ALFABETIZAÇÃO NA COMUNIDADE INDÍGENA RIO D’AREIA: DIREITOS, DESAFIOS E INTERCULTURALIDADE

Autores

  • Ana Marcia Kaliberda UNICENTRO
  • Cesar Rey Xavier UNICENTRO
  • Carlos Alberto Marçal Gonzaga UNICENTRO

Resumo

Este trabalho articula o conjunto de leis que amparam os direitos dos índios a uma educação diferenciada com alguns princípios da filosofia intercultural.  A metodologia aplicada foi qualitativa com observação participante. Foram analisadas algumas experiências de alfabetização junto à escola da comunidade indígena Rio D’Areia ocorridas entre os anos 2008 e 2009. Como objetivo geral buscou-se analisar a coerência das leis de proteção com as práticas adotadas por esta escola. Não obstante os esforços na aplicação da educação diferenciada, identificam-se algumas dificuldades da adaptação dos conteúdos da escola regular com aqueles típicos da cultura guarani. Estas dificuldades são problematizadas sob a ótica da filosofia intercultural, cujos conceitos sugerem novas perspectivas diante dos problemas.

Biografia do Autor

Ana Marcia Kaliberda, UNICENTRO

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (2006). Atualmente é professora da Associação Pais e Amigos dos Excepcionais - Fernandes Pinheiro. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em EDUCAÇÃO INDÍGENA, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, psicopedagogia, escola pública, prevenção e escola. Discente do Programa de Mestrado Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2015-06-25

Como Citar

KALIBERDA, A. M.; XAVIER, C. R.; MARÇAL GONZAGA, C. A. ALFABETIZAÇÃO NA COMUNIDADE INDÍGENA RIO D’AREIA: DIREITOS, DESAFIOS E INTERCULTURALIDADE. Terr@ Plural, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 283–296, 2015. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/tp/article/view/6638. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos