Contorno Norte: reflexos da obra sobre o Conjunto Habitacional Requião em Maringá, PR, Brasil

Autores

Palavras-chave:

Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Espaço Urbano, Estatuto da Cidade.

Resumo

Este estudo analisou os reflexos da construção do Contorno Norte para os moradores do Conjunto Habitacional Requião na cidade média de Maringá, realizada com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A intervenção viária trouxe consequências negativas para a população residente com a alteração no projeto inicial. Atrasos na execução, a falta de adaptabilidade às transformações locais e a não participação popular no processo de decisão sobre a construção da obra, conforme dita a lei para obras de grande impacto, são apontados como fatos resultantes da construção do Contorno. A obra se relacionou mais com os interesses em criar novos espaços de atuação do mercado imobiliário e privilegiar projetos idealizados pelo Poder Público.

Biografia do Autor

Tatiana Kaori Abe, Universidade Estadual de Maringá

Graduada em Administração pela Universidade Estadual de Maringá.

Priscilla Borgonhoni Chagas

Professora Adjunta do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá. Doutora em Administração, na área de concentração Estudos Organizacionais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Administração pela Universidade Estadual de Londrina. Graduada em Administração pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente seus trabalhos de pesquisa envolvem os estudos organizacionais em temas como desenvolvimento, territórios e territorialidades e processos alternativos de organização. Em termos metodológicos, suas pesquisas são desenvolvidas predominantemente por meio de perspectivas qualitativas de análise.

Downloads

Publicado

2019-10-10

Como Citar

ABE, T. K.; CHAGAS, P. B. Contorno Norte: reflexos da obra sobre o Conjunto Habitacional Requião em Maringá, PR, Brasil. Terr@ Plural, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 296–312, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/9926. Acesso em: 1 out. 2022.