Juizado de Violência contra a Mulher de Ponta Grossa: contextualizando a realidade e desvelando possibilidades de atuação (Court violence against women tip thick: contextualizing the reality...) Doi: 10.5212/Emancipacao.v.16i1.0005

Conteúdo do artigo principal

Bruna Woinorvski de Miranda
Alessandra Pimentel Munhoz do Amaral
Katriny Renosto Lazarin

Resumo

Resumo: Além de promover um apanhado teórico acerca da questão da violência contra a mulher, o presente artigo apresenta uma pesquisa por amostragem realizada em processos eletrônicos de Medidas Protetivas de Urgência do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da comarca de Ponta Grossa, cujos dados permitiram traçar o perfil das vítimas e dos agressores, bem como mapear as ocorrências de violência contra a mulher na cidade. Tal estudo possibilitou o reconhecimento da realidade institucional e das demandas atinentes ao Juizado, levando a reflexões que desvelam intervenções condizentes com a realidade e necessidades da população atendida.

Palavras-chave: Violência. Mulher. Vara Criminal.

Abstract: Apart from promoting a theorical summary about question of violence against women, this article presents a sample research conducted in eletronic processes of restraining urgency orders of Domestic and Family Violence against women Court of Ponta Grossa, whose data allow to profile victims and offenders, as well as mapping the occurences of violence against women in this city. Such work, hás enabled the recognition of reality institutional and demands relating to court, taking the reflexion that reveal consistence interventions with reality and the population served needs.

Keywords: Violence. Woman. Criminal Court.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MIRANDA, B. W. de; MUNHOZ DO AMARAL, A. P.; LAZARIN, K. R. Juizado de Violência contra a Mulher de Ponta Grossa: contextualizando a realidade e desvelando possibilidades de atuação (Court violence against women tip thick: contextualizing the reality...) Doi: 10.5212/Emancipacao.v.16i1.0005. Emancipação, Ponta Grossa - PR, Brasil., v. 16, n. 1, p. 81–94, 2016. DOI: 10.5212/Emancipacao.v.16i1.0005. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/emancipacao/article/view/8034. Acesso em: 21 jul. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Bruna Woinorvski de Miranda, Tribunal de Justiça do Estado do Paraná - Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Bacharel em Serviço Social pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG (2009). Pós-graduanda em Acolhimento Institucional e Familiar pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC/PR, em Intervenção Sociocultural pela Universidade Estadual do Centro-oeste do Paraná - Unicentro e em Gestão em Saúde pela Universidade Federal do Paraná - UFPR. Especialista em Gestão de Organizações Públicas pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2011) e Especialista em Gestão Pública Municipal pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG (2011). Atualmente é Analista Judiciária/Assistente Social no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná - TJ/PR, com atuação no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Vara de Crimes contra Crianças, Adolescentes e Idosos e de Execução de Penas e Medidas Alternativas.

Alessandra Pimentel Munhoz do Amaral, Tribunal de Justiça do Estado do Paraná - Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Juíza de Direito Titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Ponta Grossa.

Katriny Renosto Lazarin, Tribunal de Justiça do Estado do Paraná - Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Acadêmica do Curso de Bacharelado em Serviço Social da Universidade Estadual de Ponta Grossa, estagiária do Juizado de Violência contra a Mulher de Ponta Grossa.