A implementação da Reforma do Ensino Médio no Estado do Paraná: o avanço das políticas neoliberais e os ataques à Educação do Campo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5212/retepe.v.8.21592.002

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar o avanço das políticas neoliberais no Brasil, a reforma do Ensino Médio (Lei No 13.415/2017) e sua implementação no Estado do Paraná, destacando os impactos para a educação pública e para a Educação do Campo. Trata-se de pesquisa bibliográfica e documental, tendo como referência teórica o método materialista histórico e dialético. A Reforma do Ensino Médio foi pautada pelas políticas neoliberais e pelos grupos empresariais, atende às imposições do capital e do mercado, atacando frontalmente a perspectiva de formação e de emancipação humana. Infere-se que o projeto de Educação do Campo não é fruto de reformas educacionais, mas de lutas e de conquistas protagonizadas pelos povos do campo no contexto da luta pela terra que se efetivaram em políticas públicas. Nas lutas e nas construções históricas do projeto emancipatório da Educação do Campo, residem as possibilidades de resistência e de enfrentamento ao projeto neoliberal de educação.

Palavras-chave: Políticas neoliberais. Reforma do Ensino Médio. Educação do Campo.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Regis Clemente da Costa, Universidade Federal da Fronteira Sul

Professor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Laranjeiras do Sul, Paraná, Brasil. Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Downloads

Publicado

2023-03-20

Como Citar

COSTA, R. C. da. A implementação da Reforma do Ensino Médio no Estado do Paraná: o avanço das políticas neoliberais e os ataques à Educação do Campo. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, [S. l.], v. 8, p. 1–23, 2023. DOI: 10.5212/retepe.v.8.21592.002. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/21592. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artículos