Gestão privada das escolas públicas – percepções de docentes portugueses

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/retepe.v.9.22574.001

Resumo

O envolvimento do setor privado na prestação de serviços públicos, associado à modernização da administração pública, originou diversas Parcerias Público Privadas. Destas parcerias em Educação, destacam-se as charter schools, dos Estados Unidos, um modelo de escola pública gerida por entidades privadas. O XIX Governo Constitucional de Portugal, em 2013, apresentou uma proposta semelhante denominada “escolas independentes” que acabou por não ser implementada em virtude da mudança de ciclo político em 2015. Este estudo pretende retomar o debate sobre essa proposta e analisar as percepções de docentes portugueses sobre a gestão privada das escolas públicas, em relação às suas vantagens e desvantagens. Trata-se de estudo de natureza mista predominantemente quantitativo. Da análise de dados, recolhidos através de inquérito por questionário aplicado nacionalmente, concluiu-se que 75% dos participantes discordam da atribuição da gestão de escolas públicas ao setor privado; a autonomia pedagógica para a definição de projetos educativos adaptados à comunidade é a vantagem mais valorizada; o aumento da corrupção financeira e da segregação estão entre as desvantagens mais preocupantes.

Palavras-chave: Gestão da Escola Pública. Privatização. Portugal.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mariline Grangeia Santos, Universidade de Aveiro

Universidade de Aveiro, Mestre em Ciências da Educação, bolseira de doutoramento financiada pelos Fundos Nacionais através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), no âmbito do projeto com a referência 2020.04476.BD.

António Augusto Neto-Mendes, Universidade de Aveiro

Universidade de Aveiro, Doutorado em Ciências da Educação, Professor Associado do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro (Portugal) e investigador do CIDTFF.

Downloads

Publicado

2024-01-08

Como Citar

SANTOS, M. G.; NETO-MENDES, A. A. Gestão privada das escolas públicas – percepções de docentes portugueses. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, [S. l.], v. 9, p. 1–22, 2024. DOI: 10.5212/retepe.v.9.22574.001. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/22574. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artículos