Festividade e territorialidades na parada LGBT goianiense. DOI: 10.5212/TerraPlural.v.6i2.0006

Autores

  • Carlos Eduardo Santos Maia UFJF

Resumo

As paradas LGBTs têm se constituído numa grande festa popular nas cidades onde são realizadas. Neste artigo, analisamos algumas questões referentes à festividadee às territorialidades na parada LGBT goianiense, o contexto de festa e não-festa, o confronto com a ordem, a superação e ratificações de visões de mundo. Abordamos ainda sua composição espacial, estratégias de controle exercidas em seu espaço e certos modos como as territorialidades são produzidas. Em termos metodológicos, nossas análises são orientadas por participações, observações e entrevistas realizadas na Parada goianiense, embora, sempre que possível, recorramos a outros contextos a título de exemplo.

Downloads

Publicado

2012-04-26

Como Citar

MAIA, C. E. S. Festividade e territorialidades na parada LGBT goianiense. DOI: 10.5212/TerraPlural.v.6i2.0006. Terr@ Plural, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 273–288, 2012. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/3385. Acesso em: 12 ago. 2022.