A implementação do Programa de Alfabetização na Idade Certa no Estado do Ceará

Autores

  • Maria Océlia Mota PUC-Rio
  • Liana de Andrade Biar PUC-Rio
  • Maria Elizabete Ramos PUC-Rio

DOI:

https://doi.org/10.5212/retepe.v.4.008

Resumo

Resumo: Por meio de seus resultados exitosos, o Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC) colocou o Ceará em evidência no cenário educacional brasileiro e ganhou destaque como expressão máxima do regime de colaboração no estado. O objetivo do PAIC é que todas as crianças sejam alfabetizadas até os oito anos de idade, e tem na formação continuada o componente essencial da profissionalização docente. Em função da complexidade de atribuições e competências nas formas de coordenação, que envolve repasse de recursos e mecanismos de indução para adesão a essas políticas, esse trabalho pretende investigar como acontece o alinhamento discursivo na implementação da política. A metodologia da pesquisa se utiliza da análise da narrativa para interpretar a percepção dos agentes que interagem na implementação do PAIC. Os resultados mostram que os diferentes níveis hierárquicos da burocracia educacional se refletem nas narrativas e permitem estabelecer um contraste entre as formas de interação dos agentes e suas respectivas percepções e margem de atuação.

 

Palavras-chave: PAIC. Colaboração. Implementação. Análise de narrativa. Alfabetização.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Océlia Mota, PUC-Rio

Pedagoga pela Faculdade de Educação da Baixada Fluminense -FEBF/UERJ, concluiu especialização em Educação Infantil pelo Centro Universitário Hermínio Ometto –UNIARARAS, mestrado em Educação, Comunicação e Periferias Urbanas pela FEBF/UERJ, e doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica - PUC-Rio. Pesquisadora do Laboratório de Avaliação da Educação - LAED, coordenado pela Professora Alicia M. C. de Bonamino. Áreas de interesse: Políticas Públicas Educacionais. Implementação de Políticas Públicas. Desigualdades Educacionais. Avaliação na Alfabetização.

Liana de Andrade Biar, PUC-Rio

Doutora em Letras pela PUC-Rio, mestre em Letras pela UERJ e graduada em Letras pela UERJ. Professora adjunta da PUC-Rio, atuando na graduação em Letras e no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem, linha de pesquisa "discurso, vida social e práticas profissionais". Coordenadora adjunta do GrP/CNPq NAVIS (Narrativa e interação social). Integra a Cátedra Sérgio Vieira de Mello da PUC-Rio em convênio com a Agência da ONU para Refugiados. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada e estudos da interação.

Maria Elizabete Ramos, PUC-Rio

Psicóloga formada pela UFRJ e mestra em Educação pela PUC-Rio, instituição onde atualmente cursa o doutorado em Ciências Humanas-Educação. Tem experiência como professora regente na educação básica, incluindo ensino médio, na modalidade normal. Sua pesquisa na área educacional envolve os seguintes temas: políticas públicas em educação, avaliação da educação básica e relação ensino-aprendizagem. Integra o Laboratório de Avaliação da Educação, o LAEd, da PUC-Rio, coordenado pela professora Alicia Bonamino.

 

Referências

BAMBERG, M.; GEORGAKOPOULOU, A. Small stories as a new perspective in narrative and identity analysis. Text & Talk, v. 28, n. 3, p. 377-396, 2008. DOI: https://doi.org/10.1515/text.2008.018

BASTOS, L.; BIAR, L. Análise de narrativa e práticas de entendimento da vida social. Delta: documentação e estudos em linguística teórica e aplicada, São Paulo, v. 31, n. 4, p. 97-126, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-445083363903760077

CAPELLA, A. C. Um estudo sobre o conceito de empreendedor de políticas públicas: ideias, interesses e mudanças. Cadernos EBAPE. BR, Rio de Janeiro, v. 14, edição especial, p. 486-505, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1679-395117178

CAVALCANTE, P.; LOTTA, G. (Orgs.). Burocracia de médio escalão: perfil, trajetória e atuação. Brasília: Enap, 2015.

FONSECA. A. S. A. Programa de alfabetização na idade certa (PAIC): reflexos no planejamento e na prática escolar. 2013. 148 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.

GOMES, A. W. A. Alfabetização na idade certa: garantir a aprendizagem no início do ensino fundamental. Consultoria legislativa. Brasília: Câmara dos Deputados, 2013.

LIMA, L. L.; D'ASCENZI, L. Implementação de políticas públicas: perspectivas analíticas. Revista de sociologia e política, Curitiba, v. 21, n. 48, p. 101-110, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/s0104-44782013000400006

LIPSKY, M. Street-level bureaucracy: dilemmas of the individual in public service. New York: Russell Sage Foundation, 2010.

LOTTA, G. Burocracia e implementação de políticas de saúde: os agentes comunitários na Estratégia Saúde da Família. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015. DOI: https://doi.org/10.7476/9788575415481

LOTTA, G.; PIRES, R.; OLIVEIRA, V. Burocratas de médio escalão: novos olhares sobre velhos atores da produção de políticas públicas. Revista do Serviço Público, Brasília, v. 65, n. 4, p. 463-492, out./dez. 2014.

MULLER, P.; SUREL, Y. A análise das políticas públicas. Tradução de Agemir Bavaresco e Alceu R. Ferraro. Pelotas: Educat, 2002. (Coleção Desenvolvimento Social 3).

OLIVEIRA, A. Burocratas da linha de frente: executores e fazedores das políticas públicas. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 6, p. 1551-1573, nov./dez. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/s0034-76122012000600007

PIRES, R. Sociologia do guichê e implementação de políticas públicas. BIB, São Paulo, n. 81, p. 5-24, 2017.

SEGATTO, C. O papel dos governos estaduais nas políticas municipais de educação: uma análise dos modelos de cooperação intergovernamental. 2015. 196 f. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) – Escola de Administração de Empresas, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2015.

Downloads

Publicado

2019-04-02

Como Citar

MOTA, M. O.; BIAR, L. de A.; RAMOS, M. E. A implementação do Programa de Alfabetização na Idade Certa no Estado do Ceará. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, [S. l.], v. 4, p. 1–17, 2019. DOI: 10.5212/retepe.v.4.008. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/12967. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Implementação de Políticas Educacionais: debates teóricos e problematizações