Análise do discurso em processos-crimes contra a honra Mallet-Pr (1953-1974)

Resumo

Essa pesquisa trata-se de uma análise de crimes considerados contra honra feminina, sendo eles: defloramento, estupro e sedução que foram praticados na cidade de Mallet-Pr. Indaga-se como estes constroem discursos moralizantes e normativos acerca da mulher e sua feminilidade aceitável e que transformam as vítimas em rés julgadas por suas ações.

Biografia do Autor

Dhyandra Montani Schactai (UNICENTRO), Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná - UNICENTRO

Tem experiência na área de História. Sendo graduada pela UNICENTRO em 2017. Foi bolsista pela CAPES do Programa Instituição de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) entre os anos 2016 e 2017. Atualmente é aluna regular do Programa de Pós-Graduação em História e Regiões da UNICENTRO. Possuindo pós-graduação em Ensino Religioso pela Faculdade São Luís e pós-graduação em Ensino Lúdico pela mesma instituição. Atualmente, cursa ainda segunda Licenciatura em Pedagogia pela Instituição UNOPAR. Suas pesquisas são relacionadas a área de gênero, especificamente analisando processos-crimes de aborto e infanticídio.

Referências

GRAVON, Eva L. Mulher Honesta sente desejo? Revista Esboços, Florianópolis, v.9, nº. 9, p. 105-116, 2001.

LOURO, G, L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Rio de Janeiro, Vozes, 2004.

MACHADO, L, Z. Masculinidades e violência - gênero e mal-estar na sociedade contemporânea. In: SCHPUN, Mônica Raisa (Org.). Masculinidades. São Paulo: Boitempo Editorial; Santa Cruz do Sul, Edunisc, 2004.

MACHIESKI, E, S. Consequências do abraço sexual fora do matrimônio - seduções e defloramentos na Região Carbonífera na década de 1950. Revista do tempo presente, v.9, nº20, p. 344-357, São Paulo: 2012.

MARCH, K, C. de. Da virgindade ao estigma. Guarapuava, Revista Guairacá, nº 25, p.103-120, 2009.

__________. Jogos de luzes e sombras: processos criminais e subjetividades masculinas no Paraná dos anos 1950. Curitiba. Tese (Doutorado em História). Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

MEDEIROS, D, C. e MOREIRA, A. Do Crime de Sedução. São Paulo/Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1967.

NORONHA, E. Direito Penal. 17ª ed. São Paulo: Saraiva 1984. v.3.

ORTNER, S. Está a mulher para o homem assim como a natureza está para a cultura. In: ORTNER, S. A mulher, a cultura e a sociedade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

RAGO, M. Os prazeres da noite: prostituição e códigos da sexualidade feminina em São Paulo (1889-1930). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008.

RODRIGUES, A da R. Honra e Sexualidade infanto-juvenil na cidade de Salvador, 1940-1970. Salvador. Tese (Doutorado em História). Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

RODRIGUES, M. A década de 50: populismo e metas desenvolvimentistas no Brasil. São Paulo, Ática, 2003.

SALDANHA, T. Violência jurídica e intencionalidade feminina em crimes sexuais: Guarapuava 1940-1944. São Paulo Tese (Doutorado em História). UNESP, 2008.

SARTORI, G, R. Crimes de defloramento - entre práticas e representações do discurso jurídico. São Paulo, Revista LEVS, nº 4, 2009.

SILVA, C. Defesa da honra em Londrina: crimes de sedução (1940-1970). Londrina: Anais II Simpósio Gênero e Políticas Públicas, 2011.

SOLNIT, R. Homens culpam mulheres desde Adão e Eva (entrevista). O Estado de São Paulo. 05 de Agosto de 2017. Disponível em: alias.estadao.com.br/noticias/geral,homens-culpam-mulheres-desde-adao-e-eva-diz-historiadora-rebecca-solnit,70001921556

VANINI, I. A. História, sexualidade e crime: imigrantes e descendentes na região colonial italiana do Rio Grande do Sul (1938/1958). Porto: PUCRS, 2008.

WELZER-LANG, D. A construção do masculino: dominação das mulheres e homofobia. Revista Estudos Feministas, v. 9, n. 2, 2001.

WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, T. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 4ª ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

Publicado
2021-05-04
Seção
Artigos | Articles | Artículos