Terras de Plantar, Terras de Criar – Sistema Faxinal: Rebouças – 1950-1997 - DOI: 10.5212/TerraPlural.v.5i2.0008

Autores

  • Cecilia Hauresko UNICENTRO

Palavras-chave:

sistema faxinal, terras de plantar, terras de criar

Resumo

Para construir sua obra, a autora desenvolve um método que resgata, através da memória dos faxinalenses, as relações cotidianas da festa, do trabalho, do lazer, dos encontros e dos desencontros, da identidade, dos estranhamentos, os processos de desintegração e de resistência dos/nos faxinais etc. Através da utilização da fonte oral, das falas dos moradores pesquisados, vai reconstruindo, pelas suas narrativas, as experiências vividas, as mudanças, os medos e as ansiedades. Evidencia, via observações e entrevistas, conflitos latentes desencadeados pela desestruturação do criadouro comum, cuja extinção resultaria na desarticulação do sistema Faxinal, e analisou meticulosamente o drama vivido pela população de Marmeleiro de Baixo. A inserção da pesquisadora no cotidiano do faxinal resultou na elaboração de documentos oficiais e de outras fontes construídas ao longo do tempo. Foram cinco anos de trabalho de campo, com conquistas significativas para a comunidade, pondo em debate questões sobre os faxinais no Estado do Paraná.

Biografia do Autor

Cecilia Hauresko, UNICENTRO

Professora do Departamento de Geografia da Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO. Trabalha com as disciplinas de Desenvolvimento Rural e Geografia Agrária,  e Estágio Supervisionado na Licenciatura.

Downloads

Publicado

2011-12-14

Como Citar

HAURESKO, C. Terras de Plantar, Terras de Criar – Sistema Faxinal: Rebouças – 1950-1997 - DOI: 10.5212/TerraPlural.v.5i2.0008. Terr@ Plural, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 255–260, 2011. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/3035. Acesso em: 10 ago. 2022.