Paleoicnologia do Siluro-Devoniano do estado do Paraná e a obra de John Mason Clarke. DOI: 10.5212/TerraPlural.v.7iEspecial.0005

Autores

  • Daniel Sedorko UEPG
  • Renata Guimarães Netto UNISINOS
  • Elvio Pinto Bosetti

Resumo

As camadas do Siluro-Devoniano paranaense são ricas em icnofósseis e 

muito se estudou sobre o tema desde a obra pioneira de John Mason Clarke, em 1913. 

Este trabalho apresenta um histórico dos estudos paleoicnológicos desenvolvidos em 

depósitos siluro-devonianos do estado do Paraná desde a obra de Clarke. A maior parte 

dos trabalhos enfocou depósitos da Formação Furnas e deu ênfase às características 

icnotaxonômicas, embora aspectos icnofaciológicos tenham sido considerados. 

Mesmo que discreta, a contribuição de Clarke para a icnologia do Siluro-Devoniano 

paranaense foi relevante por abordar um tema que ainda não possuía destaque nas 

 

geociências no início do século XX.

Downloads

Publicado

2014-02-20

Como Citar

SEDORKO, D.; NETTO, R. G.; BOSETTI, E. P. Paleoicnologia do Siluro-Devoniano do estado do Paraná e a obra de John Mason Clarke. DOI: 10.5212/TerraPlural.v.7iEspecial.0005. Terr@ Plural, [S. l.], v. 7, p. 59–74, 2014. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/5811. Acesso em: 9 dez. 2022.