gestão do território. Eis ousada tentativa desse texto de salientar a dimensão territorial das políticas industriais brasileiras e contextualizar Mato Grosso do Sul nesse panorama de industrialização onde as transnacionais tem papel importante na redefinição do uso do território no interior do país

Biografia do Autor

Cristovão Henrique Ribeiro da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Prefeitura Municipal de Três Lagoas

Doutor em Geografia pela Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD (2016); Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS (2013); Graduado em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS (2010); e cursa Bacharelado em Relações Internacionais pela UNINTER - Centro Universitário Internacional (2016). Atualmente é Diretor do Departamento de Indústria e Comércio na Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal de Três Lagoas (2016); Professor voluntário no curso de Geografia da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2016) e Professor colaborador do Laboratório de Estudos Urbanos e do Território - LETUR da mesma instituição. Entre os anos de 2011 a 2014 foi Professor voluntário do curso de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, e, em 2015 foi Professor Auxiliar, Nível I. Tem experiência na área de Geografia com ênfase em Geografia Econômica atuando principalmente nos seguintes temas: Geoeconomia, Política Industrial Brasileira, Estruturas Produtivas, Comércio Exterior, Cadeias Produtivas Globais de Commodities, Desenvolvimento Industrial e Desenvolvimento Regional. 

Edima Aranha Silva

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1976) e em Pedagogia - FECLU (1981). Mestrado em Geografia - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992) e Doutorado em Geografia - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002). Professora Efetiva, Classe Professor Associado da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Docente e Orientadora na Pós-graduação Mestrado em Geografia, na Graduação e Iniciação Científica CNPq/UFMS, Líder do Grupo de Pesquisa "Espaço Urbano e Produção do Território/CNPq/UFMS"; Membro do Grupo de Pesquisa Estudos Fronteiriços - GEF/CNPq-UNIOESTE/PR; Coordenadora do LETUR - Laboratório de Estudos Urbanos e do Território; Projetos de Pesquisa "A dinâmica sócio-espacial e as novas centralidades em Três Lagoas-MS" fomento CNPq; "Industrialização e Dinâmica territorial em Três Lagoas-MS: limites e possibilidades" FUNDECT/MS; Rede urbana de Mato Grosso do Sul: estrutura e dinâmica territorial; linhas de pesquisa: Dinâmicas Territoriais no Campo e na Cidade; Espaço Urbano e Turismo, Rede Urbana, Desenvolvimento Regional. Tutora do PET/Geografia/UFMS - Programa de Educação Tutorial. Membro da CTAA- Comissão Técnica de Acompanhamento e Avaliação - Área de Ciências Humanas/INEP/MEC. Membro da Comissão Assessora ENADE/INEP/MEC - Área de Geografia. Membro da Comissão Nacional de Avaliação do PET/SESU/MEC - Área de Ciências Humanas. Membro da Diretoria da CENAPET biênio 2012-2014

Downloads

Publicado

2017-12-19

Como Citar

RIBEIRO DA SILVA, C. H.; ARANHA SILVA, E. A INSERÇÃO GEOECONÔMICA SUL-MATO-GROSSENSE NOS MERCADOS GLOBAIS PRODUÇÃO DE COMMODITIES. Terr@ Plural, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 230–243, 2017. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/9479. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos