Entre o formal e o vivido: abordagem territorial e as políticas públicas

Autores

  • Rosemere Santos Maia

Palavras-chave:

Território, territorialidade, políticas públicas, cidade, identidade

Resumo

O presente artigo traz uma reflexão sobre o uso indiscriminado, nem sempre apropriado e rigoroso, que tem sido feito do binômio território/territorialidade na definição e implementação de Políticas Públicas. Para tanto, apresenta argumentos que retratam o descompasso entre os territórios definidos por leis/decretos e as práticas sociais e delimitações realizadas pelos sujeitos sociais - pautadas numa enorme diversidade e complexidade. Como forma de subsidiar o debate, alguns conceitos/noções são resgatados (como o de fronteira, identidade, rede e escala), para demonstrar que a adoção de posturas normativas por parte dos elaboradores e gestores das políticas sociais, resulta, na maioria das vezes, em ações pouco permeáveis a uma efetiva participação das instâncias organizativas da sociedade civil, negligenciando as demandas mais legítimas da população e colaborando para o aprofundamento de processos de segregação e atomização da cidade.

Downloads

Publicado

2017-09-28

Como Citar

MAIA, R. S. Entre o formal e o vivido: abordagem territorial e as políticas públicas. Terr@ Plural, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 78–92, 2017. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/10620. Acesso em: 2 out. 2022.