Curricularização da extensão universitária no Serviço Social na Unioeste: um resgate histórico crítico da política de educação no Brasil

Conteúdo do artigo principal

Andreia Agda Silva Honorato
https://orcid.org/0000-0001-5945-9877
Thiago Aranha dos Santos
https://orcid.org/0000-0002-3326-3419

Resumo

O artigo em tela, analisa a curricularização da extensão universitária no Serviço Social, situando-se em um contexto histórico-crítico da política de Educação no Brasil. O objetivo central é provocar reflexões críticas de como a extensão universitária tem se desenvolvido ao longo dos anos, visando compreender e socializar os desafios e as possibilidades da curricularização da extensão universitária no curso de Serviço Social da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, campi de Francisco Beltrão, situada na região Sudoeste do Paraná. Elegeu-se a pesquisa documental e bibliográfica para subsidiar as análises que as subscrevem, cujo método de análise, privilegia e é subsidiada pelas categorias do materialismo histórico-dialético. Dentre as contribuições deste processo de curricularização no curso, destaca-se a possibilidade de não apenas incorporar a extensão, mas fazer revisão do projeto político pedagógico, incorporando e adensando o debate de raça e gênero.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
HONORATO, A. A. S.; ARANHA DOS SANTOS, T. Curricularização da extensão universitária no Serviço Social na Unioeste: um resgate histórico crítico da política de educação no Brasil. Emancipação, Ponta Grossa - PR, Brasil., v. 24, p. 1–16, 2024. DOI: 10.5212/Emancipacao.v.24.2422427.007. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/emancipacao/article/view/22427. Acesso em: 14 jul. 2024.
Seção
Formação profissional e Serviço Social: trajetórias históricas e perspectivas de futuro no âmbito do ensino, pesquisa e extensão nas Instituições de Ensino Superior no Paraná.
Biografia do Autor

Andreia Agda Silva Honorato, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Doutora em Serviço Social pela PUC SP. Assistente Social. Professora Adjunta no Curso de Serviço Social da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, campi de Francisco Beltrão/PR. . E-mail: andreiah.agda@gmail.com

Thiago Aranha dos Santos, Pontifícia Universidade de São Paulo - PUC/SP

Doutor e Mestre em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. Assistente Social. Professor Convidado da Faculdade Paulista de Serviço Social – FAPSS. E-mail: thiagoaranhas@gmail.com

Referências

BERTOLLO, Kathiuça. Extensão universitária e curricularização da extensão: considerações sobre a formação em serviço social. Além dos Muros da Universidade, vol 6. Ouro Preto: UFOP, 2021.

BOSCHETTI, V. Plano Atcon e comissão Meira Mattos: construção do ideário da universidade do pós-64. Campinas: Revista HISTEDBR On-line, n.27, 2007, p. 221-229. Disponível em: http:// nucleodememoria.vrac.puc-rio.br/system/files/acervo-livre/cg0128/videocg0128004.p df. Acesso em: 17 jan. 2023.

BRASIL. Lei nº 1.920, de julho de 1953. Cria o Ministério da Saúde e dá outras providências, 1953.

BRASIL. Lei nº 5540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. 1968.

BRASIL. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, 1996.

BRASIL. Constituição Federal Brasileira, de 5 de outubro de 1988.

CARBONARI, Maria; PEREIRA, Adriana. A extensão universitária no Brasil, do assistencialismo à sustentabilidade. São Paulo, setembro de 2007.

CARIAGA, Maria Helena; BURGINSKI, Vanda Micheli. Extensão universitária e movimentos sociais: resistência em defesa do Projeto Ético-Político do Serviço Social. Praia vermelha, v.29, n.2. Rio de Janeiro: UFRJ, 2019

FERRAZ, Anita Pereira. Serviço Social e Extensão Universitária: reflexões sobre formação profissional. Tese de Doutorado. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUCSP, 2019

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. Tradução: Isa Tavares. 2 a ed. São Paulo: Boitempo, 2008

NETTO, José Paulo. Ditadura e Serviço Social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. São Paulo: Cortez, 1998.

Resolução nº 15. Diretrizes Curriculares. Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço SocialABEPSS. Brasil, 2002.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 23ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

UNIOESTE, Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Projeto Pedagógico do Curso de Serviço Social do campi de Francisco Beltrão: Resolução No 10/2023 – CEPE, de 28 de fevereiro de 2023. Disponível em: http://midas.unioeste.br/sgav/arqVrtConteudo/download!arqCNTCodigo=9537. Acesso em 03 de jul. de 2022.