Do movimento concreto ao clipoema

a poética na história da arte brasileira

Resumo

Clipoemas são obras de arte que inter-relacionam as linguagens sonora, verbal e visual. Têm origem em poemas Concretos e Neoconcretos e potencializam a produção multimidiática contemporânea. O artigo contextualiza historicamente o Movimento Concreto e o Neoconcreto que surgem no Brasil nos anos 1950, com o intuito de explicitar características singulares da produção de Clipoemas na década de 1990.

Palavras-chave: Clipoemas. Concretismo. Neoconcretismo. Cultura visual. História da arte.

Biografia do Autor

Thaiane de Toledo (UNESPAR), Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR

Mestranda em Cinema e Artes do Vídeo pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Graduada em Licenciatura em Artes Visuais pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Atualmente é professora de História da Arte no Colégio Lobo de Ponta Grossa - PR e Irati - PR.

Maria Cristina Mendes (UEPG), Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Professora permanente no Programa de Pós-Graduação Mestrado em Cinema e Artes do Vídeo - FAP - UNESPAR/ PR (2019). Professora Adjunta no curso de Artes Visuais da Universidade Estadual de Ponta Grossa - DEARTES - UEPG/ PR (desde 2015). Doutorado (2014) e Mestrado (2010) em Comunicação e Linguagens na Universidade Tuiuti do Paraná - UTP/ PR. Especialização em História da Arte do Século XX (2000) e Bacharelado em Pintura (1984) na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Foi docente dos Cursos de Artes Visuais (2002/ 2015) e Tecnologia em Fotografia (2008 / 2015); coordenou o curso de pós graduação Lato Sensu "Fotografia: Processos de Produção de Imagens" (2012 / 2015), na UTP/ PR. Coordena a pesquisa "Poéticas Artísticas: a criação da obra de arte e sua relação com a palavra escrita" (2018/ 2019) e participa dos grupos de Pesquisa "Educação Estética, Trabalho e Sociedade" (UTP/ PR), "Interart - interação entre arte, ciência e educação: diálogos e interfaces com as Artes Visuais" (UEPG/ PR) e "Eikos: imagem e experiência estética" (FAP/ UNESPAR/PR).

Publicado
2021-05-04
Seção
Dossiê | Special Issue | Dossier