O ensino da escrita alfabética nos critérios de avaliação do PNLD (1998-2016): Que conhecimentos e habilidades eram contemplados?

Resumo

Este artigo apresenta resultados de um estudo que visou a analisar os critérios de avaliação de livros ou coleções de alfabetização, instituídos no período de 1998 a 2016, no âmbito do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). O foco foram os conhecimentos e as habilidades relativos ao sistema de escrita alfabética contemplados nesses critérios nos Guias de Livros Didáticos. Os resultados evidenciaram: as duas primeiras edições do Programa continham poucos critérios relativos a esse eixo de ensino, enquanto as seguintes apresentaram, progressivamente, uma ampliação do número e da variedade de critérios e de conhecimentos/habilidades avaliados. Concluiu-se que, inicialmente, pareceu existir certa contribuição do Programa para a “desinvenção da alfabetização” no Brasil, mas assistiu-se, a partir de 2010, a uma busca gradativa de maior conciliação entre o ensino do sistema de escrita e as práticas de leitura e produção de textos de diferentes gêneros escritos, na perspectiva de alfabetizar letrando.

Palavras-chave: Ensino da escrita alfabética. Livros de alfabetização. Avaliação de livros didáticos. PNLD.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alexsandro da Silva, Universidade Federal de Pernambuco

Professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Doutor em Educação.

Artur Gomes de Morais, Universidade Federal de Pernambuco

Professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Doutor em Psicologia.

Publicado
2021-06-01